domingo, 18 de abril de 2010

2-feira da 3ª semana da Páscoa - 18/04/10

LITURGIA DIÁRIA


2-feira da 3ª semana da Páscoa/Cor Branca
Oficio do dia de semana do TPasc.
Missa pr de semana Impar: Pfpascal
Leituras: At 6,8-15
Sl 118 (119),23-24.26-27.29-30 (R/. ib)
Jo 6,22-29

Liturgia das Horas -> Laudes Pag. 636 - H.Média Pag. 638 - Vésperas Pag. 639

Oração das Horas -> Laudes Pag. 517 - H.Média Pag. 518 - Vésperas Pag. 519

"Então perguntaram: 'Que devemos fazer para realizar as Obras de Deus'?”

http://1.bp.blogspot.com/_mkniXDN0QaQ/R_4lbvuuB-I/AAAAAAAAAgQ/oZGHXzwvgI4/s320/Santissimo1.png

"Jesus respondeu: 'A Obra de Deus é que acrediteis Naquele que Ele enviou'."

EVANGELHO (São João 6, 22-29)
Depois que Jesus saciara os cinco mil homens, seus discípulos o viram andando sobre o mar. 22No dia seguinte, a multidão que tinha ficado do outro lado do mar constatou que havia só uma barca e que Jesus não tinha subido para ela com os discípulos, mas que eles tinham partido sozinhos. 23Entretanto, tinham chegado outras barcas de Tiberíades, perto do lugar onde tinham comido o pão depois de o Senhor ter dado graças. 24Quando a multidão viu que Jesus não estava ali, nem os seus discípulos, subiram às barcas e foram à procura de Jesus, em Cafarnaum. 25Quando o encontraram no outro lado do mar, perguntaram-lhe: “Rabi, quando chegaste aqui?” 26Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade, eu vos digo: estais me procurando não porque vistes sinais, mas porque comestes pão e ficastes satisfeitos. 27Esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna, e que o Filho do homem vos dará. Pois este é quem o Pai marcou com seu selo”. 28Então perguntaram: “Que devemos fazer para realizar as Obras de Deus?” 29Jesus respondeu: “A Obra de Deus é que acrediteis Naquele que Ele enviou”.
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

MEDITANDO O EVANGELHO DO DIA
"No que toca à pergunta: «Quem é Deus?», todos os mestres que existiram não conseguiram explicá-la, porque ela está acima de qualquer pensamento e de qualquer inteligência. Contudo, o homem interessado que procura cuidadosamente algum conhecimento de Deus, acaba por encontrá-lo, ainda que muito remoto... Foi assim que alguns virtuosos mestres pagãos o procuraram no passado, nomeadamente o sábio Aristóteles. Ele examinou o desenrolar da natureza…; procurou com ardor e encontrou. Deduziu pela natureza que deveria existir nela um único soberano, senhor de todas as criaturas, a quem nós chamamos Deus… O ser de Deus é uma substância tão espiritual que os olhos mortais não a conseguem contemplar diretamente, mas podem vê-la através das suas obras ; como diz São Paulo, as criaturas são um espelho que reflete Deus (Rom 1,20). Permaneçamos aqui uns instantes… ; observa acima de ti e à tua volta, como o céu é vasto e elevado na sua rápida travessia, com que nobreza o seu Mestre o adornou de sete planetas e o ornou de um número incontável de estrelas. Quando no verão o sol brilha alegremente, sem nuvem alguma, quantos frutos, quantos benefícios ele traz à terra! Como são verdes os prados, coloridas as flores, suave o canto dos passarinhos fazendo-se ouvir pelos campos e florestas, e todos os animais que se tinham escondido durante o duro Inverno saem e alegram-se; e, entre os homens, jovens e velhos mostram-se animados desta alegria que lhes traz tanta felicidade. Ó Deus de ternura, se és tão amável para com as tuas criaturas, como deves ser belo e amável em ti mesmo!"
(Bem-aventurado Henrique Suso, Dominicano)

"O fundamento em que nos apoiamos é a fé. Sem fé, inútil esperar conseguir qualquer conforto espiritual... Que suporte poderia dar a Sagrada Escritura a alguém que não acreditasse que ela é a Palavra de Deus e que essa Palavra é verdadeira? Encontra-se nela bem pouco proveito se não se acredita que é a Palavra de Deus ou se, mesmo admitindo-o, se pensa que ela pode conter erros! Segundo a fé é mais ou menos forte, assim as palavras da Sagrada Escritura farão mais ou menos bem. Esta virtude da fé, nenhum homem a pode adquirir por si mesmo, nem a pode dar a outro... A fé é um dom gratuito de Deus e, tal como diz S. Tiago: "Todo o bem, toda a perfeição vem do alto, do Pai das luzes" (Tg 1,17). É por isso que nós, que por muitas razões sentimos que a nossa fé é fraca, Lhe pedimos que a fortaleça."
(São Tomás More, Mártir)


http://3.bp.blogspot.com/_yq8gOPmv3gk/RreK4e28GLI/AAAAAAAAAXY/d3merMbUjlw/s400/EdithStein.JPG

"A filosofia é a via da fé que nos dá Deus; aquele Deus que está ao nosso lado pessoalmente, Amoroso e Misericordioso e que nos dá tanta Segurança como nenhum conhecimento natural nos pode dar."
(Edith Stein)


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...