sábado, 29 de setembro de 2018

Pequena Via de Santa Teresinha na Formação da OCDS Camaragibe

Hoje o encontro da Comunidade Santa Teresinha do Menino Jesus e da Santa Face - OCDS Camaragibe, foi rico desde o início. O Evangelho de São João deu o tom de como os Apóstolos foram ao encontro de Cristo. 
Na segunda parte do encontro, o Formador Gustavo iniciou o estudo de introdução a Santa Teresinha - Pequena Via com textos que indicam como Santa Teresinha descobriu e nos repassa, um "atalho" para se chegar ao Senhor nosso Deus.





quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Missa com Promessas e imposição do Escapulário da Comunidade Rainha do Carmelo em 20/09/2018, Fortaleza-CE


A Assembléia reunida na Capela do Carmelo Santa Teresinha em Fortaleza-CE.
 Momento das leituras.
 Artur, da Comunidade Flor do Carmelo de Santa Teresinha, nos ajudou com os cânticos. Nossa gratidão.
 Momento das Promessas definitivas, Nilce e Gerardo.
 Momento das Promessas temporárias, Branca, Ana Catarina, Heloísa e Mônica.
 Ofertório.
 Palavra do nosso Presidente Provincial, Luciano Dídimo.
 Momento de imposição do Escapulário, admissão ao período formativo para as Promessas temporárias.

Ana Catarina, Branca, Heloísa, Mônica, Nilce e Gerardo.
Com Maria, Mãe da Igreja, Rainha e formosura do Carmelo, aprendemos a ser fiéis cristãos e carmelitas!

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Semana da Espiritualidade na Paróquia Nossa Senhora do Carmo - Carmelo de Caratinga-MG




Com o tema Buscadores de Deus revelados na humanidade vivenciamos a Semana de Espiritualidade tendo como assessor Ramon Gimenez (Mágicogimenez).

Foram noites orantes e lúdicas que permearam a Palavra de Deus, os documentos 105, 107 da CNBB com ênfase na exortação apostólica GAUDETE ET EXSULTATE. Sempre exemplificando pela experiência carmelitana.

O mágico Gimenez a cada noite de maneira tão eficaz despertou mais e mais nos participantes o desejo de santidade. Santidade dia a dia, lembrando Sta Teresa que nos ensina “também entre as panelas está o Senhor”.

A participação foi favorável, e os participantes se inteiraram na beleza e profundidade da mágica, podendo assim de forma tão leve aprofundar na experiência de fé.
Concluímos no sábado com a Mística da santidade, colocando em prática pela beleza da oração meditada o que refletimos na semana.

Gratidão a cada participante, a todos colaboradores que com confiança e disponibilidade nos ajudaram.

Ao Ramon Gimenez (Mágico Gimenez) nossa gratidão pelo trabalho fantástico que nos ajudou mais ainda a Contemplar a beleza do eterno com a maravilha da arte.

Ordem Secular- Comunidade Sta Teresinha -Caratinga








Aniversário do Grupo São José de Petrópolis - 6 Anos (22.09.2018)



No último domingo, dia 23 de setembro, o Grupo São José de Petrópolis- RJ, se reuniu para a celebração e comemorar os 6 Anos de fundação, iniciando com a Santa Missa na Comunidade Paroquial de Santa Catarina de Alexandria e São José Operário.




Com uma manhã fraterna, o Grupo se reuniu e meditou sobre a "Maturidade humana e espiritual" (cf. proposta de nosso Livro de Formação).


Seguidamente, tivemos um Recreio Carmelitano, com um almoço comemorativo, onde nos confraternizamos celebrando o aniversário do Grupo e o Centenário da OCDS. 


Agradecemos a Santíssima Virgem Maria e São José, com Santa Teresinha do Menino Jesus. 

Viva São José!

NOVENA DE SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS


Obs. Já tendo iniciado e postado nos diversos  grupos trouxemos para a página a pedidos.

