domingo, 20 de fevereiro de 2011

Dez pistas para a oração


Dez pistas para a oração

1. Procure situar-se diante do mundo que o rodeia. Todas as posturas têm razão de ser, mas nem todas têm futuro.

.

"As alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens de nosso tempo, sobretudo dos pobres e de quantos sofrem, são alegrias e esperanças, tristezas e angústias dos discípulos de Cristo. Nada há verdadeiramente humano que não encontre eco em seu coração" (GS 1).

.

2. Dedique alguns momentos para pensar na sua vida e põe-se em verdade. Não construa a sua identidade comparando-se com os outros.

.

3. Perceba o desejo de Deus que há em seu coração. Basta uma pequena brasa para acender um grande fogo.

"O Reino de Deus está dentro de vós" (Lc. 17,21).

.

4. Faça silêncio para colocar-se diante de uma presença. Busca a solidão para chegar ao encontro.

"Não é o silêncio algo de quem não tem nada a dizer, mas o silêncio de quem tendo muitas coisas para dizer, cala-se" (São Rafael Kalinowski).

.

5. Abra-se à Palabra. Leia com atenção, compreende o que lê, dialoga com a Palabra, permaneça em silêncio diante dela, deixa que a Palabra o construa.

.

6. Recorda que orar é "tratar de amizade estando muitas vezes tratando a sós com quem sabemos que nos ama" (Santa Teresa).

.

7. Aproveite este momento para discernir sua vida e descobrir o que o Senhor lhe pede para que seja feliz, para que brote o seu "eu" melhor.

.

8. Finalize o seu momento de oração com um compromisso.

"O verdadeiro abraço a Deus o damos na vida"

.

9. Disponha a partilhar os dons para construir um mundo novo.

.

10. Descubra que tarefa você tem que privilegiar em sua comunidade cristã para percorrer com os demais o caminho do encontro com Deus na oração.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...