domingo, 30 de novembro de 2014

Vigiai!

“O que vos digo, digo a todos: Vigiai!” (Mc 33, 37)

O tempo do Advento que abre o novo ano litúrgico se inicia com a parábola do Evangelho de Marcos que nos interpela a vigiar. O patrão deixou a casa sob a responsabilidade de seus empregados e distribuiu tarefas a cada um. Não se sabe quando o patrão vai voltar. Pode ser de dia, de noite ou de madrugada. É preciso cuidado, atenção, pois pode ser a qualquer  momento. É preciso vigiar.


Dessa forma, o que Deus espera de nós é a fidelidade, o cuidado e a diligência nos serviços que Ele nos confiou, a atenção no cumprimento de nossas responsabilidades. Não podemos ceder ao cansaço e à preguiça, não podemos cochilar nem dormir, pois precisamos prestar contas quando Ele voltar. É preciso vigiar!

Entretanto, o servo diligente não trabalha por medo ou pressão, mas com alegria para agradar o patrão. E se o patrão é Pai, mais alegria será para o servo quando de seu retorno.

Assim, precisamos estar vigilantes. Não vigilantes inertes, mas vigilantes em ação, fazendo tudo o que Ele nos pediu, seguindo a vontade Dele, cumprindo a missão a nós confiada. Se formos encontrados assim, grande será a alegria do Pai, grande será a nossa alegria! É preciso vigiar!

Como carmelitas seculares, devemos também estar atentos, vigilantes ao que Deus nos pediu e nos pede dentro do nosso carisma, em nossos grupos ou comunidades, na Ordem, na Igreja, na nossa família, no nosso trabalho, na sociedade em que vivemos. É preciso vigiar!

Se estivermos em sintonia com o nosso “patrão”, saberemos pela oração quais são as ordens que devemos cumprir e poderemos serví-Lo na certeza de que Ele não nos deixará sem recompensa. Como disse Santa Teresa de Jesus: “Não é outro meu desejo senão que nos esforcemos por servir a um Senhor que paga tão bem ainda aqui na terra” (M 5, 4, 11).


Vivamos portanto este tempo do Advento, que é um tempo de espera, vigilantes ao nosso chamado, na esperança do grande encontro com Aquele que “sabemos que nos ama” (V 8, 5)!

Luciano Dídimo, ocds

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...