domingo, 31 de agosto de 2014

Mais notícias do definitório

«O Carmelo Teresiano: uma única família de irmãos e irmãs»



Este é o título que o secretário-geral , P. Rafał  Wilkowski, escolheu para o seu relatório sobre os Carmelitas Descalços. P. Rafał assegurou-se que uma das realidades importantes da ordem são as irmãs  do  Carmelito Descalço. «A sua presença é muito significativa: a ponto do carismático, juntos formam a mesma família religiosa;» Do ponto de vista estatístico, as freiras são quase três vezes mais do que dos frades, afirmou no início de sua apresentação. 
Como os frades - disse - as Carmelitas precisam encarar desafios diferentes: o declínio das vocações em certas regiões, as dificuldades de treinamento, enfraquecimento devido à idade avançada, as secularizações e a exclaustração, bem como também a dificuldade para assegurar a verdadeira autonomia de algumas comunidades!
30//08//2014

sábado, 30 de agosto de 2014

COMUNIDADE NOSSA SENHORA DO CARMO E SANTA TERESA DE JESUS - NOTA DE FALECIMENTO.


Faleceu no dia 29/08/2014, nossa querida irmã Hilda Jung Won Yue, da Comunidade Nossa Senhora do Carmo e Santa Teresa de Jesus, de Higienópolis, São Paulo.

Hilda pertencia ao Carmelo Secular desde 2000.  Sempre foi muito dedicada à sua família e ao Carmelo. Contribuiu com a comunidade por muitos anos como conselheira. Nesse período em que esteve doente, lutou com coragem, humildade, grande confiança em Jesus e na proteção de Nossa Senhora. Sua vida é um exemplo para nós.

Hilda fez as suas promessas temporárias em 2006 presidida pelo Frei João Bonten e em 2009 as promessas definitivas presididas por Frei Alzinir Francisco Debastiani, na Igreja Santa Teresinha.

Agradecemos a Deus por nos ter presenteado com a sua presença doce, amiga, verdadeira, discreta, silenciosa e muito generosa para com todos.


Rezemos pelo seu descanso eterno no coração de Deus, pedindo ao Senhor o conforto aos seus familiares e amigos.


Nossa irmã Hilda (na foto, entre os Freis Fabiano e Alysson) com suas irmãs de comunidade. 


A Eucaristia é o centro da vida de todo carmelita secular.
Nossa irmã Hilda estimava muito o Frei João Bonten.


Carmelita secular dedicada à família e ao Carmelo. 


Seu sorriso se perpetua na eternidade, irmã Hilda. Interceda
por nós, que ainda peregrinamos, expostos a mil perigos... Que
a Virgem do Carmo e nossa Santa Madre Teresa a recebam na
glória do Paraíso. 

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

CICLA BOLIVARIANA DA OCDS

Está acontecendo em Villa de Leyva, na Colômbia, de 23 a 29/08/2014, a CICLA  BOLIVARIANA DA OCDS, onde estão reunidos mais de  100 carmelitas seculares do Equador, Colômbia, Bolívia e Argentina.
O tema proposto foi: AMIGOS FORTES DE DEUS... JÁ É TEMPO DE CAMINHAR

Frei Alzinir Debastiani, Delegado Geral para a OCDS, se encontra no evento, onde fez conferência.


Presidentes dos Conselhos Nacionais da 
OCDS dos países participantes



Frei Alzinir, Delegado Geral da OCDS



Participantes da CICLA BOLIVARIANA




Momento dos trabalhos em grupo

Apresentação de danças típicas e folclóricas. 

PRIMEIRO DIA DO DEFINITORIO - O Carmelita Secular na Coréia


O senhor Kapjin Cho, ocds, expõe aos
presentes a história e situação da OCDS
na Coréia do Sul. 


A tarde do primeiro dia foi dedicado a conhecer a história e a realidade atual dos Carmelitas Descalços na Coréia. Primeiro, os participantes do definitório tiveram oportunidade de conhecer a realidade da Ordem Secular. A apresentação foi feita por  um membro OCDS,  Kapjin Cho.

