sábado, 17 de abril de 2010

DOMINGO DA III SEMANA DA PÁSCOA


III Domingo do Saltério (in Laudes = II Salmo)
Salmo 148: Glorificação do Deus Criador.
Este salmo exílico ou pós-exílico situa Israel dentro de um tempo cósmico. O céu, a terra e todos os seus habitantes unem sua voz à de Israel para aclamar a Deus. A aclamação já está começando, porém ainda não é plenamente natural; ainda é necessário promovê-la com um imperativo. Será plenamente natural quando a criação “também for libertada da servidão da corrupção, para entrar na liberdade da glória dos filhos de Deus” (Rm 8,21). Este Salmo mobiliza o universo – o céu, a terra e os homens – para a aclamação divina. Finaliza com a aclamação que Israel, o mais alto grau da criação, o povo escolhido, tributa à Majestade Divina.O céu, a terra e toda a criação são convocados para celebrar Iahweh, restaurador do povo eleito. Este Salmo é recitado todas as manhãs pelos judeus. Único caso, com o Salmo 103,7, em que os Salmos empregam a expressão “filho de Israel”, que se torna muito frequente após o Exílio, nos escritos deuteronômicos e sacerdotais.Aqui temos uma glorificação de Deus, Senhor e Criador. Todas as criaturas são convocadas para entoarem o louvor universal, começando das alturas até a terra; dos seres menos perfeitos até o ser humano.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...