sábado, 31 de agosto de 2013

NESTE MÊS QUE SE INICIA LEMBRAMOS DE VOCÊ!!!!

QUE O SENHOR ESTEJA AO TEU LADO EM CADA MOMENTO E POSSA ENCHER DE ALEGRIA E FORÇA A SUA VIDA!!!



COM ELE SEMPRE VENCEREMOS AS LUTAS !!!


ELE PODE DAR UM NOVO SENTIDO PARA NOSSA CAMINHADA!!!
TENHA UM FELIZ DIA DE ANIVERSÁRIO!!
SÃO OS DESEJOS DE SEUS IRMÃOS E IRMÃS DA OCDS!!!

COM NOSSAS ORAÇÕES E CARINHO
MARIA EDUARDA







terça-feira, 27 de agosto de 2013

Tomada de hábito no Carmelo Nossa Senhora do Carmo em Brasília


 Neste sábado 24, data em que a Igreja celebra o Apóstolo São Bartolomeu, houve a tomada de Hábito da Irmã Maria de São José, monja da Ordem Carmelita Descalça. A solenidade teve lugar no Carmelo Nossa Senhora do Carmo em Brasília, com missa celebrada por Pe. Fidelis, Ordem da Santa Cruz e Frei Cleber dos Santos, ocd. Após a cerimonia a Ir. Maria de São José recebeu os cumprimentos dos familiares e convidados no locutório.

 
 
 Ir. Maria de São José
 Ir. Maria Madalena, Priora
 Ir. Maria Helena, cântico do Salmo
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
"O caminho da cruz é o que Deus reserva aos seus escolhidos: 
quanto mais os ama, mais os sobrecarrega de tribulações" (Santa Teresa de Jesus)

PARABÉNS IRMÃ!


--
Postado por Sousa,ocds no Blog da OCDS de Brasília-DF em 8/27/2013 06:25:00 PM

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

24 DE AGOSTO DE 1562

 
COM CARINHO LEMBRAMOS DESTA DATA TÃO IMPORTANTE PA\RA NÓS CARMELITAS DESCALÇOS.
ESTAVA SENDO INICIADO COM O MOSTEIRO SÃO JOSÉ ,EM ÁVILA ,UMA SERIE DE FUNDAÇÕES,  QUE ATÉ OS DIAS DE HOJE ,ESTARIAM ENRIQUECENDO A IGREJA COM SEUS DONS .
 
QUE A "DETERMINADA DETERMINAÇÃO" DE SANTA TERESA ,SEJA UM EXEMPLO PARA NÓS NESTES DIAS .
A EXEMPLO DELA CAMINHEMOS SEMPRE COM OS "OLHOS FIXOS NO SENHOR" E  COM CERTEZA CONSEGUIREMOS LEVAR A AMOR DE DEUS NESTE  NOSSO MUNDO !



 
DEUS ABENÇOE A TODOS NÓS CARMELITAS DESCALÇOS!!!!
UM FORTE ABRAÇO
MARIA EDUARDA

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

O QUE SE APRENDE NA GUERRA?

Frei Patricio Sciadini

Hoje estava meditando e rezando, tive uma pergunta dentro de mim que me angustiou por um pouco e depois senti no coração uma grande paz interior. Aquela paz que vem do Alto, que é dom de Deus, que é a grande promessa de Jesus. Todos os dias antes da comunhão, na missa, dizemos a oração: “Senhor Jesus dai nos a tua paz”, aquela paz que ele prometeu que é fruto do amor. Pensei que na escola da guerra se aprende e se somos bons discípulos podemos mudar o mundo.

1. A primeira lição é o DIALOGO. A porta do dialogo nunca pode ser fechada mas sempre deve estar aberta; dialogar e escutar o outro e suas razões, encontrar juntos caminhos novos. Dialogar não é capacidade dialética e filosófica para manipular o pensamento do outro e puxar, como se diz “a brasa para a própria sardinha”. O dialogo é feito de verdade, de autenticidade e de amor. A guerra nos diz muitas vezes que o dialogo foi interrompido. Não é possível nunca dialogar com as armas nas mãos e nem com tanques de guerra, não é possível dialogar escutando o barulho de armas e os gritos de morte, o dialogo se ouvir a voz da vida.

