sexta-feira, 10 de junho de 2016

OCDS presente na XXXV Assembléia Nacional Ordinária do Conselho Nacional do Laicato do Brasil - CNLB




O Conselho Nacional do Laicato do Brasil, inicialmente chamado Conselho de Nacional de Leigos, foi formado a partir do desejo muito grande da Igreja de que leigos e leigas assumissem a sua vocação laical para uma ação mais eficaz da Igreja no mundo. Assim, todos os batizados são corresponsáveis na evangelização da sociedade, mas aos Conselhos de Leigos e Leigas é atribuída a tarefa imensa e difícil de levar esses mesmos cristãos a agirem na transformação, por dentro das estruturas sociais, sem, porém, deixar de fazer a sua parte no interno da Igreja.



Ocorrida entre os dias 26 a 29 de maio, na cidade de Aracaju-SE, a Assembleia contou com a presença de três bispos e quatro sacerdotes, além de representantes de todos os Regionais, Movimentos e Associações nascidas de carismas no qual se enquadra nossa Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares, que foi representada por Moisés Rocha Farias, OCDS, coordenador do grupo Santa Teresinha - Alma Missionária, em Quixadá-CE e Coordenador da Escola de Formação Edith Stein (OCDS).

Lúcia Pedroza, da Instituição Teresiana
A Assembléia contou com dois assessores, no primeiro dia o Prof. Pedro Ribeiro que apresentou uma análise de conjuntura da crise sociopolítica pela qual tem passado nosso país. E no segundo dia, a nossa já conhecida Lúcia Pedrosa, da Instituição Teresiana, que apresentou o Documento 105 da CNBB “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na sociedade: Sal da terra e luz do mundo (Mt 5, 13-14)”, do qual a mesma ajudou a construir como resultado de uma denso trabalho realizado com contribuições de diversas partes do Brasil. É um documento muito rico e totalmente voltado para nossa realidade enquanto seculares.



Após a exposição do documento foram formados pequenos grupos de acordo com a expressão de Igreja para se debater sobre a forma como este documento seria trabalhado, estudado, analisado e vivido em nossas realidades enquanto carisma.



A XXXV Assembleia também foi de caráter eletivo. Em chapa única, a presidência eleita foi praticamente unanime com apenas um voto contrario contra mais de 87 sendo então seguindo para o triênio 2016-2019 os seguintes membros:
MARILZA SCHUINA – Presidente

MARIA DAS GRAÇAS SILVA (Gracinha) – Vice Presidente
LUIS ANTONIO DE SOUZA – Secretário
SONIA GOMES DE OLIVEIRA – Secretária Adjunta
EDUARDO LANGE FILHO – Tesoureiro
MARIA AURENIR PAIVA – Tesoureira Adjunta

O Conselho Fiscal ficou configurado com os seguintes nomes


HONORATA FERREIRA MENDES – Nordeste 1
CLAUDIO SOARES – Leste 2
ALBERTO VIANA GAIA – Nordeste 2

 No encerramento foi informado que a Igreja do Brasil dedicará o ano 2017-2018 como o Ano do Laicato,  mais precisamente a partir da festa de Cristo Rei, quando é celebrado o Dia do Leigo. Isso é de grande importância para nós seculares principalmente porque em 2018 celebraremos nosso centenário da presença da OCDS no Brasil.

Foto Oficial

Muitos membros presentes ainda não sabiam da existência da OCDS e isso nos instiga e estimula a levar o carisma teresiano secular cada vez mais a ser conhecido. Estar como membro permanente desse organismo criado pela CNBB é uma forma concreta de dizermos que somos “filhos da Igreja” como já nos dizia nossa Santa Madre Teresa, de maneira que cresce nossa responsabilidade de enquanto carmelitas seculares sermos sal da terra e luz do mundo, conquistando palmo a palmo o mundo para Deus.  Testemunhando com nossas vidas, com ardor evangélico a graça da nossa vocação, que enquanto batizados, somos chamados a irmos àqueles que mais precisam conhecer e amar o Esposo de nossas almas, Sua Majestade, o Misericordioso, porque se inclinou sobre nossa miséria e nos fez sal da terra e luz do mundo. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...