quarta-feira, 22 de janeiro de 2020





VALOR DO PACOTE (AÉREO + TERRESTRE) EM DÓLAR AMERICANO POR PESSOA
Apartamento duplo .......................................................................... US$ 2.941,00
Suplemento para apto. individual ..................................................... US$ 200,00 
Entrada + taxas de embarque = US$ 588,00. Saldo até 10 vezes no cartão de crédito
Itapetininga: 

domingo, 12 de janeiro de 2020

AGRADECIMENTO AOS DELEGADOS PROVINCIAIS PARA A OCDS

A Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares da Província São José agradece imensamente aos delegados provinciais designados para acompanhar a OCDS no triênio 2016-2019, que foram inicialmente Frei João de Deus e Frei Cléber dos Santos e posteriormente Frei Pierino e Frei Luís Fernando, tendo ainda Frei Henrique com os jovens e frei Cléber com os casais.

Frei Cléber dos Santos

Frei João de Deus

Frei Pierino Orlandini

Frei Luís Fernando Negrão

Frei Henrique

Que Deus. com sua infinita bondade, recompense a cada um pela dedicação e empenho no exerício dessa função tão importante para o crescimento e amadurecimento da Ordem Secular em nossa Província.

Agradecemos também a Deus pelo sim que os novos delegados provinciais nomeados para o triênio 2019-2022 deram a este chamado, e pedimos ao Espírito Santo que lhes concedam persererança, luz e sabedoria na condução da Ordem Secular neste triênio.

Frei Wilson Gomes

Frei Hudson

Frei Gregório

Frei Luciano Henrique

Frei Salinho
Que Deus abençoe a todos e faça a nossa Ordem frutificar cada vez mais em bênçãos e graças para a Igreja e para a humanidade.

segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

ADQUIRA OS LIVROS DA OCDS

(CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR)

Revista Monte Carmelo nº 165 (outubro/novembro/dezembro de 2019)


Clique na imagem para acessar o conteúdo completo da revista


Caro leitor, 
Confira a edição nº 165 da Revista Monte Carmelo. Ao abrir o arquivo PDF você poderá perceber que na capa e no sumário, os itens são clicáveis, assim como todos os links. No rodapé das páginas há um menu que retorna para o sumário. Dessa forma, você poderá navegar de forma dinâmica na revista, facilitando a sua leitura, tando em computadores, como em celulares ou tablets.
Nossa revista agora está sob a responsabilidade de um jornalista profissional, Leonardo de Paula (carmelita secular da OCDS do Rio de Janeiro-RJ).
Tenham todos um excelente leitura.

Luciano Dídimo
Coordenador da Comissão de Comunicação da OCDS



terça-feira, 24 de dezembro de 2019

MENINO LUZ - Reflexão de Natal


O PAI-NOSSO E A LUZ DE CRISTO


* PAI NOSSO QUE ESTAIS NOS CÉUS
1 SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME

Noite de céu escuro e estrelado
A Estrela brilha forte e nos conduz

A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho. (Salmos 119, 105)

"E eis que a estrela, que tinham visto no Oriente, os foi precedendo até chegar sobre o lugar onde estava o menino e ali parou. (São Mateus 2, 9)"

2.VENHA A NÓS O VOSSO REINO

Ao Menino que nasce Iluminado
E que espalha paz em sua luz

O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; sobre os que viviam na terra da sombra da morte raiou uma luz". (Mateus 4,16)

Pois Deus, que disse: "Das trevas resplandeça a luz", ele mesmo brilhou em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus na face de Cristo. (2 Coríntios 4, 6)

3.SEJA FEITA A VOSSA VONTADE
ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU

Esse Menino frágil e poderoso

Envolveu-o em panos e o colocou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria. (Lucas 2, 7)

Nele estava a vida, e esta era a luz dos homens. (João 1, 4)

4.O PÃO NOSSO DE CADA DIA
NOS DAI HOJE

Estende as suas mãos acolhedoras

Libertou Israel do meio deles, porque seu amor é para sempre, com mão forte e braço estendido, porque seu amor é para sempre. (Sl 136, 11-12)

"Os olhos são a candeia do corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo será cheio de luz. Mateus (6, 22)

