sábado, 18 de março de 2017

Solenidade de São José - Fundador Espiritual da Ordem


Caros Irmãos/ãs no Carmelo teresiano, paz.

Com votos de bom caminho quaresmal, partilho esta bela meditação sobre São José (anexo), em preparação à sua festa.

Abraços

Fr. Alzinir F. Debastiani OCD

****************


Compartilhamos um trecho do livro "A melodia do Silêncio - o testemunho de José de Nazaré" de Rosalba Manes e logo abaixo, encontra-se o link para acessar o material completo. 



A melodia do Silêncio

O nosso estudo sobre a figura de São José de Nazaré nasce do fascínio do silêncio que caracteriza todas as suas aparições na Bíblia. De todos os grandes personagens da história da Salvação nos foi transmitida alguma palavra. Cada um teve uma mensagem, uma pequena parte para recitar. Único entre todos, José, não pronuncia palavra. É o homem do silêncio que, todavia responde ao chamado do Altíssimo colocando em jogo toda sua pessoa, inclusive os sonhos. 

José não disse palavra, mas foi um homem de palavra capaz de manter a palavra de Deus, à sua esposa e ao menino a ele confiado, mas também à terra e à fé dos antepassados. 
[...] O dom da palavra de José é um sim a Maria, sancionado, primeiramente com o noivado e aperfeiçoado depois na acolhida sob seu teto como esposa assumindo junto com ela todo o mistério que a esperava. Esta palavra “dada” se traduz assim diante do sisma mais violento da história de todos os projetos humanos, num “amém” completo a Deus. Isto implica para José uma consagração integral na sua missão de acolher, guardar e fazer crescer sob sua proteção a palavra de Deus feita carne em Maria. 

José nos mostra que a palavra mais significativa de modo absoluto é a acolhida dos caminhos de Deus amadurecida num clima de escuta, e com seu testemunho nos dirige o convite a nos subtrair do mundo para nos tornar não mais hóspedes, mas familiares daquela Palavra alta que ilumina a vida. Saboreando o silêncio, “atmosfera” oxigenada do Sopro de Deus, o coração pode dizer “amém”, a única palavra humana que amplifica a voz de Deus e a torna pouco a pouco perceptível. O silêncio de José, portanto, fala mais do que as mesmas palavras, porque atinge o lugar onde elas recebem o seu sensus plenior que é o Espírito de Deus que mora em nós. É o Espírito que gera num coração dócil a melodia do silêncio. José mostra que compreende as coisas do Espírito, como um verdadeiro homem espiritual que mediante a sua pobreza de espírito, isto é, colocar a sua confiança unicamente em Deus, alcança de verdade o pensamento de Deus (cf. 1Cor 2, 14). 


Para a nossa sociedade desabituada à voz do silêncio, José de Nazaré, patrono universal da Igreja, ensina que o verdadeiro milagre da comunicação consiste em enveredar num caminho que leve a falar calando e ser testemunhas tacitamente eloquentes daquele SIM (a Deus, ao próximo e à história) que introduz no mundo as fragrâncias salvíficas do dom, da gratuidade, do amor sem limites. 


São José, rogai por nós!


Acesse o texto completo em: 
http://issuu.com/ocdsprovinciasaojose/docs/a_melodia_do_sil__ncio_-_s_jos___1

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...