A primeira parte de seu discurso focou em um resumo  da história da Igreja Católica na Coréia para retornar imediatamente para a história dos Carmelitas Descalços.
O primeiro fundamento foi um mosteiro das Carmelitas Descalças construído em 1940. Em 1948 veio a primeira comunidade OCDS e em 1974 o primeiro convento dos frades Carmelitas Descalços.

No presente , há cinco fundações masculinas na Coréia, com um total de 50 religiosos e 8  mosteiros femininos com 135 monjas Carmelitas Descalças.

Em seu discurso, o representante do Carmelo Secular coreano detalhou como é o processo de formação dentro da OCDS e informou que existem 36 comunidades com 3.560 membros, que compõem 10% do número total de Camelo Secular do mundo.

  •  Nota: isso dá em torno de 100 membros por comunidade (!). 

Finalmente, ele listou os desafios e as dificuldades da Ordem Secular  Coreana. Entre eles, destacou que eles devem melhorar a formação e comunicação entre os membros OCDS. Ele também ressaltou que eles estão trabalhando para ter mais presença nas atividades da igreja local.





          TEXTO ORIGINAL DO SITE CARMELITANI SCALZI EM ESPANHOL:

El Carmelo Seglar en Corea

La tarde de la primea jornada ha estado dedicada a conocer la historia y realidad actual del Carmelo Descalzo en Corea. En primer lugar, los participantes en el Definitorio han tenido oportunidad de conocer la realidad del Carmelo Seglar. La presentación la ha realizado un miembro OCDS, Kapjin Cho.

La primera parte de su intervención estuvo centrada en resumir la historia de la iglesia católica en Corea para pasar de inmediato a la historia del Carmelo Descalzo.
La primera fundación fue un monasterio de Carmelitas Descalzas y se hizo en 1940. En 1948 llegó la primera comunidad de OCDS y en 1974 el primer convento de carmelitas descalzos.

En la actualidad en Corea existen cinco fundaciones masculinas con un total de 50 religiosos y 8 monasterios con 135 carmelitas descalzas.

En su intervención el representante del Carmelo seglar de Corea ha detallado como es el proceso formativo dentro de la OCDS y ha informado que hay 36 comunidades con 3.560 miembros, que conforman el 10% del número total del Camelo Seglar en el mundo.


Finalmente, ha enumerado los retos y dificultades del Carmelo Seglar coreano. Entre ellos, ha destacado que deben mejorar en la formación y comunicación entre los miembros OCDS. También, ha subrayado que están trabajando para tener más presencia en las actividades de la Iglesia local.

(http://www.carmelitaniscalzi.com/corea2014/ampliar-noticia/el-carmelo-seglar--en-corea#.VAI5c_ldW-0)

Momento Mariano - parte 1

A anunciação do anjo a Maria e o nosso chamado a ser carmelita (Lc 1 26-30)



Exatamente como fora anunciado, "o Verbo se fez Carne e habitou entre nós", no seio de uma Virgem puríssima. Um anjo abre as portas de um novo paraíso - e conversa com uma mulher. Ele é um anjo bom e ela a nada mais aspira que ser a "serva do Senhor".
 

Por isso, Deus a fez "bendita entre as mulheres" e "todas as nações a chamarão bem-aventurada". "O anjo Gabriel foi, por Deus, enviado a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um varão, que se chamava José, da casa de Davi - e o nome da Virgem era Maria". Entrando o Anjo onde ela estava, disse: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo, bendita és tu entre as mulheres. Quando ela ouviu, turbou-se com o seu dizer e cogitava que saudação fosse esta. E o anjo lhe disse: Não temas, Maria; pois achaste graça diante de Deus. Eis que conceberás em teu seio e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Jesus. 

