sexta-feira, 13 de maio de 2011

Oração pelas vocações ao Carmelo

Senhor Jesus, Bom Pastor,
“Luz que não conhece noite”,
Que «ao ver as multidões andarem fatigadas e abatidas como ovelhas sem pastor»,
disseste:
«Pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a sua messe» (Mt 9, 36-38).
Concede à tua Igreja novos trabalhadores para a messe de teu Reino:
sacerdotes, religiosos e religiosas, leigos.
Em especial pedimos-Te vocações para a família do Carmelo:
para a vida religiosa e sacerdotal, para a vida contemplativa, para o Carmelo laical.
Assim como Tu ao chamar os discípulos passaste a noite em oração por eles,
E à escuta da vontade do Pai (cf. Lc 6, 12), que tua bondade acolha nosso pedido,
Despertando e enviando-nos jovens para se consagrarem a Ti conforme o carisma do Carmelo teresiano.
Que sejam constantes no cultivo do diálogo de amizade com Jesus,
E assim possam dedicar-se a construir teu Reino com o amor à igreja e o ardor missionário da Santa Madre Teresa,
e deixem-se guiar nas noites do mundo pela doutrina de S. João da Cruz, vivendo em fé, esperança e caridade.
Que na trilha da pequena via de Santa Teresinha possam descobrir e anunciar o teu amor misericordioso de Pai, “mais terno que uma mãe”.
E, no abandono de uma fé confiante, em uma busca constante da verdade,
possam lançar-se confiadamente em tuas mãos,
guiados e amparados pela tua presença inquietante e misteriosa, a exemplo de Edith Stein.
Senhor, que chamaste alguns pescadores, em seu trabalho nas margens do lago da Galileia e lhes disseste:
«Vinde e segui-Me, e farei de vós pescadores de homens» (Mt 4, 19),
chama-nos hoje “de nossas famílias, de nossas escolas, de nossos trabalhos”
Para seguir teus passos e construir teu Reino, alimentados pelo dom de tua Eucaristia,
Segundo teu mandato:
«Ide, pois, fazer discípulos de todas as nações» (Mt 28, 19),
confiando que vale a pena ser como a semente que, ao cair na terra e morrer, dá muito fruto (Jo 12, 24).
Que teu convite ajude-nos a sair de nossa própria vontade,
para imergir-nos na vontade do Pai e deixarmo-nos guiar por ela.
Que vivendo em fraternidade e no amor de uns para com os outros (cf. Jo 13, 35),
Sigamos Cristo, tendo o olhar fixo Nele,
para conhecê-Lo intimamente, a escutá-Lo na Palavra e a encontrá-Lo nos Sacramentos.
Senhor, que todos os chamados possamos compreender
que fazer a vontade de Deus não aniquila nem destrói nossa pessoa,
mas permite descobrir e seguir a verdade mais profunda de nós mesmos;
que no viver a gratuidade e a fraternidade nas relações com os outros,
experimentemos que somente abrindo-se ao amor de Pai,
é que encontramos a verdadeira alegria e a plena realização das próprias aspirações.
Virgem Maria, Senhora do Carmo, mãe e irmã dos Carmelitas,
Ensina-nos a responder um sim generoso, perseverante e fiel,
Que brote das profundezas de um coração que acolhe e busca descobrir em tudo
Fazer a vontade do Pai.
Amém.

(Oração baseada na mensagem do Papa Bento XVI, para o dia mundial de orações pelas vocações de 2011- 15 de maio)
Fortaleza, 28 de março de 2008. Fr. Alzinir.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...