NOVENA DE SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS
Rezando pelos 100 Anos da OCDS no Brasil.
(De 22 a 30.09.2018)
#AlmaCarmelita
#ComissãoDeEspiliritualidade

1° Dia: (22.09.2018)
"Ó Verbo divino, és tu a Águia adorada que amo e que me atrai, és tu que correndo para a terra do exílio tens querido sofrer e morrer para lançar as almas no seio do Eterno Lar da Santíssima Trindade... Ó Jesus! deixa-me no extremo da minha gratidão, deixa-me te dizer que teu amor vai até a loucura..."

Por isso, agradecemos pela vida e missão dos Irmãos da Bem-Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo na Ordem dos Carmelitas Descalços - Frades, Monjas e Seculares.

. Intenções e propósitos pessoais: (____________)

Rezando com nossa padroeira:
“Como pode uma alma tão imperfeita como a minha aspirar à plenitude do Amor?... Ó Jesus! meu primeiro, meu único Amigo, Tu que amo UNICAMENTE, dize-me que mistério é esse. Por que não reservas essas imensas aspirações para as grandes almas, para as águias que planam nas alturas?... Considero-me apenas um mero passarinho coberto de leve penugem, não sou uma águia, só tenho dela os olhos e o coração, pois apesar da minha extrema pequenez ouso fixar o Sol Divino, o Sol do Amor, e meu coração sente em si todas as aspirações da águia..." - Santa Teresinha, Manuscrito B.

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória ao Pai...
Santa Teresinha do Menino Jesus, roga por nós!

ORAÇÃO:
Ó Deus, que preparais o Vosso Reino para os pequeninos e humildes, dai-nos seguir confiantes o caminho de Santa Teresinha, para que, por sua intercessão, nos seja revelada a Vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo...
Amém.

Xxxxxxx Xxxxxxx Xxxxxxx

2° Dia: (23.09.2018)
"Ó Verbo divino, és tu a Águia adorada que amo e que me atrai, és tu que correndo para a terra do exílio tens querido sofrer e morrer para lançar as almas no seio do Eterno Lar da Santíssima Trindade... Ó Jesus! deixa-me no extremo da minha gratidão, deixa-me te dizer que teu amor vai até a loucura..."

Por isso, agradecemos pela fundação em 1918 da "Primeira" Fraternidade da Ordem Terceira em São Bento do Sapucaí, SP.

. Intenções e propósitos pessoais: (____________)

Rezando com nossa padroeira:
“Como pode uma alma tão imperfeita como a minha aspirar à plenitude do Amor?... Ó Jesus! meu primeiro, meu único Amigo, Tu que amo UNICAMENTE, dize-me que mistério é esse. Por que não reservas essas imensas aspirações para as grandes almas, para as águias que planam nas alturas?... Considero-me apenas um mero passarinho coberto de leve penugem, não sou uma águia, só tenho dela os olhos e o coração, pois apesar da minha extrema pequenez ouso fixar o Sol Divino, o Sol do Amor, e meu coração sente em si todas as aspirações da águia..." - Santa Teresinha, Manuscrito B.

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória ao Pai...
Santa Teresinha do Menino Jesus, roga por nós!

ORAÇÃO:
Ó Deus, que preparais o Vosso Reino para os pequeninos e humildes, dai-nos seguir confiantes o caminho de Santa Teresinha, para que, por sua intercessão, nos seja revelada a Vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo...
Amém.

Xxxxxxx Xxxxxxx Xxxxxxx

3° Dia: (24.09.2018)
"Ó Verbo divino, és tu a Águia adorada que amo e que me atrai, és tu que correndo para a terra do exílio tens querido sofrer e morrer para lançar as almas no seio do Eterno Lar da Santíssima Trindade... Ó Jesus! deixa-me no extremo da minha gratidão, deixa-me te dizer que teu amor vai até a loucura..."

