quinta-feira, 18 de junho de 2015

TRAÇOS BIOGRÁFICOS DE IR. MARIA INÊS DO MENINO JESUS


 

TRAÇOS BIOGRÁFICOS DE IR. MARIA INÊS DO MENINO JESUS

Irmã Maria Inês do Menino Jesus, Odette Trippe  nasceu em 2 de  março de 1928 nesta Cidade de Jundiai.

Sua vida de criança foi fortemente marcada por uma Professora que, sendo também Catequista, a preparou para a Primeira Comunhão, lançando em seu coração as bases da vida cristã, o que a marcou por toda sua vida. Muitas vezes nos dizia do valor desta professora e Catequista que  lhe ensinara as bases da vida cristã..

Após a Primeira Comunhão nunca deixou de participar na Santa Missa, comungar e desde então sentiu o chamado para o Carmelo, do qual teve conhecimento através da leitura da “História de uma Alma”, de Santa Teresinha.

Menina e jovem muito viva, alegre e inteligente, teve grandes amizades que conservou mesmo depois que se fez Carmelita.  Levou uma vida normal de jovem e estudante, mas centrada nas coisas de Deus para  a qual recebeu grande ajuda de D. Martinho Roth, monge beneditino do Mosteiro de Vinhedo, sob cuja direção recebeu sólida formação cristã e encaminhamento para a consagração religiosa.

A 2 de março de 1946 tendo completado 18 anos, recebeu a autorização de seu pai para que pudesse entrar no Carmelo, o que fez a 21 de abril do mesmo ano.  Este nosso Carmelo de São José havia sido fundado em 24 de dezembro de 1944  na Cidade de Poá. Antes de sua entrada no Carmelo ao despedir-se de  Mons. Artur Ricci, Pároco da Catedral, que muito a conhecia e acompanhava, este brincou dizendo que “ela iria para Poá, mas depois traria o Carmelo para Jundiai”. E assim foi. Através de nossa Irmã Maria  Inês o Carmelo transladou-se para esta Cidade e aqui, com a graça de Deus, pôde desabrochar e caminhar até ser a realidade que é hoje.

A personalidade de Irmã Maria Inês era muito rica, vibrante com tudo o que se referia a Deus, à Igreja e ao Carmelo. Foi ela a alma que iluminou e conduziu nossa comunidade. Foi nomeada Mestra de Noviças aos 26 anos; eleita Priora com 36 anos, cargo que manteve por muitos triênios dando grande impulso sobretudo na renovação pedida pelo Concílio Vaticano II, sob direção de nosso saudoso D. Gabriel, com quem tinha especial afinidadade e que também teve um papel preponderante na formação de nossa comunidade.

No ano de 2006 foi-lhe diagnosticado uma doença da qual ela já vinha sofrendo os sintomas e que foi se acentuando cada vez mais nestes longos 9 anos em que, com altos e baixos em sua saúde, marcada por muitos limites e sofrimentos, manteve-se lúcida, enérgica, atuante sobretudo nos trabalhos que ainda lhe eram possíveis realizar. Foi sempre leitora assidua e neste período de sua vida pôde dedicar-se ainda mais à leitura e traduções, estando sempre ao corrente dos acontecimentos da Igreja, da Diocese.

Neste últimos meses sua saúde foi declinando cada vez mais, e no dia 9, terça feira passada, às 13h50, sem agonia, sentada em sua poltrona, rodeada pelas Irmãs, orando com voz quase que imperceptivel, pediu perdão à comunidade e renovou seu ato de entrega ao amor misericordioso de Deus. Lúcida até o último instante entregou sua alma a Deus que ela amou com paixão e procurou servir com todo o ardor de seu ser até o fim.
 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...