A saudação “Ave, Maria” manifesta uma saudação convocatória a alegrar-se por ter sido a escolhida. Maria é convidada a alegrar-se por  dois motivos: Primeiro, porque “encontraste graça diante de Deus”. E Maria é cheia de graça porque a graça de Deus que significa o Espírito Santo “veio sobre ela e a cobriu com sua sombra”. Maria, então, se faz templo vivo do Espírito. Nela Ele possui uma presença real e única. Nela Ele atua de uma maneira tão profunda que eleva sua capacidade maternal à altura de ser verdadeiramente a mãe de Deus. Segundo, porque o “Senhor está contigo”. O Santo gerado de Maria é o filho de Deus, Jesus Cristo. Dentro de Maria começa a crescer o fruto do Espírito Santo, que é o Deus conosco, o Verbo encarnado.

Assim como Maria, Santa Teresinha também recebe, desde muito cedo,  o chamado a considerar sua alma como um jardim de delícias no qual é preciso cultivar as flores de virtudes que Jesus virá colher em sua primeira visita. Seu sim, se desdobra a entrega de uma vida vivida na intimidade com Deus, na contemplação de Sua face, como ela mesma relata:

"Jesus me pegou pela mão, fez-me entrar em um subterrâneo onde não faz frio nem calor, onde o sol não brilha, e que não é visitado nem pela chuva nem pelo vento; um subterrâneo onde não vejo nada senão uma luz meio apagada, o brilho que espalham ao seu redor os olhos da Face de meu Noivo!..." (Carta 110)


Assim, Deus já nos escolheu desde o ventre materno para sermos carmelitas seculares. Então, antes de ser nossa vontade, é a vontade de Deus manifestada em nós. Diante desse chamado, olhamos para o exemplo de Maria e Santa Teresinha e reflitamos, a partir de seu comportamento, como damos o nosso sim a esse chamado, qual é nosso testemunho de obediência e centralidade para com Aquele que nos chamou primeiro.?

Olhemos para Nossa Senhora e busquemos essa  configuração maternal do amor de Deus, da graça de sermos escolhidos e de gestarmos em nós um chamado a ser carmelita secular.

Maria correspondeu plenamente ao seu chamado. E nós como estamos correspondendo ao nosso chamado de carmelita secular? Agimos assim como Maria? Onde nos aproximamos Dela como modelo? Onde estamos distantes?

O que precisamos fazer para nos assemelharmos ao seu testemunho de aceitação e de seu “fiat”. 
    

Ave, Carmelitas Seculares, o Senhor está conosco. Alegremo-nos porque fomos escolhidos, encontramos graça diante de Deus.

Ave Maria, cheia de graça....

Reflexão:  "Maria, Flor do Carmelo - lugar de revelação de Deus" preparada pelo Grupo Flos Carmeli,
da OCDS de Bananeiras-PB, para o Momento Mariano durante o XI Congresso da OCDS Norte/Nordeste, realizado de 14 a 17/08/2014 em Fortaleza-CE

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Comunidade Santa Teresinha do Menino Jesus, de Caratinga, Minas Gerais - Festa de Nossa Senhora do Carmo.

No dia 16 de julho de 2014, Solenidade de Nossa Senhora do Carmo, ocorreu na cidade de Caratinga, Minas Gerais, a comemoração solene de nossa Santíssima Padroeira, Nossa Senhora do Carmo.

A festa contou com a participação da Comunidade Santa Teresinha do Menino Jesus, de Caratinga, de nossos amados frades, noviços e aspirantes, bem como dos paroquianos, em suas variadas associações e pastorais.

Foi grande presença e a participação na novena. Depois da Santa Missa, saímos em procissão à Igreja Catedral, visto que nossa diocese está comemorando seus 100 anos de existência, que culminarão em 2015 (coincidindo com os 500 anos de nossa Santa Madre Teresa de Jesus).

Nossa paróquia foi a primeira a peregrinar até a Sé Catedral, fazendo sua visita, que aconteceu no 9º dia da novena a Nossa Senhora.

A participação e envolvimento das comunidades foi muito bonita, envolvente e edificante em todos os dias da novena, especialmente neste, no qual se deu a visita à Catedral. O povo realmente trabalhou muito.

Agradecemos muitíssimo, de coração, a participação dos frades, aspirantes e noviços, nossos irmãos de Ordem. Que a Virgem do Carmo, nossa Santíssima e Amantíssima Mãe, a todos cubra com seu manto materno.

Em tudo Deus seja louvado!