5.PERDOAI-NOS AS NOSSAS OFENSAS
ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS
A QUEM NOS TEM OFENDIDO

Nos dando o seu perdão tão amoroso
Que alenta nossas almas devedoras

Pois me livraste da morte e aos meus pés de tropeçar, para que eu ande diante de Deus na luz que ilumina os vivos. Salmos (56, 13)

Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. (1 João 1, 7)

6.E NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO

Sua luz nos vem em raios como flechas
Que nos ferem de amor o coração
Iluminando assim as nossas trevas

Tu, Senhor, manténs acesa a minha lâmpada; o meu Deus transforma em luz as minhas trevas. (Salmos 18, 28)

Falando novamente ao povo, Jesus disse: "Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida". (João 8, 12)

7.MAS LIVRAI-NOS DO MAL

Nosso Menino Luz com seu clarão
Nos dá dignidade e nos eleva
Trazendo a todos nós libertação

A cidade não precisa de sol nem de lua para brilharem sobre ela, pois a glória de Deus a ilumina, e o Cordeiro é a sua candeia. (Apocalipse 21, 23)

A luz brilha nas trevas, e as trevas não a derrotaram. (João 1, 5)

Amém.

Luciano Dídimo 

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Mensagem de Natal - Conselho Provincial OCDS

À família Secular do Carmelo - com a alegria do Advento e do Natal
Confia no Senhor as tuas obras”

Falais muito bem com outras pessoas, porque faltariam palavras para falar com Deus? Assim, Santa Teresa de Jesus nos recorda do Amigo que temos em todos os momentos e em todas as circunstâncias.
Há aproximadamente 50 anos, o Santo Padre Paulo VI, proclamava Teresa de Jesus, a primeira mulher doutora da Igreja. Mas o que Teresa de Jesus fez para merecer tal título? O próprio Pontífice nos recordou há época: esta mulher é mestra de oração e intimidade com Deus; é coberta pelo véu da humildade e da oração e é uma figura humana atraente, ou seja, trata-se de uma mulher excepcional.
Pelo Batismo nos tornamos cristãos, imersos em uma comunidade e experimentamos a vida em família. Mas também somos aceitos na comunidade Igreja e assim chamados a vocação, a santidade e a missão. A vocação: amar a Deus e a missão, servir ao próximo. E aqui, em particular, somos acolhidos com muito amor numa linda e tradicional família, com religiosos (frades e irmãos), com as monjas e os seculares, que inseridos em diversos e dinâmicos contextos, vivem e levam o perfume da espiritualidade carmelita.
Este Conselho da Província São José, eleito entre 14 e 17 de novembro, para o triênio de 2020 a 2022, com este singelo texto se apresenta e acolhe a todos os irmãos e irmãs seculares que participam e vivem esta mística do carmelo teresiano e sãojoanista. Se para a Santa Madre Teresa, encontrar Deus foi a máxima experiência de toda a sua vida, acreditamos que levar este Deus em conjunto com esta família se faz necessário e de grande proveito. Por ocasião do Capítulo Geral, ocorrido em 2009, na cidade de Fátima, em Portugal, o Padre Geral, Saverio Cannistrà nos recordou que a Ordem necessita reviver a mesma identidade carismática em uma carne que carrega os sinais de nosso tempo e assume seus pesos. Esta também deve ser nossa missão.
Recentemente, o Cardeal Robert Sarah em “A noite se aproxima e o dia já declinou”, enfatiza que os cristãos estão desorientados e que a Igreja experimenta a noite escura. A Igreja deve ser um lugar de luz, uma casa de família segura e pacífica. E continua dizendo que somente a oração é o sangue capaz de irrigar o coração da Igreja. Este foi, é e sempre será o carisma norteador da Santa Madre e do Santo Padre João da Cruz. Deve ser o alimento para nos sustentar e de forma unida e partilhada levar esta joia a todos que anseiam por Deus. Este Conselho buscará servir sob tais princípios neste mundo contemporâneo, onde cada um de nós se encontra atuando.
Neste período tão oportuno do Advento podemos contemplar as maravilhas do Senhor, dizendo: hoje quero te dar graças e com a força de Tua palavra sejamos capazes de nos colocarmos a caminho junto com os outros e irmanados numa casa em comum; tornamo-nos vigilantes a espera do Menino Salvador. E Este veio por meio daquela que se alegrou, cheia de graça, pois o Senhor estava com ela (Lucas 1,26-28). Assim, irmãos e irmãs, ao refletirmos o mistério do Natal, sob a perspectiva de Santa Edith Stein, podemos reafirmar o pensamento proposto, “para onde o Menino-Deus nos conduzirá nesta terra, isto não sabemos e não deveríamos perguntar antes do tempo. Só sabemos que para aqueles que amam o Senhor, todas as coisas servem para o bem. Os caminhos pelos quais o Senhor nos conduz, levam-nos para além desta terra”.
Acreditamos que como família, devemos, nas dimensões espiritual, carmelitana, doutrinal e, sobretudo humana, levar de forma perene a identidade carmelita no mundo de hoje, e descobrir qual é o serviço específico a ser prestado a Deus, à Igreja, à Ordem e ao mundo, como nos ensinam os Documentos da OCDS.
Parafraseando São João Paulo II, ser carmelita significa amar a Igreja, orar por Ela e com Ela proclamar o Evangelho a toda criatura. Assim, buscando seguir os ensinamentos dos Santos e Bem Aventurados do Carmelo, a fim de crescer na fraternidade e intimidade com Deus, estejamos livres e serenos para os caminhos apontados por Nossa Mãe, a Virgem do Carmo e pelo seu filho Jesus. E assim, no final deste triênio, possamos dizer, tudo te Oferecemos Senhor.