Por isso, agradecemos pela vida de nossas Comunidades e Grupos OCDS.

. Intenções e propósitos pessoais: (____________)

Rezando com nossa padroeira:
“Como pode uma alma tão imperfeita como a minha aspirar à plenitude do Amor?... Ó Jesus! meu primeiro, meu único Amigo, Tu que amo UNICAMENTE, dize-me que mistério é esse. Por que não reservas essas imensas aspirações para as grandes almas, para as águias que planam nas alturas?... Considero-me apenas um mero passarinho coberto de leve penugem, não sou uma águia, só tenho dela os olhos e o coração, pois apesar da minha extrema pequenez ouso fixar o Sol Divino, o Sol do Amor, e meu coração sente em si todas as aspirações da águia..." - Santa Teresinha, Manuscrito B.

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória ao Pai...
Santa Teresinha do Menino Jesus, roga por nós!

ORAÇÃO:
Ó Deus, que preparais o Vosso Reino para os pequeninos e humildes, dai-nos seguir confiantes o caminho de Santa Teresinha, para que, por sua intercessão, nos seja revelada a Vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo...
Amém.

Xxxxxxx Xxxxxxx Xxxxxxx

4° Dia: (25.09.2018)
"Ó Verbo divino, és tu a Águia adorada que amo e que me atrai, és tu que correndo para a terra do exílio tens querido sofrer e morrer para lançar as almas no seio do Eterno Lar da Santíssima Trindade... Ó Jesus! deixa-me no extremo da minha gratidão, deixa-me te dizer que teu amor vai até a loucura..."

Por isso, agradecemos pela Estrutura OCDS no Brasil e no mundo.

. Intenções e propósitos pessoais: (____________)

Rezando com nossa padroeira:
“Como pode uma alma tão imperfeita como a minha aspirar à plenitude do Amor?... Ó Jesus! meu primeiro, meu único Amigo, Tu que amo UNICAMENTE, dize-me que mistério é esse. Por que não reservas essas imensas aspirações para as grandes almas, para as águias que planam nas alturas?... Considero-me apenas um mero passarinho coberto de leve penugem, não sou uma águia, só tenho dela os olhos e o coração, pois apesar da minha extrema pequenez ouso fixar o Sol Divino, o Sol do Amor, e meu coração sente em si todas as aspirações da águia..." - Santa Teresinha, Manuscrito B.

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória ao Pai...
Santa Teresinha do Menino Jesus, roga por nós!

ORAÇÃO:
Ó Deus, que preparais o Vosso Reino para os pequeninos e humildes, dai-nos seguir confiantes o caminho de Santa Teresinha, para que, por sua intercessão, nos seja revelada a Vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo...
Amém.

Xxxxxxx Xxxxxxx Xxxxxxx

5° Dia: (26.09.2018)
"Ó Verbo divino, és tu a Águia adorada que amo e que me atrai, és tu que correndo para a terra do exílio tens querido sofrer e morrer para lançar as almas no seio do Eterno Lar da Santíssima Trindade... Ó Jesus! deixa-me no extremo da minha gratidão, deixa-me te dizer que teu amor vai até a loucura..."

Por isso, agradecemos pela vida e disponibilidade do Conselho Provincial de ontem e de hoje, no empenho e dedicação à Ordem.

. Intenções e propósitos pessoais: (____________)

Rezando com nossa padroeira:
“Como pode uma alma tão imperfeita como a minha aspirar à plenitude do Amor?... Ó Jesus! meu primeiro, meu único Amigo, Tu que amo UNICAMENTE, dize-me que mistério é esse. Por que não reservas essas imensas aspirações para as grandes almas, para as águias que planam nas alturas?... Considero-me apenas um mero passarinho coberto de leve penugem, não sou uma águia, só tenho dela os olhos e o coração, pois apesar da minha extrema pequenez ouso fixar o Sol Divino, o Sol do Amor, e meu coração sente em si todas as aspirações da águia..." - Santa Teresinha, Manuscrito B.