Unidos em oração:



Ana Maria Scarabelli, ocds. 































































COMUNIDADE SANTA FACE de Tremembé - Eleição do novo Conselho da Comunidade.


Caríssimos irmãos e irmãs no Carmelo Descalço, que a paz e o amor de Cristo Jesus, nosso Senhor, esteja com vocês. Paz e alegria!
Vimos, por meio deste, lhes comunicar que hoje, 23 de agosto de 2014, a Comunidade Santa Face da cidade de Tremembé – SP realizou a eleição do seu novo conselho, sendo eleitos para:

PRESIDENTE
• ANTONIO CARLOS TONINI

CONSELHEIRAS
• ANGELA MARIA TONINI
• MARA LÚCIA CRISPIM
• VERA LÚCIA DE ASSIS S. ROSSI

E escolhidos para ocuparem os seguintes cargos:

ENCARREGADO DA FORMAÇÃO
• GLAUCO PAIVA CUNHA

SECRETÁRIA
• ANDRÉA NORONHA MAFFETANO

TESOUREIRA
• CHARLENE APARECIDA VIEIRA CUNHA

Contamos com a oração de todos. Que Deus os abençoe e que a Virgem Maria, Rainha e Formosura do Carmelo, os acompanhem. Amanhã, dia 24 de agosto, celebraremos doze anos de fundação! Deus seja louvado!

Um grande e fraterno abraço,


José Eduardo

Comunidade Santa Face de Tremembé, SP. 

Novo conselho eleito. Da esquerda para a direita: Vera, Glauco, Ângela, Tonini, Charlene e Mara. Abaixo: Andréa.






Admissão ao período formativo e eleição do conselho do Grupo Nossa Senhora do Carmo, de Paulínia, São Paulo.



DETERMINADA DETERMINAÇÃO

No último dia 09 de agosto de 2014, durante a Santa Missa presidida por Frei Hudson Barcelos, na Igreja de Santa Teresinha em Paulinia/SP, foram admitidos ao período de Formação seis membros do Grupo Nossa Senhora do Carmo:

ü Evaldo Pacheco
ü Elainy de Fátima Oliveira
ü Lázara Falciolli Dian
ü Luiz Antonio Parra
ü Rosa Ângela Maria S. Crepaldi
ü Waldi Dian.  

Tudo foi preparado com carinho e muita alegria sob a supervisão da nossa Conselheira, a Sra. Haidê Zakaib Mezzalira, que esteve reunida com o grupo anteriormente em 22 de julho, para uma vivência e conhecimento mútuo.

 Nesta mesma ocasião, após a Missa, tivemos a oportunidade de realizar mais uma eleição para novos conselheiros e presidente, ficando estabelecido a seguinte formação:

Rosa Angela - Presidente
Sandra Cristiany - Formadora
Waldir Dian  - Conselheiro
Luiz Antonio Parra  - Conselheiro
Elainy de Fátima Oliveira  - Conselheira
Magali Teresinha - Secretária
Márcio Alexandre Muller  - Tesoureiro

Que a luz do Espírito Santo nos ilumine e conduza estando sempre sob a proteção da Virgem do Carmo e intercessão de Santa Teresa de Jesus.

 













domingo, 24 de agosto de 2014

Escola de Formação Edith Stein promoverá curso em Fortaleza

A Escola de Formação Edith Stein promoverá em Fortaleza o curso referente ao Módulo I do plano de formação da OCDS, abordando a Dimensão Humana em seus fundamentos antropológicos, psicológicos, sociológicos e metodológicos.

O curso acontecerá de 22 a 25/01/2015 no Recanto Sagrado Coração de Jesus, na Av. da Universidade, 3106 - Benfica - Fortaleza-CE, tendo como investimento o valor de R$370,00 que poderá ser dividido em até 5 vezes a partir de 29/08/2014.

O público alvo são os formadores e possíveis formadores das comunidades da OCDS, porém aberto a outras congregações e entidades religiosas que se interessem pelo tema.

A Escola de Formação Edith Stein é ligada à Comissão de Formação da Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares da Província São José.

