domingo, 8 de novembro de 2015

Lindas frases de Elisabete da Trindade (para nossa oração pessoal)













1.    Inabalável é minha confiança em tua divina Providência... Jesus, a ti me abandono por completo.
2.    A minha alma arde e queima com a tua chama incandescente e pura; ó Espírito Santo, consome-a no teu divino amor.
3.    Visto que é impossível impor a própria vontade aos outros sofrimentos, devo também convencer-me de que o sofrimento físico e corporal não passa dum meio, aliás precioso, para chegar à mortificação interior e ao pleno desapego de nós mesmos.
4.    A caridade é indispensável. Reconhecemos o cristão pela caridade que ele revela.
5.    Que alegre mistério a presença de Deus dentro de nós, nestes íntimos santuários de nossas almas, onde sempre podemos encontrá-lo, também quando experimentamos mais sensivelmente a sua presença!
6.    Procuremos Jesus mediante a pureza de nossa fé.
7.    Amo tanto a pureza deste mistério da Santíssima Trindade, pois é um abismo em que me perco!
8.    Deus tem desígnios que nem sempre compreendemos, mas que devemos adorar.
9.    O abandono, eis o que nos recomenda a Deus.
10.      Quando tudo se complica, quando o momento presente é tão doloroso e o futuro me parece mais escuro, fecho os olhos e abandono-me como uma criança no braço daquele Pai que está nos céus.
11.      Não há outro madeiro capaz, como o da cruz, de acender com grande intensidade na alma o fogo do amor!
12.      Mais do que a Eucaristia, parece-me que não há nada que nos possa dizer o amor que existe em Deus. É a união consumada, é ele em nós e nós nele.
13.      Como é lindo ser criança do bom Deus, sempre deixar que ele nos carregue, descansar no seu amor.
14.      Jesus é o meu tudo, o meu único tudo. Que alegria, que paz este pensamento proporciona a alma.
15.      A alma necessita de silêncio para adorar.
16.      O sofrimento é algo tão grande e divino! Parece-me que, se os bem-aventurados no céu pudessem invejar-nos algo, invejar-nos-iam este tesouro. É uma alavanca tão poderosa no coração do bom Deus!
17.      Jesus continua sempre vivo. Vivo no adorável sacramento do tabernáculo, vivo em nossas almas... Porque vive em nós, façamo-lhe companhia como o amigo faz com o amigo!
18.      Quanto mais damos a Deus, mais Ele se dá a nós.
19. A vida do sacerdote, como a da carmelita, é um advento que prepara a Encarnação nas almas.
20.       Com que paz, com que recolhimento Maria se aproxima de tudo e fazia todas as coisas! Assim como as coisas mais banais eram, também, por ela divinizadas! Em tudo e por tudo, a Virgem permanecia em Adoração ao bom Deus. E isto não a impedia de prodigalizar-se extremamente, quando se tratava de exercitar a caridade.
21.      Visto que é o amor que une a alma a Deus, quanto mais intenso é o amor, mais ele entra profundamente em Deus e concentra-se Nele.     
22.   A alma que quer servir a Deus noite e dia no seu templo, quero dizer o santuário interior de que fala São Paulo quando diz: “O templo de Deus é santo e esse templo sois vós”, esta alma deve estar decidida a tomar parte, realmente, na paixão de seu Mestre.
23.   A alma que vive unida a Deus não age senão sobrenaturalmente, e as ações mais corriqueiras, ao invés de separá-la Dele, aproximar-se-ão sempre mais.
24.      Oxalá soubesses como o sofrimento é necessário para que se realize em tua alma a obra de Deus!
25.      A meu ver a alma mais livre é aquela que mais esquece de si mesma. Se me perguntassem o segredo da felicidade, diria que consiste em não se preocupar mais consigo, desprendendo-o a todo momento.
26.      Eis uma boa maneira de fazer com que o orgulho morra. É como se o subjugássemos pela fome.
27.     Vivamos de amor para morrer de amor e glorificar a Deus, todo amor.
28.     Como é grande o meu desejo de reconduzir almas para Jesus! Daria a minha vida com a única finalidade de contribuir no resgate de uma daquelas almas que Jesus tanto amou.
