sábado, 26 de agosto de 2017

26/08 - Transverberação do Coração de Santa Teresa de Jesus



A transverberação é a manifestação da força do amor de Deus aceito, desejado e vivido pela Santa no seu matrimônio espiritual. Partilhamos o testemunho de Santa Teresa de Jesus sobre o recebimento desta Graça:


"Quis o Senhor que eu tivesse algumas vezes esta visão: eu via um anjo perto de mim, do lado esquerdo, em forma corporal, o que só acontece raramente. Muitas vezes me aparecem anjos, mas só os vejo na visão passada de que falei. O Senhor quis que eu o visse assim: não era grande, mas pequeno, e muito formoso, com um rosto tão resplandecente que parecia um dos anjos muito elevados que se abrasam. Deve ser dos que chamam querubins, já que não me dizem os nomes, mas bem vejo que no céu há tanta diferença entre os anjos que eu não os saberia distinguir. 

Vi que trazia nas mãos um comprido dardo de ouro, em cuja ponta de ferro julguei que havia um pouco de fogo. Eu tinha a impressão de que ele me perfurava o coração com o dardo algumas vezes, atingindo-me as entranhas. Quando o tirava, parecia-me que as entranhas eram retiradas, e eu ficava toda abrasada num imenso amor de Deus. A dor era tão grande que eu soltava gemidos, e era tão excessiva a suavidade produzida por essa dor imensa que a alma não desejava que tivesse fim nem se contentava senão com a presença de Deus. Não se trata de dor corporal; é espiritual, se bem que o corpo também participe, às vezes muito. É um contato tão suave entre a alma e Deus que suplico à Sua bondade que dê essa experiência a quem pensar que minto." (Santa Teresa de Jesus, Livro da Vida, cap. 29, 13)

De acordo com a descrição de Santa Teresa, está a se falar, sobretudo, de uma experiência extraordinária do amor de Deus. Como muitos não acreditaram no que ela relatou – a própria santa faz referência "a quem pensar que minto" –, o próprio Deus fez questão de mostrar a veracidade do que ela dizia. Em 1591 – dez anos após a sua morte e vinte após a sua transverberação –, exumaram o seu corpo e perceberam que estava incorrupto. Então, a pedido de um bispo, o coração de Teresa foi retirado, a fim de que fosse exposto na cidade de Alba de Tormes, onde ela morreu. Para espanto geral, havia em seu coração uma ferida cicatrizada, com sinais de cauterização – o que se encaixa perfeitamente com a experiência da transverberação, quando foi penetrada por um "dardo de ouro comprido" em cuja ponta de ferro "parecia que tinha um pouco de fogo": o atestado divino de que esse fenômeno é verdadeiro e a santa não estava mentindo.


Oração

Deus onipotente, que abrasastes de modo admirável Santa Teresa de Jesus, nossa Mãe, com o fogo do vosso amor e a fortalecestes para os grandes empreendimentos realizados em vosso nome, concedei-nos, por sua intercessão, a graça de experimentar a força do vosso amor, que nos move a trabalhar por Vós com generosidade. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amém.

Fonte: http://www.carmelitasmensageiras.com.br/index.php/2013-05-03-00-58-34/especiais/santa-teresinha-do-menino-jesus/25-santos-do-carmelo/277-transverberacao-do-coracao-de-santa-teresa-de-jesus

*Texto enviado pela Comissão de Espiritualidade OCDS

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...