     Conselho Provincial 2019-2022

domingo, 22 de dezembro de 2019

Mensagem de Natal - Frei Alzinir Debastiani

O Verbo se fez carne e veio habitar entre nós (Gv 1,14)

Com estas palavras, o Evangelho de São  João resume o Mistério do Natal! Doravante, com a chegada do Eterno no tempo, a Presença do Deus invisível torna-se visível e próxima em Jesus: 
Ele cresceu na família de Maria e de José, santificando cada Família; 
Ele participa nas tradições e orações de seu povo hebreu, levando ao cumprimento os Ritos antigos, instaurando o Novo Rito, onde Ele mesmo continua apresentando ao Pai as orações de toda a humanidade;  
Ele é o Compassivo que partilha as dores e sofrimentos das pessoas que encontra pelo caminho, dizendo-nos que os nossos sofrimentos Deus se faz presente e os carrega sobre Si, redimindo-os com seu Amor;  
Ele participou nas alegrias com os amigos, nas festas de casamento, dizendo-nos que é Ele o Verdadeiro Amigo, presente nas alegrias e nas amizades;
Ele sofreu incompreensões, a solidão, o abandono no Getsêmani, mas permaneceu Fiel até o fim, a fim de transfigurar tudo pelo Amor;
Ele nos disse as Palavras de vida eterna, para que, em meio a tantas palavras vazias e vãs, entendamos que nas suas Palavras, o Reino segue adiante tornando realidade o reino que o seu Pai segue construindo na História;
Ele chorou, experimentando a dor da perda de entes queridos, mas nos comprovou que a morte não tem a última palavra e sim a Vida, a sua, de Ressuscitado;
Ele voltou ao Pai, mas permanece conosco na Eucaristia e também enviou-nos outro Consolador que nos leva a conhecer a Verdade.
Ele é o Verbo da Vida que continua vivendo entre nós!
Acolhamos a sua Sabedoria, a sua Paz, oferecida aos homens de boa vontade e a alegria que vem Dele, que a experimentam quem segue seu exemplo de serviço e doação.
A você, e aos seus caros e familiares, meus fraternos desejos de um Santo Natal e Ano Novo, vividos na Luz do Verbo que habita em meio a nós.  

Fr. Alzinir Francisco Debastiani OCD – Natal 2019

Imagem: Menino Jesus, Igreja dos franciscanos - Belém

domingo, 15 de dezembro de 2019

CELEBRANDO E ANUNCIANDO COM SÃO JOÃO DA CRUZ O AMOR DE DEUS.
14.12.2019.


SOLENE CELEBRAÇÃO 

Em meio aos festejos de São João da Cruz neste sábado dia 14 de dezembro, o Grupo São José celebrou pela manhã a sua Solenidade junto às irmãs do Carmelo de São José de Petrópolis, em Missa celebrada por nosso Bispo Diocesano Dom Gregório Paixão às 8h da manhã. 