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória ao Pai...
Santa Teresinha do Menino Jesus, roga por nós!

ORAÇÃO:
Ó Deus, que preparais o Vosso Reino para os pequeninos e humildes, dai-nos seguir confiantes o caminho de Santa Teresinha, para que, por sua intercessão, nos seja revelada a Vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo...
Amém.

Xxxxxxx Xxxxxxx Xxxxxxx

6° Dia: (27.09.2018)
"Ó Verbo divino, és tu a Águia adorada que amo e que me atrai, és tu que correndo para a terra do exílio tens querido sofrer e morrer para lançar as almas no seio do Eterno Lar da Santíssima Trindade... Ó Jesus! deixa-me no extremo da minha gratidão, deixa-me te dizer que teu amor vai até a loucura..."

Por isso, agradecemos pela Comunhão e permanente ajuda entre os três ramos da Ordem dos Carmelitas Descalços.

. Intenções e propósitos pessoais: (____________)

Rezando com nossa padroeira:
“Como pode uma alma tão imperfeita como a minha aspirar à plenitude do Amor?... Ó Jesus! meu primeiro, meu único Amigo, Tu que amo UNICAMENTE, dize-me que mistério é esse. Por que não reservas essas imensas aspirações para as grandes almas, para as águias que planam nas alturas?... Considero-me apenas um mero passarinho coberto de leve penugem, não sou uma águia, só tenho dela os olhos e o coração, pois apesar da minha extrema pequenez ouso fixar o Sol Divino, o Sol do Amor, e meu coração sente em si todas as aspirações da águia..." - Santa Teresinha, Manuscrito B.

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória ao Pai...
Santa Teresinha do Menino Jesus, roga por nós!

ORAÇÃO:
Ó Deus, que preparais o Vosso Reino para os pequeninos e humildes, dai-nos seguir confiantes o caminho de Santa Teresinha, para que, por sua intercessão, nos seja revelada a Vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo...
Amém.

Xxxxxxx Xxxxxxx Xxxxxxx

7° Dia: (28.09.2018)
"Ó Verbo divino, és tu a Águia adorada que amo e que me atrai, és tu que correndo para a terra do exílio tens querido sofrer e morrer para lançar as almas no seio do Eterno Lar da Santíssima Trindade... Ó Jesus! deixa-me no extremo da minha gratidão, deixa-me te dizer que teu amor vai até a loucura..."

Por isso, agradecemos pela vida fraterna em nossas Comunidades e Grupos.

. Intenções e propósitos pessoais: (____________)

Rezando com nossa padroeira:
“Como pode uma alma tão imperfeita como a minha aspirar à plenitude do Amor?... Ó Jesus! meu primeiro, meu único Amigo, Tu que amo UNICAMENTE, dize-me que mistério é esse. Por que não reservas essas imensas aspirações para as grandes almas, para as águias que planam nas alturas?... Considero-me apenas um mero passarinho coberto de leve penugem, não sou uma águia, só tenho dela os olhos e o coração, pois apesar da minha extrema pequenez ouso fixar o Sol Divino, o Sol do Amor, e meu coração sente em si todas as aspirações da águia..." - Santa Teresinha, Manuscrito B.

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória ao Pai...
Santa Teresinha do Menino Jesus, roga por nós!

ORAÇÃO:
Ó Deus, que preparais o Vosso Reino para os pequeninos e humildes, dai-nos seguir confiantes o caminho de Santa Teresinha, para que, por sua intercessão, nos seja revelada a Vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo...
Amém.

Xxxxxxx Xxxxxxx Xxxxxxx

8° Dia: (29.09.2018)
"Ó Verbo divino, és tu a Águia adorada que amo e que me atrai, és tu que correndo para a terra do exílio tens querido sofrer e morrer para lançar as almas no seio do Eterno Lar da Santíssima Trindade... Ó Jesus! deixa-me no extremo da minha gratidão, deixa-me te dizer que teu amor vai até a loucura..."