2. Na escola da vida se aprende a AMAR A VIDA, a apreciar a vida. A vida grita sempre mais forte, somos chamados a escutar o grito das crianças que clamam pela vida e que diante da morte tem medo e ficam caladas para sempre. E o grito de milhares de mães que vêem seus filhos partir e não voltar, de esposas, de pais. É o momento de pensar que a vida é um dom tão belo e grande que sempre deve ser defendido e que nada autoriza a destrui-la. Se aprende que vida nasce da fé, do amor. A religião é sempre um caminho de unidade e de pacificação. O Papa Francisco tem dito varias vezes nestes dias em que ele reza para o Egito: fé e a violência são inconciliáveis. Precisamos amar a vida, doar a vida para que a vida possa florescer.

3. Na escola da guerra se aprende a sublime é as vezes difícil lição do PERDÃO . É somente através do perdão que podemos nos dar as mãos e caminhar juntos, construindo juntos, abraçando nos e sentindo que somos irmãos e não inimigos no caminho. Fazendo amizade é que o mundo de hoje será uma pequena aldeia mas na pequena aldeia da família humana deve sempre existir o amor e união. Somos um com coração e com a alma, para o bem de todos.

HAVERÁ SEMPRE GUERRAS? Haverá,mas serão todas vencidas se dialogarmos, se amarmos a vida e se nos perdoarmos.
Que Santa Teresinha nos envie do céu uma chuva de rosas e bençãos.




Sinal de esperança, a Profissão de tres irmãos carmellitas descalços, no Cairo,
em meio aos horrores da guerra no Egito.


Nosso amado frei Patrício Sciadini OCD, em meio aos horrores da guerra no Egito,
 recebe os votos de um frade carmelita descalço em seu convento.


domingo, 18 de agosto de 2013

Notícias da OCDS de Parnaíba-PI


O grupo Maria, Mãe e Mestra do Carmelo, da OCDS de Parnaíba-PI realizou seu retiro no período de 09 a 11 de agosto de 2013, ministrado por Pe. Pedro Maione.

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

REZEMOS POR NOSSO PROCESSO ELEITORAL!!!

AMADOS IRMÃOS E IRMÃS NO CARMELO

ESTAMOS NOS APROXIMANDO DE NOSSO MOMENTO ELEITORAL QUE SABEMOS SER UM TEMPO DE DISCERNIMENTO E ORAÇÃO!!

O SENHOR QUER PRECISAR DE NÓS E ESCOLHE DE ACORDO COM SUA VONTADE ,TEMOS CERTEZA.

O QUE A NÓS COMPETE É ESTARMOS ATENTOS A SUA VOZ E CONSEGUIREMOS ISSO POR MEIO DA ESCUTA NA ORAÇÃO !!!




"QUE QUEREIS FAZER DE MIM?"SANTA TERESA ASSIM REZOU .
SIGAMOS SEU EXEMPLO!!!

EM UNIÃO DE ORAÇÕES
                MARIA EDUARDA
 

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Testemunho Jovem Carmelita - OCDS da Argentina.

Experiencia JOCD y JMJ
Rio de Janeiro, Brasil.
Julio 2013

Como poner en palabras lo vivido en la Jornada del Carmelo joven y la JMJ. A mí se me hace imposible, por eso le pido ayuda a Jesusito y a la Virgen del Carmelo que me ayuden, porque con ellos todo es posible.

Antes de relatar lo sucedido durante esos 9 días preciso agradecer y nombrar a las personas con las viví esta experiencia, todas ellas carmelitas de Brasil, 6 seglares: Esther Pires, Vera, Juliana, Wilderlania, Gardenia y Nilza; y 2 jóvenes: Bruno y Anna. Ellos me hicieron sentir “como en casa” a pesar de estar en un país extranjero y con un idioma diferente, que al principio me era desconocido e inentendible y que después se tornaría familiar. En todo momento me trataron como una más del grupo y pasamos unos excelentes días juntos donde pude ver y percibir a Jesusito en cada uno de ellos. Le agradezco infinitamente a Dios por estos instrumentos suyos que puso en mi camino y en ese momento en particular, le agradezco por sus vidas.

Ahora sí, lo vivido en el encuentro de Jóvenes del Carmelo:
Fue un día inolvidable, se vivió un clima de alegría, unidad, de paz, desde el comienzo con la recepción de todos hasta el momento final en la misa.

