quinta-feira, 30 de maio de 2019

NOVENA DE PENTECOSTES COM SÃO JOÃO DA CRUZ - 31/05 a 08/06/2019


Com a Igreja nos preparando para a Solenidade de Pentecostes.
(De 31 de Maio a 08 de Junho de 2019).

ORAÇÃO INICIAL: (Todos os dias)
Sinal da Cruz. 
Pai Nosso. 
Ave Maria. 

1° Dia (31.05.2019) - ASPIRAR O AUMENTO DA FÉ.

“Pai santo, eu não te rogo somente por eles, mas também por aqueles que vão crer em mim pela sua palavra; para que todos sejam um como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, e para que eles estejam em nós, a fim de que o mundo creia que tu me enviaste". (São João 17, 20-21)
"Muito é de desejar esse divino ar e que aspire por seu horto, para que corram divinos perfumes de Deus. Nesse aspirar se comunica, em alta maneira, o Filho de Deus".
(S.J.da Cruz - C 17,2-4)

========= xxxxx =========

2° Dia (01.06.2019) - ASPIRAR A UNIDADE FRATERNA.

"Eu dei-lhes a glória que tu me deste, para que eles sejam um, como nós somos um: eu neles e tu em mim, para que assim eles cheguem à unidade perfeita e o mundo reconheça que tu me enviaste e os amaste, como me amaste a mim". (São João 17, 22-23)
"O Espírito Santo é temperado vinho de amor suave que embriaga as almas. É rio resplandecente de água viva que nasce do trono de Deus e do Cordeiro".
(S.J.da Cruz - C 25,7; 26,1)

========= xxxxx =========

3° Dia (02.06.2019) - ASPIRAR O ESPÍRITO QUE É MESTRE DIVINO.

"Mas o Paráclito, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, ensinar-vos-á todas as coisas e vos recordará tudo o que vos tenho dito". (São João 14,26)
"Diz a Escritira divina que o Espírito Santo faz dizer muitas coisas em que ele leva outro sentido. O Espírito ensinante, abre portas e dá luz, ilumina o espírito recolhido". 
(S.J.da Cruz - 2S,19,9; 29,1)

========= xxxxx =========

4° Dia (03.06.2019) - ASPIRAR A PERSEVERANÇA NO AMOR.

"Como o Pai me ama, assim também eu vos amo. Perseverai no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, sereis constantes no meu amor, como também eu guardei os mandamentos de meu Pai e persisto no seu amor." (São João 15,9-10)
"Os sete graus de amor se vem a ter todos quanto se têm os sete dons. Seu ar move e altera o amor forte, para que se faça vôos a Deus".
(S.J.da Cruz - C 26,3; 31,4)

========= xxxxx =========

5° Dia (04.06.2019) - ASPIRAR A HUMILDADE DIVINA.

"Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, como eu vos amo. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida por seus amigos". (São João 15,12-13)
"Quando a alma sente amor com humildade e reverência a Deus, é sinal que o Espírito Santo anda por ali".
(S.J.da Cruz - 2S 29,1)

========= xxxxx =========

6° Dia (05.06.2019) - ASPIRAR A TRANSFORMAÇÃO INTERIOR.

"Eu lhes fiz conhecer o teu nome, e o tornarei conhecido ainda mais, para que o amor com que me amaste esteja neles, e eu mesmo esteja neles". (Jo 17,26)
"(No Espírito Santo) a alma aspira em Deus a mesma aspiração de amor que o Pai aspira no Filho, e o Filho no Pai. Sua aspiração na alma transformada é o chamejar em atos interiores preciosíssimos, é o Espírito de Cristo, fogo e chama de amor".
(S.J.da Cruz - C 39,3-4; Ch 4,2; 1,3-4)

========= xxxxx =========

7° Dia (06.06.2019) - ASPIRAR À OBEDIÊNCIA DIVINA.

"Vós sois meus amigos, se fazeis o que vos mando. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz seu senhor. Mas chamei-vos amigos, pois vos dei a conhecer tudo quanto ouvi de meu Pai. O que vos mando é que vos ameis uns aos outros." (São João 15,14-15.17)
"No esquecimento de si e no recolhimento de todas as coisas, a alma tem em si, disposição para ser movida pelo Espírito Santo, e ensinada por Ele. Não queira usar novos modos, como se soubessem mais que o Espírito Santo e a Igreja".
(S.J.da Cruz - 3S 6,3; 23,4; 44,33)

========= xxxxx =========

8° Dia (07.06.2019) - ASPIRAR AS BOAS OBRAS.

"Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. O ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Assim também vós: não podeis tampouco dar fruto, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer". (São João 15,4-5)
"Na dádiva que faz Deus à alma transformada, dá o Espírito Santo, como coisa sua. Ama a alma a Deus, não por si, senão por Ele mesmo".
(S.J.da Cruz - Ch 3,79; 3,82)

========= xxxxx =========

9° Dia (08.06.2019) - ASPIRAR AS VIRTUDES DO ESPÍRITO DIVINO.

"Quando vier o Paráclito, que vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim. Também vós dareis testemunho, porque estais comigo desde o princípio". (São João 15,26-27) 
"Na liberdade de espírito se vão alcançando os doces frutos do Espírito Santo. (Seu) ruído e voz de torrente em Pentecostes... infunde graça, dons e virtudes".
(S.J.da Cruz - 1N 13,11; C 14,10; 17,2-4)

ORAÇÃO PRINCIPAL: (Todos os dias)
LADAINHA AO ESPÍRITO SANTO
Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Divino Espírito Santo, ouvi-nos.
Espírito Paráclito, atendei-nos.
Deus Pai dos céus, tende piedade de nós.
Deus Filho, redentor do mundo,
Deus Espírito Santo, 
Santíssima Trindade, que sois um só Deus,

Espírito Santo de Deus, doador dos sete Dons, tende piedade de nós!
Espírito de Fortaleza...
Espírito de Sabedoria...
Espírito de Ciência...
Espírito de Conselho...
Espírito de Entendimento...
Espírito de Piedade...
Espírito de Temor de Deus...
Espírito Santo de Deus

Espírito Santo de Deus, derramador dos Doze Frutos, dai-nos...
. Espírito de Caridade, para testemunharmos o Vosso Amor;
. Espírito de Alegria, para converter as tristezas da vida;
. Espírito de Paz, para sermos construtores de um mundo melhor;
. Espírito de Paciência, para carregar a cruz e as dificuldades; 
. Espírito de Longanimidade, para vivermos a esperança nos bens de Deus, do próximo e de nós mesmos;
. Espírito de Bondade, para aumentar em nós o desejo de benificiar o próximo;
. Espírito de Benignidade, para fazer a prática do efetivo bem, sem acepção de pessoas;
. Espírito de Mansidão, para refreamos nossos impulsos com serenidade;
 . Espírito de Fidelidade, para cumprirmos as obrigações assumidas e confiadas por Deus;
. Espírito de Modéstia, para sermos comedidos no agir, no falar e no ser;
. Espírito de Continência, para refrear-nos em relação ao que é ilícito;
. Espírito de Castidade, para saber sofrer com as concupiscências, sem deixar se arrastar por elas.

Espírito do Amor, entre o Pai e o Filho, derramado no seio da Virgem Maria com Amor Esponsal, derramai sobre nós por meio deste mesmo "SIM", a graça da renovação batismal!
. Vinde Espírito de Amor!
. Vinde, Esposo da Virgem Maria, nossa Mãe e Irmã, Senhora e Rainha!

Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, enviai-nos o Espírito Santo.
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, mandai-nos o Espírito prometido do Pai.
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, dai-nos o Espírito santificador.

Espírito Santo, ouvi-nos.
Espírito Consolador, atendei-nos.

V. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R. E renovareis a face da terra.

Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Nosso Senhor. Amém. 

Estela Márcia da Paz Moreira de Araújo. 
#AlmaCarmelita 
#ComissãoDeEspiritualidade

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Nossa Pascoela-Caratinga e Cel.Fabriciano


"Oh! Como é bom e quão suave é que os irmãos vivam em união".(SL 133,1)

Celebramos neste último 18/05 nossa Pascoela (Comunidade Sta Teresinha do Menino Jesus-Ctga e Grupo Elisabete da Trindade-Cel.Fabriciano, unidos aos frades, aspirantado OCD Ctga e Noviciado OCD Piedade de Ctga.Iniciamos com a Eucaristia, presidida por Frei Wilson e concelebrada por Frei Marlon , na qual renovamos nossas promessas.Celebramos também com alegria, o aniversário de matrimônio de Sãozinha e Dó, 35 anos de união. Parabéns a este casal Carmelita que nos acolheu em sua casa.Prosseguimos nossa confraternização com bate papo fraterno, churrasco regado de muita música ao vivo, pelo nosso irmão Dó e Cia.