 

 



                  MISSÃO "CHAMA VIVA"


No final da tarde, o Grupo São José participou da "JPJ - Jornada Paroquial da Juventude", na Paróquia N.Sra. da Guia de Pacobaíba, no distrito de Mauá, do município de Magé-RJ, anunciando o "Amor de Deus" através das obras de são João da Cruz.


A "Palestra Interativa" centralizou-se no Amor de Deus buscado e escrito, em verso e prosa, pelo nosso santo. A formadora (Estela) contou com a participação das personagens da santas Teresa Benedita da Cruz (Malú) e Teresa do Menino Jesus (Martinha). 


De forma interetativa, ora uma, ora outra, as personagens de nossas referidas santas, filhas espirituais do Santo Padre João da Cruz, apresentaram e declamaram poemas deste nosso poeta e escritor.



Ponto alto da palestra se deu com beleza e suavidade na declamação final do poema "Chama Viva de Amor".

Concluímos a Missão com o cântico (Michele) e oração, de todos os participantes, ao Espírito Santo e à Virgem Maria, sob a intercessão de são João da Cruz. 




Viva São João da Cruz, nosso pai, 
mestre e intercessor!

Por: Estela da Paz, OCDS.
Grupo São José, Petrópolis - RJ.



sábado, 14 de dezembro de 2019

SÃO JOÃO DA CRUZ, PRESBÍTERO, DOUTOR DA IGREJA E NOSSO PAI.

SÃO JOÃO DA CRUZ, PRESBÍTERO, DOUTOR DA IGREJA E NOSSO PAI.


Celebrar este dia 14 de dezembro é celebra a vida, as fundações e as obras de vida interior do Santo doutor da Igreja, pai espiritual e fundador do Carmelo, guia e mestre espiritual das almas que buscam a comunhão de amor com Deus.
É festa no Céu, é festa no Carmelo, é festa na vida de todos que se deixam formar pelo guia e bom pai João da Cruz!

Amigo e companheiro espiritual de santa Teresa, empreende ao seu lado a obra de reforma, Frei João converteu-se em colaborador seguro e fiel da Madre Fundadora. Acompanhou-a pessoalmente às fundações de Alba de Tormes (1571) e Segóvia (1574), e prestou-lhe sua ajuda incondicional para a renovação espiritual do mosteiro da Encarnação de Ávila: dirigido e diretor da Santa durante os anos de 1572-1574, continuou exercendo seu ministério de confessor no triênio sucessivo. Esteve presente nas comunidades masculinas de Duruelo-Mancera (novembro 1568-abril 1571), Pastrana (outubro 1570) e Alcalá (abril 1571-maio 1572). 

Pai espiritual de santa Teresinha do Menino Jesus. Para ela, João da Cruz é o "Santo do Amor" por excelência. Santa Teresinha devorava os textos do Santo, que a acompanharam até os seus momentos finais na enfermaria, relatado por Irmã Inês. Dizia Santa Teresinha: "Ele é o Santo do Amor por excelência". Meditava suas glosas e se orientava por seus escritos, utilizava-as para orientar as noviças. Dirá da Glosa 11. "O amor tira proveito de tudo, do bem e do mal que encontra em nós" - Teresinha. 
Teresinha cria na intercessão deste pai espiritual e afirmava: “Tenho certeza de que ele trabalha para a nossa santidade, quando da canonização dele” - Depois da canonização dela, veio o Doutorado dele. 

Também para Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein), que teve a alegria viver e morrer com as experiências de grande pai, ela pode narrar e explicar sobre sua vida e suas obras no seu quarto centenário na sua obra iniciada "Ciência da Cruz", que concluíra no martírio da alma e do corpo. Dirá Edith Stein em resposta à carta de uma religiosa dominicana chamada Agnella Stadtmüller, doutora em filosofia que lhe perguntava sobre o que entendia São João da Cruz por “amor puro”: “São João da Cruz entende por “amor puro” o amor de Deus por Ele próprio; o de um coração livre de todo apego a qualquer coisa criada: a sí próprio e ao resto das criaturas, mas também a todo o consolo e coisas semelhantes que Deus possa conceder à alma, a qualquer forma de devoção especial, etc.; o de um coração que não deseja outra coisa senão que se cumpra a vontade de Deus e que se deixa guiar por Ele sem resistência. O que não podemos fazer para chegar até aqui está amplamente tratado na Subida do Monte Carmelo. Como Deus purifica a alma, na Noite Escura. O resultado, na Chama de Amor viva e no Cântico Espiritual. Pode encontrar-se todo o caminho em cada uma das obras, apesar de que em cada caso se acentua uma etapa ou outra. Mas se deseja aprender o essencial, dito de forma muito mais breve, então deve ver os escritos breves”.