Uno sabe que la familia Carmelita es muy grande, mucho más que la de la propia comunidad, o incluso país, pero estar en ese momento y ver a tantos fray, monjas, seglares y jóvenes carmelitas de todas partes del mundo: Brasil, Argentina, Uruguay, Paraguay, Bolivia, Salvador, Taiwán, Egipto y tantos más!!! Es algo inexplicable, una alegría enorme que te llena el corazón, que te llena el alma. Fue como reencontrarse con hermanos y hermanas lejanos, que no vez hace mucho o capaz nunca viste, pero hay algo que te une a él, a ella, algo que te dice que es familia y lo tratas de esa forma y ese trato es mutuo.

Después de la recepción se disfruto de un rato de música de un grupo de jóvenes carmelitas, fue un momento de canto y baile todos juntos, canto sobre el amor de Dios, agradeciendo por estar ahí, baile alegre por unirnos, por el Carmelo.

Luego tuvieron lugar varias charlas de Frays, de una seglar Carmelita (Ana María Scarabelli) y del P. General de la Orden el P.Saverio Cannistrá. Todos y cada uno de ellos hablo de una forma increíble, profunda y a pesar de que hablaron en distintos idiomas, todos escuchábamos atentos y capaz no entendíamos cada palabra, pero si lo más importante, porque hablaban el idioma de Jesús, el idioma del amor, nombrando a los Padres del Carmelo y a Santos importantes de la orden. Parecíamos los hijos más chicos de una gran familia escuchando a los hermanos más grandes, a esos que siempre miras con admiración, respeto, orgullo y los consideras “héroes”, “sabios” porque tienen más experiencia.

Fue una gracia enorme poder escuchar al P.Saverio Cannistrá quien nos hablo de una forma muy cercana y clara (adjunto en otro archivo sus palabras que logre grabar lo que dijo y lo transcribí)

Después tuvimos el momento de la comida, espacio que se aprovecho para acercarse al otro e intercambiar experiencias, hablar, compartir y conocernos un poco más, porque a pesar de nuestras diferencias geográficas estábamos unidos en el Carmelo, en Jesús.

También se ofreció un espacio donde distintos jóvenes carmelitas, seglares y aspirantes a Fray pudieron compartir al resto como “vivían el Carmelo” y tuve la dicha de ser una de ellas. Fue un momento muy rico poder escuchar las cosas que compartíamos a pesar de ser de lugares distintos y las diferentes formas de cómo llegamos hasta el Carmelo. Pero a fin de cuentas, lo central de nuestra experiencia era la misma; porque nuestra vocación de Carmelitas es la misma; todos sentíamos las misma ganas de vivir a Jesús, donde lo encontrábamos en el prójimo, en el hermano, pero sobre todo en la oración.

Después de esto volvimos a la música, esta vez con Fray’s que cantaban y monjas que tocaban la guitarra!

Finalizamos con una misa, una misa familiar presidida por el P.General, co-celebrada por el resto de los Fray’s y donde también estuvo presente nuestra madre, la Virgen María hermosura del Monte Carmelo.

Todos nos fuimos con muchas ganas de re-encontrarnos en el próximo encuentro de Jóvenes Carmelitas, en Ávila 2015!

Con respecto a la JMJ:
Se vivió una semana utópica, donde toda persona que te cruzabas estaba con una sonrisa. Esa sonrisa que irradia amor, que irradia a Jesús, que irradia autenticidad y orgullo por ser Cristiano, por estar ahí, en la JMJ junto a jóvenes de todas partes del mundo y junto al Papa quien, justamente, se caracteriza por “tener siempre una sonrisa en su rostro”, como decían en todos los noticieros brasileros.

Durante el día aprovechábamos para visitar distintas Iglesias como la de “La Virgen de la medalla Milagrosa” y la de “Nuestra Señora de la Penna”. También, como Carmelitas, visitamos el monasterio de “Santa Teresa de Jesús” en Lapa, donde tuvimos una linda conversación con las hermanas del lugar; paseamos por la “feria vocacional”; participamos de la catequesis y todas las tardes íbamos a las celebraciones en Copacabana, junto al Santo Padre.