Por isso, agradecemos pelo Fórum Santa Teresinha em comemoração aos 100 anos da OCDS - Comissões e equipes dos diversos trabalhos.

. Intenções e propósitos pessoais: (____________)

Rezando com nossa padroeira:
“Como pode uma alma tão imperfeita como a minha aspirar à plenitude do Amor?... Ó Jesus! meu primeiro, meu único Amigo, Tu que amo UNICAMENTE, dize-me que mistério é esse. Por que não reservas essas imensas aspirações para as grandes almas, para as águias que planam nas alturas?... Considero-me apenas um mero passarinho coberto de leve penugem, não sou uma águia, só tenho dela os olhos e o coração, pois apesar da minha extrema pequenez ouso fixar o Sol Divino, o Sol do Amor, e meu coração sente em si todas as aspirações da águia..." - Santa Teresinha, Manuscrito B.

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória ao Pai...
Santa Teresinha do Menino Jesus, roga por nós!

ORAÇÃO:
Ó Deus, que preparais o Vosso Reino para os pequeninos e humildes, dai-nos seguir confiantes o caminho de Santa Teresinha, para que, por sua intercessão, nos seja revelada a Vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo...
Amém.

Xxxxxxx Xxxxxxx Xxxxxxx

9° Dia: (30.09.2018)
"Ó Verbo divino, és tu a Águia adorada que amo e que me atrai, és tu que correndo para a terra do exílio tens querido sofrer e morrer para lançar as almas no seio do Eterno Lar da Santíssima Trindade... Ó Jesus! deixa-me no extremo da minha gratidão, deixa-me te dizer que teu amor vai até a loucura..."

Por isso, agradecemos pelo chamado e missão da OCDS na vida da Igreja.

. Intenções e propósitos pessoais: (____________)

Rezando com nossa padroeira:
“Como pode uma alma tão imperfeita como a minha aspirar à plenitude do Amor?... Ó Jesus! meu primeiro, meu único Amigo, Tu que amo UNICAMENTE, dize-me que mistério é esse. Por que não reservas essas imensas aspirações para as grandes almas, para as águias que planam nas alturas?... Considero-me apenas um mero passarinho coberto de leve penugem, não sou uma águia, só tenho dela os olhos e o coração, pois apesar da minha extrema pequenez ouso fixar o Sol Divino, o Sol do Amor, e meu coração sente em si todas as aspirações da águia..." - Santa Teresinha, Manuscrito B.

Pai Nosso...
Ave Maria...
Glória ao Pai...
Santa Teresinha do Menino Jesus, roga por nós!

ORAÇÃO:
Ó Deus, que preparais o Vosso Reino para os pequeninos e humildes, dai-nos seguir confiantes o caminho de Santa Teresinha, para que, por sua intercessão, nos seja revelada a Vossa glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo...
Amém.




domingo, 23 de setembro de 2018

Teresa de Lisieux


QUEM NOS ENSINARÁ A ESPERANÇA?


GODFRIED, cardeal DANNEELS

Todos os problemas do homem pós-moderno reduzem-se a um só: o da esperança. Podemos ainda esperar? Em cada rua, por trás da porta de pelo menos cada três casas, há alguém profundamente preocupado, se é que não está desesperado. Na nossa época, a esperança é a "criança" entre as suas duas irmãs mais velhas, das quais fala Péguy, e que tem problemas de crescimento. Por todo o lado, flutua no ar uma angústia existencial.

Há muito tempo que se está de acordo que só a crise econômica não pode explicar esta situação. O verdadeiro problema está noutro lado: não são os tempos que são maus, é a alma dos homens que está doente. Como um cosmonauta na sua cápsula espacial, o homem para manter o equilíbrio, apega-se a tudo o que lhe aparece.

