domingo, 13 de dezembro de 2015

SOLENIDADE DE SÃO JOÃO DA CRUZ - HINOS DE I VÉSPERAS E OFÍCIO DAS LEITURAS.



   Amanhã é a Solenidade de São João da Cruz, presbítero e doutor da Igreja, co-fundador da Ordem do Carmelo Descalço, juntamente com Santa Teresa de Jesus, nossa mãe, mestra e fundadora. 
   Trago aos leitores de nosso blog, muitos não pertencentes à nossa Ordem, os hinos litúrgicos que são rezados por nós, carmelitas descalços, na Liturgia própria de Santo Padre João da Cruz. 
   São hinos de uma beleza encantadora. Espero que apreciem e que eles aumentem a devoção que todos nós, católicos, não apenas os carmelitas descalços, devemos a esse grande santo. 
   Uma pequena observação, no entanto: como hoje é o 3° Domingo do Advento, não rezamos neste ano I Vésperas de São João da Cruz.



***********


HINO DAS I VÉSPERAS

Soldado valente de um Rei glorioso,
Esteio da Ordem, coluna de luz, 
Ó João, os louvores que alegres cantamos, 
benigno recebe! 

Ainda criança, e depois mais provecto, 
duas vezes sentiste a mão carinhosa,
da Virgem, salvando o discípulo feliz. 
   Oh! Mãe terna e boa!




Qual filho mais velho da Ordem bendita,
renovas nas almas o antigo fervor
e formas a grei que a ti se confia, 
   no templo da Virgem. 

Dos gestos de Cristo imitando o vigor,
o antigo esplendor pela cruz reparaste,
assim como, outrora, o Cristo salvara
   o mundo em ruínas. 

Um hino de amor à Trindade cantemos, 
unidos a João, que, na terra, exaltou
o Santo Mistério que a nossa esperança
    transforma em certeza! Amém.



***********

HINO DO OFÍCIO DAS LEITURAS

Enquanto o Senhor vai levando a sua cruz,
a João oferece, da glória, o repouso.
Porém, seu desejo é somente sofrer; 
o cálice amargo da cruz é seu gozo. 

Viver desprezado, sem honra na terra,
escolhe por prêmio de um duro labor! 
Jamais lhe parece excessivo o sofrer;
seu sonho é morrer no desprezo e na dor. 

Enfim, seu desejo de tanto martírio
a morte cumula; mas, Deus o exaltou:
um globo de fogo, descendo do empíreo, 
de fim tão ditoso, o valor atestou! 



O céu resplandece com luzes brilhantes
que o brilho amortece, da terra, o fulgor. 
E o aroma fragrante que espalha seu corpo, 
da vida que espera, é prova do esplendor. 

Ao Pai e a seu Filho, o Verbo divino
da excelsa Trindade, àquele que é Amor, 
amor cuja chama reflete nos santos
que habitam os céus, toda a glória e louvor. 


************

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...