Em suas obras, São João apresenta o caminho de purificação da alma, ou seja, a posse progressiva e jubilosa de Deus, até que a alma chegue a sentir que ama a Deus com o mesmo amor com que é por Ele amada. Em sua poesia Chama de amor viva descreve mais em detalhes o estado de união transformadora com Deus. Nos ensina que vida da alma é uma festa contínua do Espírito Santo, que deixa entrever a glória da união com Deus na eternidade. Utiliza a comparação sempre a comparação do fogo, e certifica que como o fogo, quanto mais arde e consome a madeira, tanto mais se torna incandescente até se tornar chama, também o Espírito Santo, que durante a noite obscura purifica e limpa a alma, com o tempo ilumina-a e aquece-a como se fosse uma chama.

Termino convidando o leitor à meditação e mergulho espiritual na Graça do Espírito Santo indicada por são João da Cruz em seu Poema 3 - "CHAMA VIVA DE AMOR" - Canções da alma na íntima comunicação de UNIÃO de amor com Deus, escrito em Granada 1582-1584. 
Que o santo padre João da Cruz interceda por nós neste dia, atualizando nesta intercessão um frituoso caminho espitual.

I
Oh! Chama de amor viva
que ternamente feres
De minha alma no mais profundo centro!
Pois não és mais esquiva,
Acaba já, se queres,
Ah! Rompe a tela deste doce encontro.
II
Oh! Cautério suave!
Oh! Regalada chaga!
Oh! Branda mão!
Oh! Toque delicado
Que a vida eterna sabe,
E paga toda dívida!
Matando, a morte em vida me hás trocado.

III
Oh! Lâmpadas de fogo
Em cujos resplendores
As profundas cavernas do sentido,
que estava escuro e cego,
Com estranhos primores
Calor e luz dão junto a seu Querido!

IV
Oh! Quão manso e amoroso
Despertas em meu seio
Onde tu só secretamente moras:
Nesse aspirar gostoso,
De bens e glória cheio,
Quão delicadamente me enamoras!”
Por: Estela da Paz, OCDS.
Grupo São José, de Petrópolis - RJ.

SÃO JOÃO DA CRUZ, uma singela homenagem.



1.   Meu nome é João de Yepes
Baixa estatura, bem franzino...
Passei fome e aperto
Por isso sou assim tão pequenino. 
Lutei muito na vida
De tudo fiz um pouquinho...
Mas a fé em meu peito ardia
Queria ser filho de Maria
Ó que benção! Doce anelo!
Dentro da bendita Ordem do Monte Carmelo.


2.     Sempre fui inteligente,
Esperto e trabalhador.
Sustentei minha família
Com trabalho e com suor.
Mas queria algo maior:
Ser de Cristo servidor
Na Ordem da Virgem Maria
Doce Mãe e garantia
De um dia eu ir para o Céu
ver a nosso Senhor.

3.  Encontrei uma certa madre
Bem esperta com certeza
Era Teresa de Ahumada
A grande Madre Teresa. 
Vinha de família nobre
Muito rica e importante. 
Tinha porte e elegância,
Era viva e cativante. 
Falou-me de seus planos
Que me levariam mais à diante. 

4.  Eu queria o silêncio
Penitência e oração. 
Resolvi ir para a Cartuxa
Seguir minha vocação. 
Mas, a Madre garantia,
Com a audácia e certeza,
Que no Carmo eu poderia
Ser um frade penitente. 
Sair não seria inteligente
Quem me garantia era Teresa!