Depois um delicioso almoço , seguido de brincadeiras e Sarau Carmelitano, com direito a bolo e doces personalizados.

Nossa gratidão ao grupo Elisabete da Trindade pela acolhida, feita com tanto zelo e carinho.

Que na alegria do ressuscitado caminhemos!Que ele seja nossa força e coragem, para sermos testemunhas vivas de sua presença em nós.











sexta-feira, 24 de maio de 2019

Nota de Falecimento - José Luiz Rizzato



A Comunidade Santa Teresinha do Menino Jesus, Doutora (SP) e a Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares (OCDS) da Província São José comunica, com muito pesar, o falecimento de nosso irmão José Luiz Rizzato. 

Neste momento de dor, e também de esperança, unimo-nos aos familiares, parentes, amigos e irmãos de comunidade por meio de nossas orações. 


"Dai-lhe Senhor o descanso eterno. E que a luz perpétua o ilumine. Descanse em paz. Amém".

José Luiz e familiares


Compartilhamos com todos o testemunho de José Luiz Rizzato que integrou a Revista Virtual da OCDS Nº 151 no no de 2017. 

Sou carmelita desde quando o Senhor me buscou na sarjeta da vida e me permiu me apaixonar Dele pelo Carmelo. Parcipo da Ordem desde fevereiro de 2012, fiz minhas promessas temporárias em 23/08/2014. Porém trinta anos antes de conhecer o Carmelo e a OCDS, vivi, por quatro anos, o espírito das promessas numa comunidade de leigos, entre 1979 e 1982. Foi nesse período que conheci, através de D. Gabriel Paulino Bueno Couto, nosso primeiro bispo, a teologia mística, Santa Teresa de Jesus e São João da Cruz. Foram anos de busca de Deus através da oração diária e do trabalho apostólico com os jovens no MOJUC – Movimentos de jovens da diocese.
Infelizmente, problemas sérios aconteceram e o futuro Instituto Secular se desintegrou e, com  ele, todo meu fervor e espírito missionário. A maioria dos irmãos se acomodou nas pastorais e movimentos da diocese, alguns se decidiram pelo matrimônio, mas não deixaram a Igreja, digamos que o Senhor, na sua infinita misericórdia, abriu uma porta para cada um dos que sinceramente desejavam continuar suas caminhadas, de modo que nenhum se perdeu.
Na contramão da maioria, eu não me encaixei em nenhuma pastoral, e na agitação desse desmonte das muitas vidas, fiquei a deriva por um bom tempo, numa escuridão muito grande, magoado, sofrido e sem o conforto da família espiritual. Mergulhei no trabalho e na busca da sobrevivência da minha família humana, decidimos por vivermos, eu e minha irmã de comunidade, um relacionamento a dois sem o matrimônio, relacionamento esse que nos deu duas filhas entre 1984 e 1986.
Durante esses anos, o Senhor esteve sempre nos protegendo de armadilhas maiores, houve muitos momentos em que percebi sua presença nos fatos e dificuldades, muitos bons amigos que nos ajudaram, mas não havia o reconhecimento de minha humilhação, de minhas necessidades e da infinita misericórdia de Deus. Nós nos casamos no Civil, em 1986, e no Religioso, em 2000, depois de muito refletir e perceber a mão do Senhor me puxando. A partir de então, voltei à mesa da Eucaristia e dos demais sacramentos, participamos de algumas pastorais e nos esforçamos a educar nossas filhas na Igreja. Eu sempre insatisfeito e o Senhor me buscando!
Enfim, numa experiência de dor e de graça, em setembro de 2011, deparei-me com a morte e inevitavelmente com a vida, minha história com o Senhor! Com a descoberta de um câncer maligno no colo do intestino, minha vida deu uma volta radical.
Foram quatro dias em observação com o intestino entupido, uma cirurgia com trinta pontos no abdômen, mais de quinze dias de pós-operatório com uma infecção interna de brinde.
Foram muitos dias de dor, orações, suplicas, solidão e contrição. De fato minha maior constatação foi da inutilidade da minha vida até então, por mais que tivesse participado da Igreja como apóstolo, naquela hora minha percepção foi de que tudo era um grande engodo, se fosse que me apresentar naquela hora diante do Senhor iria de mãos vazias, sem nenhum “talento”. Foi o meu juízo final, pedi ao Senhor humilhado que me desse a graça de continuar
a viver e de ser realmente seu apóstolo. Foi o reconhecimento de minha autossuficiência, de minha arrogância e da necessidade da misericórdia de Deus. Durante a convalescença de três meses, li muito, meditei e escrevi muito, crescendo assim minha gratidão e reconhecimento de minha pequenez e dependência de Deus, da Igreja e da necessidade de estar inserido numa comunidade de vida. Mas qual comunidade? Já reconciliado com Deus e com a Igreja, e na busca por uma conversa mais profunda sobre o que deveria fazer, o Senhor me levou de volta a nossa irmã, sempre Madre Maria Inês, ocd, do Carmelo São José, com quem havia onversado trinta e três anos atrás, quando estava me decidindo por qual caminho iria seguir o Senhor.
Foi um encontro magnífico com aquela senhora idosa e santa, foi uma conversa de muita alegria e dor, de reconhecimento de minha indignidade e da imensa misericórdia de Deus!
Conversamos por mais de uma hora, a madre não falou sequer uma palavra sobre participar da OCDS, por mais que tenha deixado claros meus desejos e necessidades. Mas o Senhor sabia o que me daria. Já na saída, passando em frente ao stand da livraria do Carmelo S. José, leitor voraz que sou de temas que me interessam, correndo curioso os títulos, deparei-me com um livrinho chamado “O Mundo é meu Carmelo”, de Frei Patrício Sciadini, que fala exatamente do que é ser um carmelita secular e de como sê-lo. Nasceu ai um desejo incontido de conhecer sua proposta, e minha surpresa foi que sua proposta de vida era algo muito parecido com o que desejávamos viver no extinto Instituto trinta anos atrás. Com algum esforço, encontrei os contatos da antiga presidente da comunidade, depois de uma agradável acolhida, fui conhecê-los e nunca mais sai de lá. Não tenho dúvidas sobre minha vocação!
No inicio da minha caminhada, havia um desejo muito grande de beber, sem medidas, de toda a doutrina e graças do Carmelo, porém o tempo foi mostrando que todos éramos necessitados de amor e perdão, o que me levou por algum tempo a me decepcionar com a comunidade. Assim, nas minhas orações, fui compreendendo que “Onde não houver amor, devemos colocar amor”. Foi o que fiz, todos os dias, orava pela nossa comunidade e por meus irmãos, e então passei a olhá-los com olhar de misericórdia.