Inscrições e informações através do e-mail: escoladeformacaoocds@gmail.com

Mensagem do Delegado Provincial para a OCDS aos leigos e catequistas

Frei André Severo, ocd. 
Neste 21° Domingo do Tempo Comum, último do mês de agosto, celebramos o Dia dos Leigos e também dos Catequistas! Celebramos em comunhão com os vocacionados à vida e à santidade os diversos ministérios a serviço da Igreja e da Humanidade!

Parabéns a todos os cristãos leigos que fazem a Igreja acontecer e ser "Sal da Terra e Luz do Mundo" (Mt 5,13-14). Para comemorar esse dia e refletir por à luz do Magistério da Igreja essa vocação tão linda e, ao mesmo tempo, carente de apoio, valorização e reconhecimento, trago um trecho do documento "Christifideles Laici - Vocação e missão dos leigos na Igreja e no mundo", do saudoso Papa São João Paulo II, de 1988:

"Os Padres sinodais justamente sublinharam a necessidade de se delinear e propor uma DESCRIÇÃO POSITIVA da vocação e da missão dos fiéis leigos,  aprofundando o estudo da doutrina do Concílio Vaticano II à luz tanto dos nais recentes documentos do Magistério como da experiência da mesma vida da Igreja guiada pelo Espírito Santo. Ao responder à pergunta 'quem são os fiéis leigos', o Concílio, ultrapassando anteriores interpretações prevalentemente negativas, abriu-se a uma visão decididamente positiva e manifestou o seu propósito fundamental ao afirmar a PLENA PERTENÇA DOS FIÉIS LEIGOS À IGREJA E AO MISTÉRIO E A ÍNDOLE PECULIAR DA SUA VOCAÇÃO, a qual tem como específico 'procurar o Reino de Deus'. 'Por leigos - assim os descreve a Constituição Lumen Gentium (Luz dos Povos) - entendem-se aqui todos os cristãos que não são membros da sagrada Ordem ou do estado religioso reconhecido pela Igreja, isto é, os fiéis que, incorporados em Cristo, constituídos em POVO DE DEUS e tornados participantes, a seu modo, do múnus sacerdotal, profético e real de Cristo, exercem pela parte que lhes toca, na Igreja e no mundo, a missão de todo o povo cristão'.Já Pio XII dizia: 'Os fiéis,  e mais propriamente os leigos, encontram-se na linha mais avançada da vida da Igreja; para eles, a Igreja é o princípio vital da sociedade humana. Por isso, eles, e sobretudo eles, devem ter uma consciência,  cada vez mais clara, NÃO SÓ DE PERTENCEREM À IGREJA MAS DE SER A IGREJA, isto é,  a Comunidade dos fiéis sobre a terra sob a guia do Chefe comum, o Papa, e dos Bispos em comunhão com ele. Eles são a Igreja...'.Segundo a imagem bíblica da vinha, os fiéis leigos, como todos os outros membros da Igreja, são ramos radicados em Cristo, a verdadeira videira, que torna os ramos vivos e vivificantes. A inserção em Cristo através da fé e dos sacramentos de iniciação cristã é a raiz primeira que dá origem à nova condição fo cristão no mistério da Igreja, que constitui a sua mais profunda 'fisionomia' e que está na base de todas as vocações e do dinamismo da vida cristã dos fiéis leigos: em Jesus Cristo morto e ressuscitado o batizado torna-se uma 'nova criatura' (Gl 6,15; 2Cor 5,17), uma criatura purificada do pecado e vivificada pela graça. Assim, só descobrindo a misteriosa riqueza que Deus dá ao cristão no santo Batismo é possível delinear a 'figura' do fiel leigo"  (Exortação Apostólica Christifideles Laici - Vocação e missão dos leigos na Igreja e no mundo, capítulo I, n° 9).

Deixo aqui minhas felicitações e admiração por tantos leigos, leigas, catequistas, entre os quais tive e tenho a grata oportunidade de conviver com muitos de vocês - meus catequistas e amigos -, pedindo ao Senhor da Vinha que os abençoe e os guarde!



