terça-feira, 8 de novembro de 2011

BEATA ELISABETH DA TRINDADE

"Pensa que tua alma é o templo de DEUS, pois a todo instante do dia e da noite as três Pessoas Divinas habitam em ti. Quando se tem consciência disto, entra-se numa intimidade verdadeiramente adorável porque não estamos sozinhos."
(Elisabeth da Trindade)

"Ó meu Deus, Trindade que adoro, ajudai-me a esquecer-me inteiramente de mim mesma para fixar-me em vós, imóvel e pacífica, como se minha alma já estivesse na eternidade...Ó meus “Três”, meu Tudo, minha Beatitude, Solidão infinita, Imensidade onde me perco, entrego-me a vós qual uma presa. Sepultai-vos em mim para que eu me sepulte em vós, enquanto espero ir contemplando em vossa luz, o abismo de vossas grandezas...'Estais mortos e vossa vida está oculta com Cristo em DEUS'... Que significam estas palavras, ó Meu DEUS, senão que a alma que aspira viver convosco, na fortaleza inexpugnável do santo recolhimento, há de estar espiritualmente separada, despojada, afastada de todas as coisas?... Morro cada dia. Diminuo, renuncio a mim mesma todos os dias a fim de que cresçais e sejais exaltado em mim ó CRISTO! Permaneço pequena, pequenina no fundo de minha pobreza. Vejo meu nada, minha impotência, minha miséria. Reconheço-me incapaz de progresso, de perseverança... Prostro-me em minha miséria e, reconhecendo-a abertamente, exponho-a ante vossa Misericórdia, ó Meu Amado Mestre... Coloco a alegria de minha alma - quanto à vontade, não quanto à sensibilidade - em tudo o que pode imolar-me, destruir-me, abater-me, porque quero dar-vos lugar... Já não quero viver de minha vida, e sim ser transformada em Vós. Seja minha vida mais divina do que humana! Inclinando-se para mim, possa o PAI reconhecer 'a Imagem do FILHO AMADO em Quem pôs todas as suas Complacências".
(Elisabeth da Trindade, I Retiro 3,2)

(Textos extraídos do livro Intimidade Divina de Fr.Gabriel de Sta Mª Madalena, OCD)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...