quinta-feira, 27 de maio de 2010

QUINTA FEIRA DA VIII SEMANA DO TEMPO COMUM.27/05/2010.

IV Quinta Feira do Saltério (Vésperas = I Salmo).

Ant 1 Ele é meu amor, meu refúgio, meu escudo: é nEle que espero.

Salmo 143, vv. 1-8 (144): Oração pela vitória e pela paz.

Diz-se que este Salmo é “plagiado” e “composto”. Há certa verdade nesta afirmação, -uma vez que aqui se encontram expressões copiadas de outros Salmos (Sl 8,5; 18,3) e há uma unidade entre elas. O Salmo 143 é uma súplica que segue o seguinte processo:
• Celebração dos títulos divinos de proteção, procedentes dos campos bélicos (vv. 1-2);
• A ela se transpõe uma reflexão sobre a fragilidade do homem (vv. 3-4), cuja finalidade é persuadir para que o homem seja socorrido;
• Os versículos seguintes (vv. 5-8) descrevem o socorro que proporciona o Deus guerreiro;
• Finaliza esta parte do Salmo com uma nova celebração de Deus que dá a vitória aos reis, exemplificada em David, símbolo da proteção divina (vv. 9-10).
O Salmo 143 é um dos “Salmos Régios”, usados para glorificar o rei temporal. A honra prestada ao chefe da nação teocrática reverte para o Senhor. Com efeito, o monarca é filho adotivo de Deus e Seu herdeiro. Ungido do Senhor, este “messias” ocupa o trono à destra de Altíssimo: ele é o beneficiário da estabilidade e da perenidade do trono de David, ao mesmo tempo o “trono da Soberania do Senhor sobre Israel” (lCr 28,5).
A Bíblia de Jerusalém dá a todo o salmo 143 o título de “Hino para a guerra e a vitória”. E um canto pela vitória obtida com a ajuda de Deus contra os inimigos estrangeiros, cheios de falsidade.
Com Cristo vencemos ao mundo (Jo 16,33). É Deus quem liberta e concede o êxito, a fecundidade e os bens que necessitamos. Se o Povo de Deus persevera em sua fidelidade, experimentará a proteção Divina.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...