Era algo sorprendente ver esa cantidad de gente, las masas que caminaban por las calles, cada uno con su bandera, mostrándole al otro de donde venían, cada uno con un origen diferente. Pero todos estábamos ahí por el mismo motivo y todos tendemos al mismo fin, todos sabemos que nuestro destino es el mismo, el encuentro con el Padre en el cielo, en su reino, ese Reino que tiene preparado para nosotros. Y eso nos hacia uno, nos unía en hermandad.

Cada una de las celebraciones fue disfrutada con una gran intensidad, estábamos todos atentos a todo lo que ocurría, desde los momentos de canto, hasta los de oración, el vía crucis, las misas, las palabras del Papa, quien hablo de una forma tan clara, tan sencilla, tan cercana que te ayudaba a reconfirmar algunas cosas, poner en dudas otras y llenarte de ganas de “ir y hacer discípulos a todas las naciones” para que todos conozcan a Jesús. Era tal la alegría y el amor que sentías que se te desbordaba el alma y necesitabas compartirla, para que todos sientan lo mismo.

Fue una gran semana, una semana que removió mucho, que limpio, purifico y cargo de pilas el alma, para seguir, como Cristianos, como hijos de Dios, cada uno desde su país, desde su lugar, desde donde Dios nos puso, donde él quiere que estemos, esta gran vida que nuestro Padre Dios nos regalo, seguir trabajando para “edificarnos firmes en la Fe” como nos recordaba Benedicto XVI en la JMJ anterior.

Personalmente de esta semana me llevo el recuerdo del re-encuentro con Jesús, las palabras del Papa Francisco, la imagen de la gran masa de jóvenes, de prójimos, unidos por Él, en Él y con Él. Me llevo “nuevos” hermanos carmelitas. Pero sobre todo de esta semana me llevo la re-confirmación de mi vocación Carmelita.

Le agradezco a Dios, a Jesusito y a la Virgen del Carmelo por esta experiencia. Verdaderamente me siento bendecida y amada por ellos.

María Catalina Teresa de la Sagrada Familia.
Seglar Carmelita.    



Celebrando Sta Edith Stein em Caratinga-MG

                                                    



"Nosso amor por Deus, está na medida de nosso amor pelos outros.”
                                                      Sta Teresa Benedita da Cruz-Edith Stein

Com zelo e fervor celebramos Sta Edith Stein aqui em Caratinga.
A missa contou com a participação do povo de Deus,  e a comunidade Carmelitana do Noviciado e Aspirantado, também com alguns seminaristas da nossa Diocese e Pe Christian de uma cidade vizinha (Inhapim).
Os jovens expressaram através do teatro as três faces desta mulher forte apaixonada pelo Cristo Crucificado( Edith filósofa, monja, presidiária) Ressaltando sua conversão e entrega total que se faz acontecer com a leitura de nossa Madre Sta Teresa de Jesus.
Após a missa tivemos o reencontro dos jovens que foram a Jornada, que tiveram a oportunidade de partilhar a fé e as experiências vividas .
Rezamos com Sta Edith e ficou o desejo de conhecer mais sua vida.
Nossas orações e agradecimentos.



Comunidade Sta Teresinha- Caratinga-MG

                                        

                                                


                                      

domingo, 11 de agosto de 2013

Realmente somos família






















                             
Dia 08-08-13, recebemos uma visita familiar-carmelitana.
Quanta graça de Deus!
Frei  Cirillo que veio do Egito em missão na  Jornada Carmelitana deu nos a graça da visita.
Participamos juntos da missa e depois partilhamos da mesa em nossa casa.
Ele nos deixou claro que o que importa é o que nos une: fraternidade e amor, amor a Deus, ao próximo. 
Que a missão aqui no Brasil, Egito, Itália, Israel... Sempre é a missão. O essencial é o povo e não o lugar.
Nos sentimos cada vez mais a força da família carmelitana que fazemos parte. Um dos nossos no Egito, que não fala nosso idioma, mas vive e fala a mesma espiritualidade no olhar fixo a Jesus.
É gratificante receber irmãos, é alegria demais ao nosso coração carmelita que na oração se une a quem aqui está ou em qualquer lugar.
Nossa gratidão por tão preciosa visita.


Ana Maria e Paulinho-OCDS-Caratinga-MG

FELIZ DIA DOS PAIS ,IRMÃOS CARMELITAS!!!!

 
 DEUS POSSA ABENÇOAR NOSSOS PAIS NESTE DIA!!!!