Quem nos ensinará a esperança? Onde encontrar um modelo, algo que nos preceda através das trevas e das angústias da morte? Há nalgum lugar um Doutor da Esperança?

Não disse a própria Teresa: "Ah! apesar da minha pequenez, quereria esclarecer as almas como os Projetas, os Doutores. Tenho a vocação de ser Apóstolo" (Ms R 3r). "Sinto a vocação de Doutor" (Ms B 2v)? Ela identificou o caminho da esperança: é o caminho da santidade. A nossa sociedade depressiva só pode ser salva pelos santos.

Esta jovem normanda, que vive numa sociedade burguesa que aparentemente não estava marcada pela problemática moderna, viveu em poucos anos, e longe do mundo, todo o drama do século seguinte. O seu ambiente habitual pouco importa às grandes almas!

Teresa abriu progressivamente um caminho que vai dali! ingênua da infância aos tormentos daqueles a quem Deus ama de tal maneira que os prova como ao ouro no crisol. Descobriu como os caminhos do amor passam pelo sofrimento, que Belém está muito perto de Jerusalém, que a gruta de Natal dos ícones é estranhamente semelhante ao sepulcro escuro, que o Menino Jesus é igualmente, a Santa Face.

Com a eleição do nome "Teresa do Menino Jesus e da Santa Face", acentuou para sempre a misteriosa síntese entre esperança e sofrimento, entre o presépio e a cruz.

Teresa é a santa da esperança. Numa época em que ninguém falava disso, numa sociedade na qual este tema estava ausente, Teresa viveu o que muitos outros, depois dela, iam viver: a noite da incredulidade dos que buscam angustiadamente, de todos os descrentes e dos maus crentes. Durante muito tempo, Teresa esteve "sentada à mesa dos pecadores", mesmo antes que uma certa literatura católica —a de Bernanos, a de Mauriac, a de Graham Greene — não a tratasse de um modo que não foi depois igualado. Tal drama na alma da carmelita refletiu-se na de inúmeros homens e mulheres, cristãos e não crentes. Este drama de Teresa foi, nos começos deste século, uma profecia de coisas que viriam a acontecer.

O drama na sua alma viveu-o no silêncio do Carmelo. Nunca fez alarde de ser pessoa em quem fixar-se. Na sua vida não há nada de teatral, nem patético, nem espetacular. Nem sequer há matéria suficiente para escrever uma nota necrológica que possa suscitar interesse nas leitoras de outros Camelos, na opinião das irmãs. Teresa escalou o monte do seu Carmelo no anonimato. Contentava-se com ser, não queria aparentar. Deixou que fosse Deus a descobrir o segredo do seu pequeno caminho. Era, e continuava a ser, a mais pequena. Contudo, os seus sonhos eram imensos e o seu olhar sem limites. No pequeno Carmelo de Lisieux, abraçava toda a Igreja, todos os países de missão, todos os tempos e todos os homens, santos e pecadores. Porque quem anta, abraça tudo. A medida do amor é que é sem medida, segundo a bela expressão de São Bernardo.

Teresa é, ainda, uma santa da fé: por meio das espessas trevas das suas noites, aproxima-se da palavra desnuda de Deus. É igualmente uma santa do amor, pois, conforme as suas próprias palavras, escolheu o amor para ser assim o coração da Igreja.

Mas é, antes de tudo e sobretudo, a santa da esperança. Efetivamente, a fé, a esperança e a caridade são as três irmãs maiores que não podem prescindir umas das outras. A fé vê o que já passou, a esperança vê o que ainda está para vir; a caridade ama o que já passou, a esperança fia-se do que ainda não aconteceu. Mas para o nosso tempo, não seria a esperança a mais importante? E a mais necessária? E a mais rara?