Fraternalmente em Cristo, o Bom Pastor,
Frei André Severo, OCD

Retiro da Comunidade Santa Teresa dos Andes (OCDS de Belém-PA)


Neste fim de semana, 01 a 03 de agosto de 2014, com a direção do Frei César Cardoso - OCD, realizamos nosso Retiro com Imposição de Escapulário, Renovação de Promessas, Promessas Temporárias, Promessas Definitivas e Eleição do Conselho da minha querida Comunidade Santa Teresa dos Andes – OCDS.
O Centro Mariápolis Glória e o Carmelo Santa Teresinha, localizados no Município de Benevides, próximo a Belém do Pará, foram palcos desses relevantes acontecimentos.


Maria da Graça Ewerton



Jarina, Jovita, Mariá e Bernadete renovaram suas promessas. 




As monjas do Carmelo Santa Teresinha de Benevides - Pará, na Santa Missa. Elas compõem um lindo coro regido pelo Maestro João Bosco da Silva Castro.


Graça e Socorro Neves, fizeram as Promessas Definitivas e Socorro Freitas, as Promessas Temporárias por 3 anos. Deus nos conceda a Graça de prosseguirmos com perseverança no seguimento de Jesus Cristo, Amém!


Luciene, Jarina, Socorro Freitas, Socorro Neves, Maria da Graça, Frei César, João Bosco, Teresa, Mariá, Bernadete, Cleide e Jovita (agachada). A Cleide recebeu o Escapulário da Ordem, para iniciação do período de formação carmelita, católica, cristã! Glórias a Deus!

sábado, 23 de agosto de 2014

Nada de Perturbe - Concerto Virtual das Carmelitas - V Centenário de Santa Teresa de Jesus

Um coro virtual oficial, "Nada Te Turbe" é um dos dois coros virtuais produzidos para a celebração do  aniversário  de 500 anos de Santa Teresa de Jesus. O coro é constituído por carmelitas de todo o mundo e é acompanhado pela Orquestra Teresiano de St. James Cathedral, em Seattle, Washington, EUA. Emocionante!

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Visita da Conselheira Provincial Haidê Zakaib e de Francisco Reinaldo à Comunidade Santa Teresinha do Menino Jesus Doutora.



Na manhã do dia vinte sete de julho, recebemos a visita da nossa conselheira provincial, Haidê Zakaib, acompanhada do nosso irmão Francisco Reinaldo Costa, que nos presenteou com ótimas palestras sobre o livro Moradas ou Castelo Interior e sobre a Lectio Divina. Essas palestras nos foram de muito proveito.

A Comunidade de Santa Teresinha do Menino Jesus Doutora, de Jundiaí, agradece a ambos.

Maria de Lurdes, ocds



Haidê e Reinaldo com a Comunidade
Santa Teresinha do Menino Jesus Doutora.







quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Papa Francisco pede uma formação mais completa dos fiéis-leigos

As palavras do Papa no encontro com membros do Conselho do Apostolado Laical Católico

 



Seul, (Zenit.org


Queridos irmãos e irmãs!



Sinto-me grato por ter esta oportunidade de me encontrar convosco, que representais as múltiplas expressões do florescente apostolado dos leigos na Coreia. Agradeço ao Presidente do Conselho do Apostolado Laical Católico, o Senhor Paul Kwon Kil-joog, as amáveis palavras de boas-vindas que me dirigiu da vossa parte.
Como sabemos, a Igreja na Coreia é herdeira da fé de gerações de leigos que perseveraram no amor de Jesus Cristo e na comunhão com a Igreja, apesar da escassez de sacerdotes e da ameaça de graves perseguições. O Beato Paul Yun Ji-chung e demais mártires hoje beatificados representam um capítulo extraordinário desta história. Eles deram testemunho da fé não só através dos seus sofrimentos e da morte, mas também com a sua vida de mútua solidariedade amorosa nas comunidades cristãs, caracterizadas por uma caridade exemplar.