Hoje, caminhando com minha comunidade, crescendo e sofrendo as vicissitudes de nossa vida secular, cresceu em mim um desejo grande de fazer algo por ela e pela OCDS, um desejo de viver e de partilhar com os demais cristãos nossa experiência de vida. 

quarta-feira, 22 de maio de 2019

ORAÇÃO PARA O CICLA SUL – ARGENTINA 2019 (PT)

Oração

Senhor da vida, guie-nos para beber do poço do seu Espírito. Vós nos chamais a participar na missão do seu Filho, faz que, dedicados ao seu serviço e seguindo seu exemplo, possamos realizar tudo o que está ao nosso alcance.

Toque nossos corações, abra nossos ouvidos para ouvir o clamor do mundo.

Leva-nos a abraçar a verdade da nossa identidade carmelitana e dai-nos a sabedoria para encarnar o futuro com amor, gratidão e alegria.

Concede-nos que, dando a conhecer seu Amor no mundo, muitos sejam atraídos para Ti. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.


****

Señor de la vida, guíanos a beber del pozo de tu Espíritu. Nos has llamado a participar en la misión de tu Hijo, haz que, dedicados a su servicio y, siguiendo su ejemplo, podamos llevar a cabo todo aquello que esté a nuestro alcance.

Toca nuestros corazones, abre nuestros oídos para escuchar el clamor del mundo.

Llévanos a abrazar la verdad de nuestra identidad carmelitana y danos la sabiduría para encarnar el futuro con amor, gratitud y gozo.

Concédenos que, dando a conocer su Amor en el mundo, muchos sean atraídos hasta Ti. Por Jesucristo, nuestro Señor. Amén.

ORAÇÃO PARA O XIV CONGRESSO DA OCDS NORTE/NORDESTE

Oração 

Ó Deus, que o XIV Congresso do Norte/ Nordeste, 2019 
Conceda a cada carmelita, São José, como modelo. 

Modelo do carmelita previdente e justo 
Modelo do carmelita silencioso e fiel 
Modelo do carmelita provedor da sua santa Família 
Modelo do carmelita irmão da Bem Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo 
Modelo do carmelita artesão, trabalhador operário 
Modelo do carmelita cooperador e depositário dos mistérios do Senhor. 