A fé, diz Deus, segundo a expressão de Péguy em Le Porche du mystère de la secunde vertu (O Pórtico do mistério da segunda virtude), não me surpreende tanto: Eu brilho tanto em toda a minha criação. O amor, poder-se-ia acrescentar, não deveria surpreender absolutamente a Deus. Deve dizer-se: se se amam mutuamente, é tudo em benefício próprio. O que me surpreende, diz Deus, é a esperança. É a menos evidente das três. É a que tem maior necessidade de ser cultivada. Pois não é senão uma criança com vontade de crescer.

A esperança é essencial. Nunca é marginal à vida humana: é o seu músculo do coração, o miocárdio. Se ela parar, a morte é certa

sábado, 22 de setembro de 2018

Teresinha: O rosto é o reflexo da alma






 
PREFACIO DO LIVRO   O SEGREDO DE UM SORRISO  DE   PIERRE DESCOUVEMONT




            Teresa de Lisieux dizia, alguns meses antes de morrer: “Não vejo o que terei a mais, depois da morte, que já não tenha nesta vida. Verei a Deus, é verdade! Mas estar com ele, já estou aqui na terra” (1)

            Esta impressão de já viver na terra algo da alegria do céu faz parte de toda experiência cristã autêntica. Para os cristãos a vida eterna começa aqui, segundo a promessa de Cristo: “Aquele que crê em mim possui a vida eterna”. (2)

            Não se trata de viver na ilusão. Igual a nós, os santos não viveram numa nuvenzinha de felicidade, entre o céu e a terra. Todos nos lembramos da célebre frase da Virgem a Bernadete: “Não lhe prometo torná-la feliz neste mundo, mas sim no outro”. E sabe-se toda a espécie de sofrimentos que Teresa experimentou antes e depois de sua entrada no Carmelo.

            Ela própria pressentia, aliás, pelo fim da vida, que os homens se enganariam mais tarde a respeito do que se escondia atrás de seu sorriso. A 30 de agosto de 1897, dizia à Madre Inês, sua irmã, mostrando um remédio parecido com xarope de groselha: “Este copinho é a imagem de minha vida. Eis o que apareceu aos olhos das criaturas. Sempre pensaram que eu bebia licores finos, mas eram amargos. Aliás, amargos não! Minha vida não foi amarga porque eu soube transformar a amargura em alegria e doçura”. (3) No dia seguinte, fazia uma reflexão do mesmo gênero: “Encontrei a felicidade e a alegria na terra, mas unicamente no sofrimento, pois aqui sofri muito; é preciso que as almas o saibam”. (4)

            Entretanto, seria um grande erro reduzir a alegria dos santos à esperança do céu. Infelizmente, com freqüência, se faz essa idéia da vida cristã.

            Os cristãos levariam exatamente a mesma vida que os outros — com sua sucessão de alegrias e dificuldades. Viveriam no mesmo túnel que seus irmãos não crentes. Com a única diferença de caminharem na certeza de desembocar um dia na luz eterna. Algumas clareiras viriam lembrar, de vez em quando, o fim magnífico da virgem, enquanto que a sinalização indicaria as velocidades e prioridades a se respeitar.

            O medo da “policia divina” associado a uma pacífica espera da recompensa prometida aos “bons motoristas”, tais são ainda, geralmente, os dois elementos aos quais foi reduzida a vida cristã.

            Então passa-se ao largo do essencial: a presença do sol que brilha para o cristão, mesmo dentro dessa espécie de túnel, e que realmente trans figura toda sua existência: “Meu sol é o Senhor, então eu canto”.