5.   Resolvi então ficar,
Aplicar- me à oração,
Com constância e desvelo.
No pequeno Duruelo,
Vivia em santa oblação.
A vida era dura,
Porém, cheia de ternura!
O Amor nos aquecia e, 
Naquela casinha fria, 
Deus era nossa brandura. 

6.     Virei causa de contenda, 
De “avexo” e de peleja, 
Meus irmãos não me entendiam
E me viam com inveja. 
Desejava ser santo
Pertencer só a Jesus
Ser portador do “fogo santo”,
Ter no peito a Santa Cruz,
E ser nela crucificado
Imitando o bom Jesus. 

7.     Certa noite me levaram
Para uma dura prisão.
Colocado numa cela
Padecendo privação. 
Queriam que eu deixasse
Minhas ideias e “pecados”. 
Mas, na cela encontrei
Verdadeira liberdade! 
Compus hinos, fiz poesia: 
Ó que grande felicidade!

8.     Não trataram do mesmo jeito
O meu doce e bom Jesus?
Assim também não tratariam
O pobre João da Cruz?
Era grato ao Senhor. 
Gozava grande penhor:
Ser pelo mundo desprezado
E tido por "desgraçado". 
Mas, sabia muito bem
O grande amor que Deus me tem.

9.     Maria me libertou:
Mandou da prisão eu sair. 
Aproveitei a situação
E pus-me logo a fugir. 
Graças à distração
Do guarda da minha prisão, 
Desci aquele grande muro. 
Era noite, muito escuro
Mas com Maria passando à frente
Tudo se fazia diferente.

10.   Acolhido por minhas irmãs
Do Carmelo de Toledo
Mantiveram-me em segredo
Esconderam-me dos irmãos
Que buscavam com altivez
Por as mãos, mais uma vez, 
No pobre Padre João.
Mas, Maria deu livramento
Queria que naquele momento
Fosse salvo do inimigo
Naquele seguro abrigo.

11.  Voltando ao convívio
Com meus irmãos descalços
Pus-me logo ao encalço
Do Amado que chamava. 
Cumprindo doce preceito
Aquela luz que tinha no peito
Procurei distribuir:
Ensinava, exortava
Aos irmãos e irmãs ensinava
Aquele novo e santo conceito.

12.   Eu, pobre fradinho
Tão pequeno e franzino
Desejava só sofrer. 
Ser imitador de Cristo
Ter o nada por visto
Sem mais nada querer! 
Mas o Senhor me confiava
Importante missão: 
Fez-me “mestre e prior”
Da noviça fundação.

13.  Mas, eu, padre João
Nunca, nunca desistia...
Queria em recompensa
De seu grande padecer
Ser ainda mais desprezado
E só para Cristo viver.
Pressentindo o doce fim
Que no horizonte surgia
Como bom filho de Maria
Disse: “quero só amar e sofrer”!

14.  No convento de Ubeda
Isolado e escondido
estava já, bastante ferido
Pelo Amor e pela Cruz
Imitando ainda mais a Jesus
Preparei-me para morrer.
O coração quase parando
A alma se preparando
Para o encontro final
E o abraço Eternal.

15.  Já era quase meia noite
O sino na torre badalava
E convidava à oração
Inquieto e ansioso
sofrendo muito, mas, em gozo. 
Perguntava de quando em vez:
“São que horas? São que horas”?
Deseja a toda a hora, 
Sem sossego e sem descanso
Voar ao santo Remanso
Ver no Céu o meu Jesus.  

16.   À reunida  comunidade
Que assistia àquela partida
Que julgavam triste minha sina, 
Grande dor, triste labéu,
Dizia: em breve cantarei Matinas
Não aqui, mas lá no Céu!

E a alma do Santo ditoso
Que no Céu tinha seu penhor,
Na forma de globo luminoso
Partiu para junto do Senhor

17.  João não foi esquecido:
Ficou na terra o seu valor.
Seus irmãos exultantes
Cantam as glórias do Senhor
Desejando com anelo
Subir o Monte Carmelo,
Que ele em vida conseguiu.
Em seus livros encontram a luz
Que vem do Bom Jesus
Que o Santo amou e seguiu.


Giovani Carvalho Mendes
(Giovani Maria da Encarnação, ocds)



Figura no princípio da página: de "Tia Adelita", da comunidade Canção Nova. Imagem conseguida pelo Google Images. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...