Ó Deus, que na Trindade Santíssima, Luz da Igreja una 
Concedei- nos as virtudes de São José, para que, 

Sejamos carmelitas servidores na construção do Reino; 
Sejamos carmelitas atentos à Palavra, compassivos e humildes; 
Sejamos carmelitas justos, compreensivos e íntegros na comunhão fraterna. 
Sejamos carmelitas que procuram viver a santidade como o Pai celeste é santo. 
Sejamos carmelitas devotos do glorioso São José em sua caminhada como pai de Jesus. 
Sejamos carmelitas que vivem sua vida espiritual 

“Pela graça do Espírito santo 
e respondendo ao chamado de Deus “ 
prometem: “tender à perfeição evangélica de castidade, pobreza e obediência.” 

São José, rogai a Deus por nós! Amém! 

Comissão de Espiritualidade da OCDS 
Colaboradora: Liz Lelis Rocha.


quinta-feira, 16 de maio de 2019

Dia 16 de maio - São Simão Stock

HISTÓRIA DE SÃO SIMÃO STOCK


Origens

Simão nasceu no ano 1165, no castelo de sua família, na cidade de Kent, Inglaterra. Filho do governador de Kent, era parente da realeza inglesa. Sua família cristã e cheia de fé, deu a ele a melhor formação religiosa, intelectual e humana. Inteligente e disciplinado, Simão estudou no famoso Colégio de Oxford desde quando tinha sete anos. Os estudos e o desejo da família levavam Simão para uma vida de sucesso social glorioso. Porém, o que ele desejava em seu coração era estar ao serviço de Deus.

Eremita adolescente 

Tendo apenas doze anos, Simão saiu do castelo da família e foi viver vida de eremita. Para sua nova morada encontrou um oco de um velho e grande carvalho na floresta vizinha a Oxford. A notícia do adolescente eremita espalhou-se rapidamente e o povo passou a chama-lo de Simão "Stock" por causa de sua casa no carvalho oco. Ali Simão viveu durante vinte anos, dedicado à oração, à contemplação e à penitência.

Sonho profético

Certa noite, Simão teve um sonho com a Virgem Maria. No sonho, a Virgem lhe disse para unir-se aos monges que viriam do mosteiro de Monte Carmelo. Nossa Senhora lhe falava da Ordem dos Carmelitas, a primeira fundada em homenagem a ela e uma das mais antigas da Igreja. Simão não compreendeu perfeitamente tal sonho, mas obedeceu. Retornou ao castelo e voltou a estudar. Formou-se teólogo e foi ordenado padre.

A profecia se cumpre

Enquanto esperava na fé que os monges prometidos chegassem, Padre Simão Stock percorria as aldeias da região fazendo visitas aos doentes e aos pobres, evangelizando o povo. No ano 1213, finalmente os carmelitas chegaram às terras da Inglaterra. Assim, Padre Simão Stock pôde ingressar na Ordem dos Carmelitas. Depois de dois anos, por causa de suas virtudes, capacidades e amor à ordem, os irmãos nomearam-no colaborador na direção da ordem. Pouco tempo depois, em 1216 ele foi eleito vigário geral de todas as províncias carmelitas da Europa.

Perseguições à Ordem Carmelita

A Ordem Carmelita passava por um período muito difícil e chegou a ser quase extinta. Outras ordens religiosas os perseguiam. Diante disso, o prior geral São Simão Stock, enviou emissários ao papa de então, chamado Honório III.  Estes tinham a missão de informá-lo sobre a situação difícil da Ordem e pedir a proteção do Santo Padre. Ao mesmo tempo, São Simão convocou a todos os carmelitas, pedindo que rezassem a Nossa Senhora pelas intenções urgentes da Ordem. Eles deveriam fazer isso até que chegasse a resposta do Papa.

A primeira resposta

A primeira resposta veio de Nossa Senhora. São Simão, estando em oração profunda, teve uma visão de Nossa Senhora do Carmo rodeada de anjos. Ela mostrou a ele o santo escapulário da Ordem a ele Carmelita e disse-lhe: "Este será o privilégio para ti e todos os carmelitas; quem morrer vestindo-o, se salvará". A virgem mandou que ele o distribuísse aos monges da Ordem para que eles fossem tranquilizados. Conforme a tradição carmelita, tal aparição aconteceu em 16 de julho de 1251. 

