terça-feira, 20 de novembro de 2012

As realidades da OCDS no sul do Brasil


Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares
Província Nossa Senhora do Carmo – Brasil Sul
XXIX Congresso da OCDS – Província São José
Mesa redonda: “A construção da torre tijolo a tijolo”
Sidnei Alves dos Santos Júnior
Presidente do Conselho Provincial da OCDS
 da Província Nossa Senhora do Carmo

Apresentação:
            A Província Nossa Senhora do Carmo tem comunidades da Ordem Secular desde há muitos anos. Data do século 18 a existência de uma fraternidade da então Ordem Terceira na cidade de Rio Grande/RS. Por iniciativa dessa fraternidade, inclusive, foi construída a igreja que é atendida desde o início do século 20 pelos freis carmelitas descalços naquela cidade.
            Atualmente existem 5 comunidades em funcionamento, sendo mais antiga a que leva o nome de Nossa Senhora do Carmo, de Porto Alegre/RS, fundada em 1933. Além dela, também temos a comunidade São João da Cruz, de Rio Grande/RS (fundada em 1983) e três com o nome de Santa Teresa de Jesus, uma em Caxias do Sul (1998), outra em Curitiba (2003) e a última em Porto Alegre (2004). Cada comunidade nasceu espontaneamente, não sendo formada a partir de algum outro grupo. Nenhuma delas tem, até o momento, ereção canônica, embora apenas uma delas não preencha os requisitos necessários para isso conforme as Constituições OCDS. Temos conhecimento de que em algumas localidades da Província, como Santa Maria/RS e Campo Mourão/PR, a OCDS já esteve presente e que possivelmente ainda existam pessoas com promessas definitivas vivendo sem ligação com alguma comunidade.
            Cada comunidade tem um estilo próprio de funcionamento, com esquema de reunião, frequência de encontros e programa de formação individual. É bastante diverso também o perfil dos seculares, com algumas comunidades sendo formadas predominantemente por idosos e outras por adultos jovens. As comunidades de Caxias do Sul e Curitiba funcionam em comunhão com os mosteiros de monjas das respectivas cidades, enquanto em Porto Alegre e Rio Grande existe uma proximidade maior com os freis ali estabelecidos.
            Até muito recentemente, as comunidades viviam de forma isolada, sem partilha das suas realidades e ajuda mútua. Em julho de 2010 aconteceu um primeiro contato entre presidentes e responsáveis pela formação num encontro na cidade de Curitiba. Naquele momento, além de acontecer uma partilha das experiências locais, foi nomeado um Conselho Provisório, com a missão de dar início ao processo de organização dos seculares na Província. A partir disso, em julho de 2012 foi formado, por indicação do Delegado Provincial, Frei Davi Alves Soares, e nomeação do Padre Provincial, Frei Gilberto Hickmann, o primeiro Conselho Provincial da OCDS. Para sua constituição foi contemplada a presença de um representante de cada uma das comunidades atualmente existentes.
            Este conselho se reuniu pela primeira vez no mês de agosto, em Porto Alegre/RS. Nesse encontro foram estabelecidas algumas prioridades para o trabalho que está começando:
1. Divulgar a OCDS no âmbito provincial, tanto entre religiosos e religiosas, quanto fora da Ordem, entre os leigos, tendo em vista objetivos pastoral e vocacional;
2. Reforçar a formação dos seculares, buscando que os confrades possam não só conhecer, mas principalmente viver a espiritualidade carmelitana;
3. Integrar os grupos para que as caminhadas possam ser enriquecidas e complementadas;
            Para que se atinjam estes objetivos, já se escolheram algumas atividades a serem desenvolvidas:
1. Visitas pastorais do presidente e do delegado provincial a cada uma das comunidades;
2. Formação de um arquivo provincial com os dados das comunidades e dos seculares;
3. Realização de um encontro de presidentes e responsáveis pela formação entre 29 e 31 de março de 2013;
4. Realização do primeiro encontro provincial da OCDS, que acontecerá entre 21 e 23 de junho de 2013;
5. Construção do estatuto e do plano de formação provincial;
6. Prover cada comunidade de um assistente espiritual;
7. Editar um informativo da OCDS provincial.
            Neste momento, está em andamento o processo de fundação de uma nova comunidade em Curitiba/PR. Este grupo é formado por egressos da Juventude Carmelitana e deverá funcionar na Paróquia Nossa Senhora das Vitórias, que é atendida pelos freis carmelitas descalços. Além disso, existe a perspectiva de fundação de outro grupo em Florianópolis/SC no ano de 2013.
            O momento histórico que estamos vivendo nos oferece uma série de desafios. Alguns não são específicos da nossa província, mas são comuns à OCDS de todo o mundo: como entendemos e de que maneira vivemos, como homens e mulheres do século XXI, a espiritualidade teresiana? De que maneira vamos traduzir o carisma carmelitano para a especificidade da nossa vocação leiga/secular? Outros, contudo, dizem respeito ao processo de organização da província, que recém está começando. De que forma deve atuar o conselho? Sabemos que seu objetivo deve ser o de servir como ponto de apoio às comunidades e não o de ser uma estrutura que as asfixie ou simplesmente imponha regras; mas de que forma isso acontecerá na prática? Como reconhecer as potencialidades de cada pessoa e de cada comunidade? Como dividir as responsabilidades a serem assumidas?
            Certamente existem ainda muitos outros desafios, alguns possivelmente maiores do que estes aqui relatados. Temos certeza de que só será possível vencermos cada etapa e cada desafio se orientarmos nossas vidas da mesma forma que fizeram Jesus, Maria e Teresa, ou seja, agindo sempre conforme aquilo que Deus nos pede. Se assim o fizermos, toda dificuldade será superada e, pouco a pouco, vamos construindo nosso edifício com base sólida, sem risco de que eventuais tempestades possam derrubá-lo.
            Contamos nessa caminhada com o apoio, as orações e o auxílio dos nossos irmãos da Província São José, que, certamente, já experimentou e superou este momento pelo qual nossa província agora está passando. Tenham sempre nas suas orações as nossas intenções.
Pequena biografia:
- Médico (formado em 2002) especialista em Infectologia (desde 2005).
- Casado com Larissa Maria Chiarelli Rolim, ocds (desde 2006) e pai de Miguel Rolim dos Santos e Cecília Rolim dos Santos.
- Membro do GOT (Grupo de Oração Teresiana) da Igreja Santa Teresinha, Porto Alegre/RS, entre 1996 e 2007.
- Conselheiro da Juventude Carmelitana da Província Nossa Senhora do Carmo entre sua fundação, em 1999, até 2001.
- Membro fundador da Comunidade Santa Teresa de Jesus da OCDS (Porto Alegre/RS) desde 2003, promessas definitivas em agosto de 2011.
- Responsável pela formação da comunidade de 2003 a 2012.
- Presidente do Conselho Provincial desde julho de 2012.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...