terça-feira, 13 de julho de 2010

TERÇA FEIRA DA XV SEMANA DO TEMPO COMUM = 13/07/2010

III Terça Feira do Saltério – (Vésperas = Cântico)

Ant 3 Fizestes de nós para Deus sacerdotes e povo de reis.

Cântico Ap 4,11; 5,9. 10. 12: Hino dos remidos.

Para a formação deste Cântico, a liturgia tomou vários versículos do Apocalipse: o v. 11, último do capítulo 4 e os vv. 9-10 e 12 do capítulo 5. Nestes dois capítulos, o vidente João descreve a corte celestial em que moram o Soberano do Universo e o Cordeiro Divino, que compartem o trono. Os louvores do capítulo 4 se dirigem, sobretudo, ao Deus Criador e os do capítulo 5 a Jesus Cristo Redentor.
As doxologias, tão freqüentes no livro do Apocalipse, cantam ativamente a realização da salvação mediante o poder de Deus e do Cordeiro. Como um coro de tragédia grega, lembram acontecimentos passados ou anunciam acontecimentos futuros. Desenvolvem o fluxo temporal: do passado ao futuro passando pelo presente. Em nosso cântico de Vésperas intervêm os " Anciãos " que louvam o Deus vivo, os "Viventes e Anciãos", que exaltam o Cordeiro imolado, e finalmente, “miríades de anjos”. Há, pois, dois temas no nosso louvor vespertino: o Deus Criador e o Cordeiro Redentor, e envolve três coros: Anciãos, Viventes-Anciãos e multidão de anjos.
Entoemos nossa ação ao Deus Criador, que criou todas as coisas existentes para o nosso bem: “Porque todas as coisas criastes e é por Vossa vontade que existem”.
Entoemos nosso hino a Cristo, o Cordeiro Imolado, porque com seu Mistério Pascal seca as lágrimas dos que choram desconsolados, como o vidente de Patmos, porque, se por nossas luzes pessoais não chegamos a compreender como Deus permite o mal, à luz do Mistério Pascal de Cristo compreendemos a história do mundo – o livro fechado com os selos – e o sentido dos sofrimentos dos bons. Também Cristo sofreu até à morte e Deus Pai O ressuscitou. Esta Exaltação de Cristo, que segue à Sua morte, nos abre o livro da história e seus selos, isto é, nos dá a compreender o sentido dos breves sofrimentos presentes.
São João, nos capítulos 4 e 5 do Apocalipse, antes de começar a falar das coisas futuras, tem uma visão em que vê o céu. E no céu vê um trono sobre o qual está sentado o Senhor Onipotente, rodeado de toda sua corte celeste. (4, 1-11). Depois vê também, no mesmo céu, o Cordeiro Redentor, que toma em sua mão o livro da história, que irá ser revelada a João (5, 1-14).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...