A segunda resposta

A resposta do Papa chegou sete meses depois, numa carta com data de 13 de janeiro de 1252. Na carta, o Papa declarou a existência da Ordem dos Carmelitas era legal e, além disso, autorizava os carmelitas a continuarem com a criação de mosteiros pela Europa. Depois disso, São Simão Stock promoveu uma grande mudança estrutural na Ordem. Esta, da forma de vida monástica oriental, para a forma vivida no Ocidente, dos frades mendicantes ou evangelizadores, chamados apostólicos.
A devoção ao Escapulário
A devoção ao santo escapulário rapidamente se difundiu por toda a cristandade, do Ocidente ao Oriente. Desde o início ele foi tido como sinal da proteção de Nossa Senhora, bem como do esforço próprio em seguir a Jesus Cristo.

Morte

São Simão Stock faleceu quando tinha quase cem anos de idade. Era o dia 16 de maio de 1265. Ele estava, então, no mosteiro da cidade de Bordeaux, França. Lá, ele foi sepultado. A celebração litúrgica de São Simão Stock foi instituída oficialmente pela Igreja para o dia de sua morte.

Oração de São Simão Stock

São Simão rezava esta oração quando recebeu o escapulário de Nossa Senhora:

“Do Carmo a Flor
vide florida
do céu esplendor.
Virgem fecunda,
singular
Mãe sem par
De homem ignorada!
Ao Carmo vem dar
a tua ajuda.
Estrela do mar!”

terça-feira, 7 de maio de 2019

Revista Virtual Monte Carmelo - OCDS - Nº 162 - Jan/Fev/Mar 2019


Prezados irmãos compartilhamos com todos vocês mais uma edição de nossa Revista Virtual Monte Carmelo. 

Acesse o link: 

E acompanhe as matérias:
- Santo do Mês: Servo de Deus Salvador Rivera García.
- Voz da Igreja: O Carmelita Secular e a Quaresma.
- Testemunho: Liz Lelis Rocha.
- Retiro de Espiritualidade Carmelitana.
- Formação Humana: O Amor na visão de Frankl.
- Reunião do Colegiado do CNLB. 
- Por que busco o Carmelo Descalço?

Desejamos uma boa leitura!
Comissão de Comunicação da OCDS

3° Congresso de Casais da OCDS - Província São José.


De: 30/08 a 01/09
Local: Centro Teresiano de Espiritualidade – São Roque / SP

Tema: “Matrimônio, caminho de santidade.”
Lema: “Sede santos, porque Eu sou Santo.” (Lv. 11,44).

PÚBLICO ALVO:
- Casais das comunidade e grupos da OCDS;
- Casais de outros movimentos ou pastorais que vivem a espiritualidade carmelitana;
- Casais da Igreja em geral e que queiram conhecer mais de perto a OCDS.  

VALOR DA TAXA DE INSCRIÇÃO PARA O CASAL: R$ 700,00 (Podendo haver parcelamento, sendo a última parcela até a data do Congresso) – Inclui: Inscrição; Hospedagem; Alimentação; Material de apoio.

DADOS PARA DEPÓSITO:
BANCO: Itaú
AGÊNCIA: 0156
CONTA CORRENTE: 06234-1
TITULAR: Associação das Comunidades da Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares no Brasil da Província São José.

ENVIAR O COMPROVANTE PARA O E-MAIL: comissaodecasaisocds@gmail.com (assunto do e-mail: Comprovante do Congresso 2019)

Inscrições on-line através do link:
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeVklb_KL4LAvlcMKHUmq_jaALXvXOUaD7NE9OrKP0xhkDr5Q/viewform?usp=sf_link


PROGRAMAÇÃO:

1° Dia:
16:00h – Acolhida;
17:30h – Santa Missa;
18:30h – Jantar;
19:30h – Abertura oficial do Congresso;
20:00h – Adoração ao Santíssimo Sacramento e Completas;
21:00h – Descanso.

2° Dia:
07:30h – Santa Missa com Laudes;
08:30h – Desjejum;
09:30h – Palestra: Exortação do Santo Padre sobre o chamado à santidade no mundo atual - Fr. Maycon, OCD;
10:30h – Coffee Break;
11:00h – Terço Mariano;
12:00h – Almoço;
14:00h – Palestra: O exemplo de São Luiz e Santa Zélia na educação dos filhos - Renato e Alessandra - Casal da Comunidade Sagrada Família de São Paulo;
15:00h – Coffee Break;
15:30h – Deserto/ vivência e oração a três;
17:00h – Vésperas;
18:30h – Jantar;
20:00h – Sessão pipoca - exibição do filme: Diário de uma paixão

3° Dia:
07:30h – Santa Missa com Laudes;
08:30h – Desjejum;
09:30h – Palestra: Família de Nazaré: Espelho para o casal - Wilson e Neide, OCDS - Casal da Comunidade S. José de Sete Lagoas/MG;
10:30h – Coffee Break;
11:00h – Avaliação e encerramento oficial do Congresso;
12:00h – Almoço.