SUA MISSÃO É MUITO IMPORTANTE!!!
AGRADECEMOS POR SUA VIDA E MISSÃO!!!      

UM FORTE ABRAÇO DE TODOS NÓS DA OCDS!!! COM NOSSAS ORAÇÕES!!!
 

                                                      MARIA EDUARDA
 

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Memória de santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein)

Moisés Rocha, ocds
Fortaleza

Em pleno ano da fé renovamos nosso culto em louvor a Deus pela vida de nossa irmã Benedita como era chamada na clausura.Benedita ou Bendita é sua vida, testemunho de que ainda é possível em meio à agitação e ou em plena atividade intelectual encontramos a Deus. Você é bendita por que com determinada determinação adentrou ao Castelo Interior e soube de forma pedagógica iluminar o caminho para que outros, seus irmãos, a este também pudesse desfrutar.
Sua humanidade nos encanta, seu amor a Jesus, no gênero humano nos enternece de maneira que também nós almejamos sermos benditos, também nós queremos com a nossa vida sermos discípulos e missionários, assumirmos nossa missão de batizados que diferente de você, nos altos dos seus trinta anos abraçou a fé de forma livre e espontânea assumindo de forma radical seu ser cristão.
Seu batismo lhe fez bendita aos olhos de Deus, a quem você soube nutrir com amor filial seu sim batismal. Sim querida irmã sua missão não terminou com sua oferta como vítima de expiação naquele ano de 1942 o tempo que nos separa são como um dia que passou. Sentimos-te perto de nós, temos a você carinho, estima e admiração como uma verdadeira irmã mais velha que nos protege e nos guia para o cimo do monte.
Teu legado, percebemos nos teus escritos tantas e tantas páginas cheia de vida e verdade que arrebata nosso entendimento para descansamos no amor, que se doa até doer, amor que longe de confundir-se com prazer mui próximo estar da cruz sim és Benedita da Cruz, sua ciência é para nós partilhada em seu testamento espiritual “Ciência da Cruz”, quem ousaria ter por Cristo amor e verdadeira entrega se não assumir a Cruz e seguir após o amado de nossas almas. Verdadeira loucura e escândalo você nos propôs ver uma ciência na Cruz diferente de todas as outras nesta foi plantada a Vida, a Sabedoria.
Como todo bom filho és um belo modelo de sua e nossa Mãe, Santa Madre Teresa de Jesus numa justa homenagem quis para si este nome honroso e tornas-te Teresa Benedita da Cruz. Pedimos-te, nós, seus irmãos de vocação, suplique a Deus por nós, às portas de celebramos os 500 anos de nossa Santa Mãe. Queremos dar aos nossos dias testemunho de fé tão verdadeiro como foi o teu. Também nós queremos ser benditos aos olhos de Deus vivendo o evangelho em obséquio a Jesus. Que tua doutrina nos auxilie que teu testemunho nos encoraja que sua memória seja uma atualização de que é possível sermos contados como aqueles que foram alvejados com o sangue do cordeiro.

Bendita Benedita nós dos nossos claustros, conventos e casas elevamos nossos pedidos e hoje como família carmelita pedimos intercedei por nós.



quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Edith Stein (Santa Teresa Benedita da Cruz) - Dublado Filme Completo / A SÉTIMA MORADA



RETIRO DA COMUNIDADE SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS

                    Imagem inline 1


NO DIA 4 DE AGOSTO NA IGREJA SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS COM AS GRAÇAS DE DEUS E NA PRESENÇA DE NOSSA MÃE, NOSSA SENHORA DO CARMO A NOSSA COMUNIDADE REALIZOU SEU RETIRO  ANUAL COM O NOSSO DELEGADO PROVINCIAL FREI FABIANO. O FREI FABIANO NOS FALOU SOBRE OS DISCURSOS DO PAPA FRANCISCO NA JMJ.
FORAM HORAS DE REFLEXÃO E ALEGRIA POR ESTARMOS TODOS JUNTOS E  ESPECIALMENTE COM A ENTRADA NA FORMAÇÃO DE ADELAIDE FERREIRA GONÇALVES. DEUS SEJA LOUVADO POR TODAS AS GRAÇAS E BENÇÃOS. 

MARI ELZA GOMES NARCISO.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...