domingo, 20 de fevereiro de 2011

ENTREVISTA COM FREI WILSON GOMES - NOVO DELEGADO PROVINCIAL PARA A OCDS (Regiões Norte e Nordeste)





1.        Fale um pouco sobre você, para que possamos conhecê-lo melhor.
- Sou frei Wilson, de São Paulo, tenho 48 anos de idade, 15 anos de ordenação presbiteral e 22 anos de Vida Religiosa Carmelitana.
Nasci na cidade de São Paulo/SP, numa família de 4 irmãos, onde sou o caçula. Tenho 3 sobrinhas da parte da minha irmã mais velha e 3 sobrinhos da minha irmã mais nova. Infelizmente nenhum carmelita, religioso (a) ou padre, mas todos bons cristãos.
Conheci o Carmelo através de santa Teresinha, padroeira da minha paróquia de origem. E desde os quinze anos, por causa dela e de alguns amigos da comunidade quis ser frade carmelita descalço. Deus me concedeu esta grande graça e me sinto feliz e realizado vivendo minha vocação.
Na Provincia São José já prestei vários serviços: formador, pároco, superior, conselheiro provincial, assistente da ordem secular do norte e nordeste e agora Delegado provincial.
Gosto muito de um bom papo mas também amo o silencio. Graças a Deus, em geral, tenho bom humor e gosto de rir. Os livros são uma de minhas paixões, além de um bom cafezinho, chá, vinho e água.
2.     Você foi pego de surpresa para este trabalho ou já esperava essa designação?
- Mesmo tendo sido assistente para OCDS do Norte/Nordeste no triênio passado não esperava ser designado como delegado provincial para OCDS dessa região. Como nos capítuloS provinciais tudo pode acontecer, procuro estar disponível para aquilo que Deus quiser de mim, então, não pensei nesta possibilidade.

3.     O que você acha que essa posição de Delegado para a OCDS exige e o que é mais importante para você nessa missão?
- A função de delegado provincial OCDS exige um conhecimento e experiência do carisma teresiano-sãojoanista que é partilhado pelos leigos, monjas e frades. Penso que isso é essencial para colaborar no crescimento e amadurecimento da ProvÍncia OCDS e assim podermos trabalhar pela expansão do Reino de Deus, a santidade da Igreja e o anúncio do Evangelho à humanidade.

4.     Qual a sua opinião sobre a OCDS no Brasil?
- A impressão que tenho, a partir da participação em encontros, congressos e contato pessoal com carmelitas seculares, é que a OCDS está crescendo; não só em número, mas em organização, formação; buscando novas formas de evangelizar na Igreja e na sociedade, cultivando a vida fraternidade e de oração. Os últimos documentos do magistério da Igreja têm destacado o protagonismo dos leigos na Evangelização. Essa, me parece ser, a hora do Carmelo Secular no Brasil.
5.    Aos seculares, você poderia fazer:
  uma pergunta             
- Aos Carmelitas seculares faço quatro perguntas, que alguns já devem ter ouvido. Desde que cada um (a) começou a sua caminhada na Ordem Secular tem crescido: na SABEDORIA, no AMOR, na VITALIDADE e na LIBERDADE?
O Carisma do Carmelo acolhido, assimilado e aprofundado deve nos fazer crescer em todos esses aspectos.
um pedido de oração:
- Rezemos para que na família carmelitana o Espírito Santo nos dê um amor apaixonado a JESUS CRISTO, à sua IGREJA e a toda HUMANIDADE.
Abraços fraternos a todos.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...