Fraterno abraço,
Comissão de Casais da OCDS

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Missão de Semana Santa no Vale do Jequitinhonha

… Ó meu Bem-Amado, uma só missão não me bastaria…’ 


(Santa Teresinha do Menino Jesus) 

É sempre graça divina estar em missão, seja aqui ou ali, fazendo a experiência do amor de Deus em comunidade.

Neste ano de 2019 fomos novamente celebrar a semana santa nas comunidades da Vila São João, Dutra e Várzea da Páscoa/ Paróquia de Francisco Badaró- Diocese de Araçuaí.

Foi uma experiência nova para nós, pois neste ano não contamos com a presença do sacerdote. Sendo assim, nos preparamos e nos organizamos como leigos para fazer o que nos seria permitido e poder partilhar a fé naquele Vale que é de fato lugar de aprendizagem, de bênçãos, de encontro.

Encontro com Deus em cada família, naqueles que sofrem alguma enfermidade e ali padecem com Cristo, no esforço de todo aquele povo que celebra a fé, partilha a vida mesmo em meio a dificuldades. Encontro com Deus na vegetação do Mandacaru, da Palma que reveste o vale e com a água do rio Araçuaí aponta sinal de esperança.

Foram dias intensos de visitas às famílias, principalmente aos enfermos, momentos celebrativos e catequéticos, vivência e convivência.

Quanto aprendemos!

Naquele lugar, debaixo da tenda da pequena casinha paroquial na Vila São João, nós carmelitas seculares unidos à preciosa Ir Janete Silva

pertencente à Congregação das Irmãs de Nossa Senhora da Imaculada Conceição de Castres (Irmãs Azuis) formamos a comunidade em missão.

Muito nos enriqueceu também o momento de partilha no domingo de Páscoa entre nós, os Lazaristas, os Fraters, todos que pelo Vale afora dedicaram aqueles dias. Como também o breve convívio com Bispo Dom Marcello.

Para sempre gratidão! Ao padre Vander e Wanderlei que confiam em nosso trabalho, ao povo das comunidades que nos acolheu com alegria e testemunham a fé e a perseverança na dureza de sua realidade.

“Cristo Ressuscitou aleluia, venceu a morte com amor”.

Com Ele, Nele e por Ele vençamos dia a dia para juntos podermos cantar o Aleluia sem fim.

Ana Maria Eymard Pereira Scarabelli- OCDS 

Ir Janete Silva-CIC 

Márcia Aparecida Andrade- OCD 

José Paulo Scarabelli- OCDS











COMUNIDADE DE SANTA TERESA DE JESUS (BELO HORIZONTE/MG)

PROMESSAS DEFINITIVAS DE BEATRIZ DE TEREZA MARIA DA CRUZ E TEMPORÁRIAS DE RAÍSSA MARIA DA CRUZ, REALIZADA NO DIA 23 DE ABRIL, DIA DA BEATA TERESA MARIA DA CRUZ, FUNDADORA DA CONGREGAÇÃO DAS IRMÃS CARMELITAS DE FLORENÇA. AS PROMESSAS FORAM REALIZADAS NO CARMELO DE SANTA TERESA DE BELO HORIZONTE, PRESIDIDA POR FREI MARCIO, ACOMPANHADO PELA PRESENÇA DE NOSSO ASSISTENTE FREI FELIPE E OS ESTUDANTES DO CONVENTO DE SÃO JOÃO DA CRUZ DO BAIRRO JOÃO PINHEIRO BH, QUE NOS AJUDARAM A ANIMAR A CELEBRAÇÃO COM OS CANTOS.







quinta-feira, 2 de maio de 2019

RETIRO DA COMUNIDADE SANTA TERESINHA (CARATINGA/MG) E DO GRUPO ELISABETE DA TRINDADE (CORONEL FABRICIANO/MG)