            Não me esqueço de que, nos dezoito últimos meses da vida, Teresa mergulhou na noite e, um mês antes da morte, confiava à Madre Inês achar-se como dentro de um buraco negro. (5) Mas Teresa sabia que “acima das nuvens, o sol brilhava sempre” (6)

            Desejo exatamente demonstrar, ao longo desse modesto ensaio, como os raios desse sol divino podem trazer alegria e luz àqueles e àquelas que, como Teresa de Lisieux, receberam a graça de uma fé viva na ternura de Deus. Paulo já dizia aos cristãos de Éfeso que, se compreendessem todas as dimensões do amor de Cristo por eles, ficariam cheios da plenitude de Deus. E Jesus poderia dizer a muitos dentre nós: “Se você conhecesse realmente o dom de Deus, não faria essa cara”.

            Muitas vezes nos arriscamos, na apresentação da vida cristã, a opor levianamente afirmações que, na realidade. são complementares. O ideal evangélico consiste com efeito, em efetuar um maravilhoso equilíbrio entre atividades aparentemente contraditórias. Trata-se, por exemplo, de viver plenamente o momento presente, ao mesmo tempo prevendo o mais possível o futuro próprio e o dos irmãos. Trata-se de apresentar-se diante de Deus com as “mãos vazias”, levando a sério não deixar escapar nenhuma ocasião de enriquecer o patrimônio espiritual da Igreja.

            Em resumo, a vida espiritual é simples, mas não simplista. E isto deriva do Mistério de Deus, que é a própria simplicidade, mas cuja riqueza só pode ser expressa em linguagem humana por meio de proposições complementares: Deus é o mais próximo e ao mesmo tempo o mais Outro; aquele que faz tudo por nós e também aquele que quer nossa total autonomia.

            Nada se lucra, em simplificar excessivamente a Boa Nova, reduzindo-a a um só de seus aspectos. Se o cristão pode ser feliz em todas as circunstâncias, é exatamente porque o sol do Evangelho se refrata em múltiplos raios, capazes de iluminar todos os setores da vida e todas as situações da existência.

            Tal foi, em todo caso, a maneira de agir de Teresa de Lisieux. Claro, sua maneira de viver, de amar e de rezar foi muito simples. Ela teria gostado da divisa de João XXIII: “Não complicar as coisas simples e simplificar as coisas complicadas”. Mas essa simplicidade e essa naturalidade evangélicas vinham exatamente de que Deus a tinha feito descobrir, muito jovem, “todas as riquezas contidas no Evangelho”, como gostava de dizer. Toda vida procurou compreender as palavras do Senhor e, na autobiografia, está sempre agradecendo a Deus pelo que a fez «compreender»: emprega noventa e quatro vezes o verbo nesse sentido. Teresa não escolhe um dos diferentes aspectos do Evangelho, antes, segundo sua célebre frase da infância, ela “escolhe tudo”.

            Colocando-nos em sua escola, perscrutando com ela as riquezas do Evangelho, temos todas as chances de aprofundar um pouco mais o segredo de sua alegria e de nos deixarmos conquistar por seu sorriso.

            Então acontecerá um pouco mais em nossa vida o que ousamos dizer cada dia:

            Pai, na terra como no céu, santificado seja o vosso Nome venha a nós o vosso Reino seja feita a vossa Vontade!

            Compreenderemos um pouco melhor que o céu do cristão começa na terra, pois aqui podemos já, com toda verdade

- dar a Deus o nome de Pai e saborear o seu Amor;

- trabalhar eficazmente pela vinda de seu Reino;

- dar-lhe prazer fazendo sua Vontade.

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Reunião da Comunidade Rainha do Carmelo em 15/09/2018, Fortaleza-CE

 Inciamos nossa tarde com um momento de oração na Capela do Carmelo Santa Teresinha. Meditamos o Evangelho de São Marcos 8, 27-38.

 Hora do recreio.








 Efigênia nos lembra sobre o retiro, que terá como tema, "ORAÇÃO, TRATO DE AMIZADE COM DEUS."
A Missa das Promessas será dia 20/09/2018 às 19:00h na Capela do Carmelo Santa Teresinha.
 Mônica nos explica sobre o discernimento vocacional.


Rezamos a Oração das Vésperas e Salve Regina.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...