quinta-feira, 1 de maio de 2008

Por que busco o Carmelo Descalço?

-
Todos nós já ouvimos falar do Carmelo Descalço...Até mesmo pessoas não católicas sabem da existência das “carmelitas” (nossas queridas monjas). Suas vidas oferecidas totalmente a Deus, a opção pela clausura como meio especial para doar-se a esse Deus, sua vida de oração, rica e fecunda, causam ao mundo espanto e admiração. Será que não causam também um certo “temor”? Óbvio que não me refiro a “ter medo delas”. Falo do constante testemunho e apelo que suas vidas nos fazem: queiram ser santos como nós desejamos ser santas!
O olhar e o sorriso de monja carmelita descalça são convites constantes, para nós leigos e leigas. Não que devamos deixar o mundo! Elas nos convidam à mesma espiritualidade, só que vivida de forma diferente, sem clausura, no meio da sociedade, mas com igual oração (ou, quem sabe, maior)!
Assim, buscamos o Carmelo Descalço, por ser ele um belo “jardim de ricas flores para o Amado” e por ser ele também um fortíssimo farol de fé e caridade que ilumina nosso caminho.

Tem lugar para mim, leigo e leiga, no Carmelo Descalço?

Sim! O Carmelo é esse grande e belo monte, onde todos encontramos jardins para nosso encontro com o Amado!
Os frades encontraram a Ordem Primeira, de vida religiosa consagrada e/ou sacerdotal.
As monjas encontraram a Ordem Segunda, de vida religiosa consagrada e clausura, para, de forma “mais íntima” estarem com o Esposo.
Para nós, leigos e leigas, Deus suscitou a Ordem Secular (antiga Ordem Terceira), isto é, “Ordem em meio ao mundo” (é o sentido da palavra “secular”), para que nós, leigos e leigas, vivendo no mundo, plantemos, nesse mundo, as mesmas “flores” encontradas pelos frades e monjas: a oração, o amor a Deus e à Sua Palavra, a meditação, a contemplação, a vida fraterna e o apostolado.
Temos uma única Regra (de Santo Alberto de Jerusalém), igual à dos frades e monjas, portanto pertencemos ao tronco da Ordem Carmelita Descalça, não somos apenas um ramo ou um “agregado”.
Somos carmelitas tais e quais os frades e monjas, só que temos um “estilo” nosso (relatado em nossas Constituições e Estatutos), próprio do leigo e da leiga. Bebemos da mesma fonte: espiritualidade mariana-carmelitana-teresiana-sanjuanista. Vivemos, porém, “plantados” em “lugares” (situações de vida) diferentes.
O Carmelo Descalço Secular é uma vocação no seio da Igreja. Não é apenas um “movimento de espiritualidade”, mas uma vocação, um chamado de Deus. Claro que é uma espiritualidade, porém, que não é diversa da dos frades e monjas (temos, inclusive, a mesma Regra). Em resumo: queremos ser carmelitas descalços seculares por querermos ser carmelitas descalços, porém, permanecendo no mundo, em nossos lares, no trabalho, no lazer, etc.

(Giovani Carvalho Mendes)

4 comentários:

João Paulo Naves Fernandes disse...

Sou leigo e participo da Igreja há pelo menos 22 anos. Faço Pasotral daSaúde no HC há 20 anos. Participei da Renovação Carismática e ajudei a criar uma comunidade de Santa Suzana no Portal do Morumbi. Participei do Ministério de música. Recentemente, por já ter ouvido freis dominicanos citarem com frequência São João daCruz, tive curiosidade e comprei as suas obras completas. Já li seus poemas e a Subida ao Monte Carmelo. Agora estou lendo Noite Escura e tenho feito experiências de Oração passiva, de contemplação e sinto estar descobrindo algo novo e melhor para o meu desenvolvimento espiritual. Meu e-mail é joaonaves13@gmail.com abraços

Cassio Rodrigo Paula Silveira disse...

Boa tarde! Sou leigo, casado, e atuo em minha paróquia como catequista de adultos e ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão Eucarística. Profissionalmente, eu e minha esposa somos professores. Há muito tempo tenho estudado os escritos de Teresa de ávila e São João da Cruz e, lendo os estatudos da OCDS vi que minha prática de vida se aproxima muito de vocês. Gostaria de conhecer melhor a ordem e saber o que seria preciso para eu me tornar um carmelita. Vi, através de comentários, que é possível ser um carmelita por correspondência: isto procede? Moro em Goiânia e meu e-mail é: cassiorodrigo1@hotmail.com. Desde já, muito obrigado pela atenção e que Deus os abençõe.

Fernando Pessoa Franco disse...

Boa tarde! Favor entrarem em contato no email fernandopessoafranco@gmail.com.

Fernando Pessoa Franco disse...


Boa tarde!

Também gostaria de conhecer melhor, meu email é: fernandopessoafranco@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...