Na alegria do Cristo ressuscitado, nos últimos 26/27 e 28 de abril se encontraram em retiro nossa comunidade Sta Teresinha do Menino Jesus (Caratinga) e o grupo Elisabete da Trindade (Cel.Fabriciano), na casa das irmãs Gracianas (Patronato N.Sra.do Rosário) em Caratinga.
Fomos muito bem acolhidos, pelas irmãs, que Deus as retribua pelo zelo e carinho conosco.
Tivemos como orientador do retiro Frei Manoel OCD e o tema foi: "Na trilha espiritual como nosso pai São João da Cruz".
Ao começarmos o retiro, Frei Manoel nos falou sobre a importância do retiro, para reacender a fé é necessário uma consciência profunda de como estou, onde estou e pra onde estou indo.
Esconder-se, silenciar-se pra encontrar-se com Deus e assim permitir ser olhado e amado por ele.
Pontuou-nos que a busca por Deus é uma grande noite escura, busca-se pela fé, esperança e amor. Ao iniciarmos um retiro se faz necessário nos questionar:
O que o Espírito quer de mim?
O que eu quero neste retiro?
E fazer um propósito de mudança.
Alguns pontos do primeiro dia:
Conhecer a Deus
C.26,13- "Pois onde não se sabe Deus, nada se sabe”.
Uma pessoa que não conhece Deus, não sabe nada, pois Deus é fonte de tudo É origem e término, a meta de tudo, assim não conhece a origem e lhe falta conhecer o término, a meta a qual tudo caminha. Conhecer Deus é reconhecer o que ele faz em mim.
Segundo dia de retiro
Iniciou o dia com a Santa Missa, celebrando a oitava da Páscoa. Ponto central: ir ao encontro do Deus Vivo.
Na primeira colocação, fizemos uma reflexão sobre a busca íntima da união com Deus, que se manifesta a partir de uma experiência pessoal com Ele pelo seu olhar. .Olhar de Deus sempre no centro da alma. Olhar que dá sentido restaura Desperta nossa alma.
É a descoberta que Deus nos ama. E nossa vocação é o Amor. Amar como ele nos ama. Preciso será ter um desejo de descobrir o que somos nos autoconhecendo buscamos a semelhança com ele.
Tivemos a graça da admissão de cinco novos membros no grupo Elisabete da Trindade. E encerramos este dia, com adoração ao Santíssimo Sacramento, colocando aos pés do Senhor o nosso desejo de sermos a exemplo de nosso pai São João da Cruz, Carmelitas que se deixam esvaziar-se para se encherem de Deus e assim sermos recriados, sendo objeto de transformação tão plena nas mãos do Senhor, para assim também transformar com nosso exemplo os que estão ao nosso redor.
Terceiro dia de retiro:
Iniciamos com as Laudes e Santa Missa. Frei Manoel OCD, nos falou sobre a união da pessoa com Deus, onde há um só grau de amor, já se inicia a união com Deus. Mas este caminho de união será noite escura, em fé, esperança, amor, Jesus Cristo. Ressaltou a importância do amor dentro da comunidade, mesmo que celebramos a santa Eucaristia juntos, rezamos juntos, só seremos comunidade se as pessoas se amarem.
Então, filhos e filhas de Teresa e João da Cruz, espiritualmente falando na verdadeira filiação, se quereis ser seus filhos. Para unir-me a Deus, que tenho a fazer?
TIRAR DE MIM TUDO O QUE NÃO É AMOR.
Terminamos o retiro com Frei Manoel OCD, ressaltando sobre a importância do silêncio, nós Carmelitas temos o dever de nos silenciarmos, pois somente no silêncio encontraremos Deus. Precisamos aprender neste silêncio ouvir o que Deus quer falar a nós.
Assim encerramos na graça do Cristo ressuscitado mais um retiro, ficando um questionamento:
Como estou na relação com Deus, com meus próximos e minha comunidade?
Nas minhas relações transparecem que sou unido a Deus?
“Se, pois o teu amado (Deus) é o tesouro oculto na vinha da tua alma”... é preciso que tu, esquecendo tudo e afastando-se de todas as criaturas, te escondas também, a fim de o encontrares no íntimo retiro do teu espírito.
Que, uma vez fechada à porta dentro de ti, isto é, fechada a vontade para todas as coisas, rezes em oculto ao teu Pai e... Então em oculto senti-lo-ás, amá-lo-ás, e deleitar-te-ás... Naquele que está acima de tudo a que a língua e os sentidos possam chegar “(Cântico.1,9)
Que alegria do ressuscitado seja nossa força na caminhada.

Sonia Proença- Comunidade Sta Teresinha Caratinga
Conceição Noman ( Sãozinha- Grupo Sta Elizabete- Cel Fabriciano)


















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...