sábado, 17 de abril de 2010

3° DOMINGO DA PÁSCOA - 18/04/10


LITURGIA DIÁRIA



3° DOMINGO DA PÁSCOA/Cor Branca
3a semana do Saltério.
Oficio dominical pascal.
Missa pr. Gl, Cr, Pfpascal
Leituras: At 5, 27b-32.40b-41
Sl 29 (30),2 e 4.5 e 6. 11 e 12a e 13b (R/. 2a)
Ap 5,11-14
Jo 21, 1-19 ou mais breve Jo 21,1-14 (Pesca e Pedro).

Liturgia das Horas -> Laudes Pag. 627 - H.Média Pag. 630 - II Vésperas Pag. 630
Oração das Horas -> Laudes Pag. 513 - H.Média Pag. 515 - II Vésperas Pag. 515

Amanhã, dia 19, aniversário da eleição do Santo Padre, Papa BENTO XVI, como Pastor Supremo da Santa Igreja. Pode-se celebrar a Missa "pelo Papa" hoje ou no dia 24 p.f. (Missa para Diversas Necessidades n. 2).


“Senhor, Tu sabes tudo; Tu sabes que eu Te amo”

http://3.bp.blogspot.com/_G69slS15haA/SGd3lDmZAVI/AAAAAAAAAR0/H1_BWk4VNWg/s320/lg.Peter-Keys.jpeg

“Apascenta as minhas ovelhas."

EVANGELHO (São João 6, 1-15)
Naquele tempo, 1Jesus apareceu de novo aos discípulos, à beira do mar de Tiberíades. A aparição foi assim: 2Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Dídimo, Natanael de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e outros dois discípulos de Jesus. 3Simão Pedro disse a eles: “Eu vou pescar”. Eles disseram: “Também vamos contigo”. Saíram e entraram na barca, mas não pescaram nada naquela noite. 4Já tinha amanhecido, e Jesus estava de pé na margem. Mas os discípulos não sabiam que era Jesus. 5Então Jesus disse: “Moços, tendes alguma coisa para comer?” Responderam: “Não”. 6Jesus disse-lhes: “Lançai a rede à direita da barca, e achareis”. Lançaram pois a rede e não conseguiam puxá-la para fora, por causa da quantidade de peixes. 7Então, o discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: “É o Senhor!” Simão Pedro, ouvindo dizer que era o Senhor, vestiu sua roupa, pois estava nu, e atirou-se ao mar. 8Os outros discípulos vieram com a barca, arrastando a rede com os peixes. Na verdade, não estavam longe da terra, mas somente a cerca de cem metros. 9Logo que pisaram a terra, viram brasas acesas, com peixe em cima, e pão. 10Jesus disse-lhes: “Trazei alguns dos peixes que apanhastes”. 11Então Simão Pedro subiu ao barco e arrastou a rede para a terra. Estava cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes; e apesar de tantos peixes, a rede não se rompeu. 12Jesus disse-lhes: “Vinde comer”. Nenhum dos discípulos se atrevia a perguntar quem era ele, pois sabiam que era o Senhor. 13Jesus aproximou-se, tomou o pão e distribuiu-o por eles. E fez a mesma coisa com o peixe. 14Esta foi a terceira vez que Jesus, Ressuscitado dos mortos, apareceu aos discípulos. 15Depois de comerem, Jesus perguntou a Simão Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas mais do que estes?” Pedro respondeu: “Sim, Senhor, Tu sabes que eu Te amo”. Jesus disse: “Apascenta os meus cordeiros”. 16E disse de novo a Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas?” Pedro disse: “Sim, Senhor, Tu sabes que eu Te amo”. Jesus lhe disse: “Apascenta as minhas ovelhas”. 17Pela terceira vez, perguntou a Pedro: “Simão, filho de João, tu me amas?” Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava. Respondeu: “Senhor, Tu sabes tudo; Tu sabes que eu Te amo”. Jesus disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas. 18Em verdade, em verdade te digo: quando eras jovem, tu cingias e ias para onde querias. Quando fores velho, estenderás as mãos e outro te cingirá e te levará para onde não queres ir”. 19Jesus disse isso, significando com que morte Pedro iria glorificar a Deus. E acrescentou: “Segue-me”.
Palavra da Salvação.
Glória a vós, Senhor.

MEDITANDO O EVANGELHO DO DIA
"Deveria ter sido penoso para Pedro ser interrogado por três vezes... mas desse modo, Jesus o leva a reparar a tríplice negação e lhe dá a compreender que o homem, mais que sentir-se seguro de seu amor por Deus, deve confiar a Deus a certeza de o amar. Pedro o percebe e, à terceira pergunta, 'entristecido', porém mais humilde, responde: “Senhor, Tu sabes tudo; Tu sabes que eu Te amo”. Nessa base de humildade e de abandono constituído Chefe da Igreja. E para que saiba não se tratar de honraria, , é o Apóstolomas de serviço semelhante ao, de Jesus aos homens imolando-se pela Salvação deles... O Espírito Santo fala por boca de quem, em obediência a Deus prega o Evangelho, a custa de qualquer risco... Eis o testemunho que o Senhor espera de todo cristão, sem respeito humano, e sem medo. A fé corajosa dos cristãos convence o mundo mais que qualquer apologia. Ao testemunho da Igreja militante, sempre imperfeito por causa da fraqueza humana, une-se o da Igreja triunfante, que canta em alta voz a Glória de Cristo Ressuscitado... É o cristão chamado a unir-se aos eleitos no louvor e adoração do Senhor Glorioso e não só com a língua e o gesto, porém ainda mais com a vida e com as obras."
(Frei Gabriel de Santa Maria Madalena-OCD)

"O Senhor pergunta a Pedro se ele o ama, coisa que já sabia; e pergunta-o, não uma vez mas duas e mesmo três. E, de cada vez, Pedro responde que o ama; e, de cada vez, Jesus lhe confia o cuidado de apascentar as suas ovelhas. À sua tripla renúncia responde aqui uma tripla afirmação de Amor... Com efeito, estas palavras: "Amas-me? Apascenta as minhas ovelhas"? É como se dissesse: Se me amas, não te ocupes de ti mesmo mas das minhas ovelhas; olha-as não como tuas, mas como minhas; nelas, procura a minha Glória e não a tua, o meu Poder e não o teu, os meus Interesses e não os teus... Não nos preocupemos, pois, conosco mesmos; amemos o Senhor e, ocupando-nos das suas ovelhas, procuremos o interesse do Senhor sem nos inquietarmos com o nosso."
(Santo Agostinho, Bispo e Doutor da Igreja)


http://carmelnet.org/galleries/Saints/Saints_2/Edith/teresab.jpg

"Este é o princípio sobre o qual se funda a vida de todas as ordens religiosas e em primeiro lugar a do Carmelo: através do livre e alegre sofrimento, interceder pe!os pecadores e colaborar na redenção da humanidade."
(Edith Stein)



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...