domingo, 30 de setembro de 2012

SANTA TERESINHA - REFLEXÕES DE FREI PATRÍCIO SCIADINI, OCD


SANTA TERESINHA E OS DOENTES



Santa Teresinha foi doente. E de várias doenças. Nasceu menina frágil, necessitou de ama de leite e se viu obrigada a fica longe dos pais por um ano. Parecia que ia morrer mas Deus tinha grandes planos para ela. Quando ainda era menina perdeu a mãe. Sentiu muito a morte da mãe. Sentiu-se abandonada, sofrida mas encontrou nas irmãs, um grande amor e afeto, especialmente no pai. Um pouco maior, adoeceu de uma doença misteriosa que os médicos não compreendiam o que era e como ela mesma diz “o sorriso da Virgem a curou”. Teve tuberculose, doença terrível de que morreu. Teve doenças espirituais especialmente momentos difíceis na fé e na esperança, noite da fé. Doente no corpo e no espirito. Mas tudo superou deixando-se guiar por Deus e confiando na oração. Hoje queremos visitar com Santa Teresinha todos os doentes. 
Os doentes de todos os hospitais do mundo para que sejam bem cuidados. 
Os que sofrem de solidão para que encontrem amor e afeto
Os que sofrem na pobreza para que encontrem ajuda fraternal
As crianças abandonadas para que sejam amadas
Os doentes nas cadeias para que se recuperem e sejam amados
Todos os sofredores, ninguém seja excluído do amor de Teresinha e nosso.
Santa Teresinha, rogai por nós.

SANTA TERESINHA NOS ENSINE A SER BONS COM OS ANTIPÁTICOS




Ser bons com as pessoas simpáticas é fácil demais. Já o disse Jesus “se você saúda quem te saúda, que merecimento tem? Também os fariseus e publicanos fazem isso.” 
Quem de nós não tem alguém que “não vai com a sua cara?” Sente uma profunda antipatia em conversar, em gostar, em amar? O que fazer? Também no Carmelo de Lisieux onde estava Santa Teresinha havia monjas que não iam com a cara de Santa Teresinha e a achavam uma menina mimada e que não fazia nada. E havia uma monja que Santa Teresinha não gostava muito. Mas ela descobriu a maneira: ser mais delicada com todo amor para com as quais tinha dificuldades de se relacionar. Escutemos uma palavra dela: “Nem sempre se pode dizer sim mas quando você quer dizer não, que o seu não seja agradável como se fosse um sim”. Se você tiver o livro “Historia de uma Alma” procure no manuscrito a história de Irmã São Pedro; se você não encontrar me diga que eu lhe direi e você verá como se ama. 
Aprendamos a não excluir ninguém mas amar com amor delicado a todos. Somente assim cultivaremos ao nosso redor um circulo de pessoas, não simpáticas, mas pessoas que esperam o nosso amor. Amar é vencer simpatia e antipatia e ver Jesus em todos. Jesus não é antipático mas sempre simpático.
Santa Teresinha, rogai por nós.

UM PRESENTE: 5 ROSAS DE SANTA TERESINHA



Hoje estamos no ultimo dia da novena e Teresinha, nossa amiga, nos quer dar de presente cinco rosas que devemos guardar para o ano todo e pensa-la bem todos os meses, todos os dias.
     1.    A ROSA DA FAMILIA
Ame muito a sua família, se dedique a ela, aos seus filhos, ao seu marido e esposa...Faça da sua família o seu jardim, o seu tesouro. Cultive bem a família e terá sempre flores perfumadas de amor e ternura. 
2. A ROSA DA ORAÇÃO
Não passe um dia sem rezar. Faça da oração o seu encontro cotidiano com Deus. Deus não olha a quantidade mas a qualidade. Um olhar para o Céu, um desabafo, um ato de amor, faz a diferença na nossa vida sempre agitada e nervosa que perde o sabor porque rezamos pouco.
3. A ROSA DO EVANGELHO
Não se pode ser cristãos só para nós mesmos. Torne-se como Teresinha, uma missionaria, um missionário. Reze para todos os que não amam a Deus e que fazem o mal. Não se trata de falar, se trata de amar e de rezar. Pelo vizinho de apartamento, pela pessoa que anda no carro ao lado e buzina sem saber como e nem porque e te irrita... Aceita sem dizer nada que te telefonem 20 vezes e te incomodem. Aceitar com amor, tudo isso é ser cristão e evangelizar.
4. A ROSA DO AMOR DELICADO 
É saber amar, não impor as ideias, dialogar com todos, aprender que os outros tem muitas coisas para dizer e que todos podemos nos ajudar a sermos melhores. Não jogue fora a rosa do diálogo. Saiba escutar com atenção e amor, a todos.
5. A ROSA CHAMADA MARIA
Ame muito Nossa Senhora como Teresinha, escute uma estrofe desta poesia: “Porque te amo Maria”.
“Na terra é muito grande o bando dos pequenos Que, sem temor, a ti elevam seu olhar. É o caminho comum que te apraz caminhar, Incomparável Mãe, para guiá-los ao céu!
Enquanto espero o céu, ó minha Mãe querida, Contigo hei de viver, seguir-te cada dia. Contemplando-te, Mãe, sinto-me extasiada ao descobrir em ti abismos só de amor. Teu olhar maternal expulsa meus temores, Ensina-me a chorar e também a sorrir.” (Santa Teresinha)
São as cinco rosas que nos fazem felizes.
Santa Teresinha, rogai por nós.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...