29.      A oração é tão poderosa no coração de Deus! Rezemos com perseverança, sem desanimar, mesmo que devêssemos morrer sem sermos atendidos.
30.    O sofrimento é a escada que nos leva a Deus, ao céu.
31.  O escapulário é o emblema de Maria.
32.  A alma que o traz consigo e que, bem atendido, envida todos os esforços para salvar-se, não pode cair no inferno, pois isto é impossível.
33.  A Eucaristia é a plenitude transbordante do amor divino. Nela Jesus não nos dá apenas o seu mérito e as suas dores, mas Ele mesmo.
34.  Como é maravilhoso perder-se, desaparecer em Deus! Sente-se muito bem que não se é mais que instrumento, que é Ele quem age, que é tudo. Unir, identificar a nossa vontade com a de Jesus: então somos sempre felizes, sempre contentes.
35.  No céu não podemos mais sofrer por aquele que amamos. Por isso, aproveitemos agora cada um dos nossos sofrimentos para consolar nosso Dileto.
36.  Tudo é delicioso no Carmelo: encontramos o bom Deus tanto na lavanderia como na oração. Ele se encontra por toda parte! Vivemo-lo, respiramo-lo.
37.   Não ser senão um com o bom Deus, significa possuir o céu na fé, aguardando a visão face a face.
38.   Não precisa parar diante da cruz e olhá-la como ela é; mas, recolhendo-nos na luminosidade da fé, é preciso subir mais alto e refletir que ela é o instrumento que obedece ao amor de Deus.
39.   Jesus Cristo está sempre vivo em nós, sempre operante em nossa alma. Deixemos que Ele nos construa e seja a alma de nossa alma, vida de nossa vida, a fim de que possamos dizer como São Paulo: “Para mim viver é Cristo”.
40.  Compreendi que meu céu começa na terra, o céu da fé, com o sofrimento e imolação por Aquele que amo.
41.  Como é belo dar quando se ama! E eu amo tanto esse Deus que é cioso em ter-me toda para si. Sinto tanto o amor que envolve a minha alma, É um oceano no qual mergulho e me perco.
42. Uma alma unida a Jesus é um sorriso vivo que o reflete e expande.
43. O orgulho alimenta-se do amor-próprio. Pois bem, é preciso que o amor de Deus tão forte, para apagar todo o amor de nós mesmos.
44.  Parece-me que no céu minha missão consistirá em atrair as almas, ajudando-as a sair de si mesma para aderir a Deus, num impulso espontâneo e amoroso, e de mantê-las naquele grande silêncio interior, que permite que Deus se imprima nelas para que as transforme em si mesmo.
45. Tu bem sabes: sem Ti nada sou; mas, se tu me alentas, Senhor, serei capaz de todo o sacrifício.
46. No céu de nossa alma, sejamos louvores de glória da Santíssima Trindade, louvor de amor de nossa Mãe Imaculada.
47. Um dia cairá o véu e seremos introduzidos nos templos eternos; lá cantaremos no seio do amor infinito e Deus nos dará o nome novo prometido ao vencedor.
48. É preciso amar as almas, procurá-las com verdadeira paixão, pois a beleza é grande. Se nos fosse dado ver a beleza duma alma pura, acreditaríamos ter visto Deus.
49. Que fascinação experimento no sofrimento, quando o aceitamos e desejamos! Que abundante fonte de mérito! Não existe um caminho mais seguro do que a cruz. O próprio Deus a escolheu.
50. O Rosário é a corrente que nos une a Maria, Com a prática da recitação do rosário... Maria nos estende a mão.
51. Maria dirige a nossa barquinha sobre as ondas agitadas desta vida... E temos a certeza que chegaremos ao porto da salvação eterna.
52. Deus em mim, e eu Nele – seja este o nosso lema. Encontrei meu céu na terra, nesta querida solidão do Carmelo onde estou sozinha com Deus somente. 
53.  Faço tudo com Ele e a tudo me dedico com uma alegria divina. Qualquer limpeza, qualquer trabalho ou qualquer oração. Acho tudo belo e delicioso, porque é meu mestre que vejo por toda parte.
54.  É lá, aos pés da cruz, que sentimos a confiança em Cristo. Todas as obscuridades, todos os nossos sofrimentos acabam prendendo-nos ao nosso único tudo. Purificam-nos a alma para conduzir-nos à união.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...