Esta preciosa herança prolonga-se nas vossas obras de fé, de caridade e de serviço. Hoje, como sempre, a Igreja precisa que os leigos prestem um testemunho credível à verdade salvífica do Evangelho, ao seu poder de purificar e transformar o coração humano e à sua fecundidade na edificação da família humana na unidade, justiça e paz. Sabemos que há uma única missão da Igreja de Deus, e cada cristão baptizado tem um papel vital nesta missão. Os vossos dons de fiéis-leigos, homens e mulheres, são múltiplos, tal como é variado o vosso apostolado; e tudo o que fazeis destina-se à promoção da missão da Igreja, garantindo que a ordem temporal seja permeada e aperfeiçoada pelo Espírito de Cristo e orientada para a vinda do seu Reino.

De modo particular, desejo agradecer a obra de tantas associações diretamente empenhadas em ir ao encontro dos pobres e necessitados. Como demonstra o exemplo dos primeiros cristãos coreanos, a fecundidade da fé expressa-se na solidariedade concreta para com os nossos irmãos e irmãs, independentemente da sua cultura ou condição social, porque em Cristo «não há judeu nem grego» (Gal 3, 28). Sinto-me profundamente grato a quantos de vós, com o trabalho e o testemunho, levam a presença consoladora do Senhor às pessoas que vivem nas periferias da nossa sociedade. Esta atividade não se limita à assistência caritativa, mas deve estender-se também a um compromisso com o crescimento humano. Dar assistência aos pobres é coisa boa e necessária, mas não é suficiente. Encorajo-vos a multiplicar os vossos esforços no campo da promoção humana, de modo que cada homem e cada mulher possa conhecer a alegria que deriva da dignidade de ganhar o pão de cada dia, sustentando assim a própria família. Esta dignidade neste momento está ameaçada de ser eliminada pela cultura do dinheiro, deixando muitas pessoas sem trabalho. Podeis dizer: 'padre, damos-lhes comida’. Mas não é o suficiente. Ele e ela, quem está sem trabalho deve sentir em seu coração a dignidade de levar o pão para casa. E confio a vós este trabalho.

Desejo ainda agradecer a preciosa contribuição das mulheres católicas coreanas para a vida e a missão da Igreja neste país, como mães de família, catequistas e professoras, e de vários outros modos. Da mesma forma, não posso deixar de destacar a importância do testemunho prestado pelas famílias cristãs. Numa época de crise da vida familiar, as nossas comunidades cristãs são chamadas a apoiar os casais e as famílias no cumprimento da sua missão na vida da Igreja e da sociedade. A família permanece a unidade basilar da sociedade e a primeira escola onde as crianças aprendem os valores humanos, espirituais e morais que as tornam capazes de ser faróis de bondade, integridade e justiça nas nossas comunidades.

Queridos amigos, qualquer que seja a contribuição particular que dais à missão da Igreja, peço-vos que continueis a promover nas vossas comunidades uma formação mais completa dos fiéis-leigos, através duma catequese permanente e da direcção espiritual. Em tudo o que fizerdes, peço-vos que actueis em completa harmonia de mente e coração com os vossos pastores, procurando colocar as vossas intuições, talentos e carismas ao serviço do crescimento da Igreja na unidade e no espírito missionário. A vossa contribuição é essencial, pois o futuro da Igreja na Coreia, como aliás em toda a Ásia, dependerá em grande parte do desenvolvimento duma visão eclesiológica alicerçada numa espiritualidade de comunhão, participação e partilha dos dons (cf. Ecclesia in Asia, 45).

Uma vez mais exprimo a minha gratidão por tudo o que fazeis pela edificação da Igreja na Coreia na santidade e no zelo. Possais vós obter constante inspiração e força para o vosso apostolado do Sacrifício Eucarístico, onde é comunicado e alimentado o amor de Deus e da humanidade, que é a alma do apostolado, (cf. Lumen gentium, 33). Sobre vós, vossas famílias e quantos participam nas obras corporais e espirituais das vossas paróquias, das associações e dos movimentos, invoco alegria e paz no Senhor Jesus Cristo e na carinhosa protecção de Maria, nossa Mãe. Por favor, peço que rezem por mim. E agora, todos juntos, rezemos para a Virgem e depois eu vos concedo a bênção.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...