domingo, 28 de fevereiro de 2016

Comunidades da OCDS compartilham as atividades do dia 28/02/2016 nos grupos de WhatsApp

Várias Comunidades OCDS de nossa Província São José partilharam suas atividades na data de hoje através dos grupos de WhatsApp:

Comunidade Santa Teresinha, São Roque-SP

Comunidade São José de Santa Teresa - Fortaleza-CE

Comunidade Santa Teresa - Campinho - Rio de Janeiro-RJ

Comunidade Nossa Senhora do Carmo - Basílica de Santa Teresinha - Rio de Janeiro-RJ

Frei Pierino e Rose Piotto encerram o retiro da Com. Santa Teresinha do Menino Jesus e Santo Eliseu, de Brasília-DF


Os membros da OCDS que desejarem entrar nos grupos de WhatsApp, podem enviar suas solicitações para Luciano Dídimo: (85) 88955966

Grupos de WhatsApp da OCDS da Província São José:
  • OCDS PROVÍNCIA SÃO JOSÉ
  • OCDS PROVÍNCIA SÃO JOSÉ II
  • PRESIDENTES OCDS
  • ENCARREGADOS DE FORMAÇÃO
  • CARMELO JOVEM
  • CASAIS OCDS

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Comunidades OCDS partilham suas atividades nos grupos de WhatsApp

Várias Comunidades OCDS de nossa Província São José partilharam suas atividades na data de hoje através dos grupos de WhatsApp:

Comunidade Maria, Mãe e Rainha do Carmelo, em Jabaquara, São Paulo-SP realiza retiro com Frei Claudiano

Comunidade Santa Teresinha, de Passos-MG promove palestra com Pe. Luiz sobre o Rosto da Misericórdia

Comunidade Santa Teresinha do Menino Jesus e Santo Eliseu, de Brasília-DF, recebe a visita do Delegado Provincial
Frei Pierino Orlandini e da Vice-Presidente da OCDS Rose Piotto





Os membros da OCDS que desejarem entrar nos grupos de WhatsApp, podem enviar suas solicitações para Luciano Dídimo: (85) 88955966

Grupos de WhatsApp da OCDS da Província São José:
  • OCDS PROVÍNCIA SÃO JOSÉ
  • OCDS PROVÍNCIA SÃO JOSÉ II
  • PRESIDENTES OCDS
  • ENCARREGADOS DE FORMAÇÃO
  • CARMELO JOVEM
  • CASAIS OCDS

XXXII CONGRESSO PROVINCIAL DA OCDS





As Comunidades e Grupos integrantes da OCDS na Província de São José realizam e exprimem a comunhão fraterna através do encontro e a solidariedade com as outras Comunidades, especialmente na mesma Província ou Circunscrição, e por isso têm obrigação de participar dos eventos e atividades propostas, devendo tê-los como uma das prioridades na vida da Comunidade, tendo, portanto, que justificar suas ausências ao Conselho Provincial.  
(Estatuto Particular da Província São José, art. 101)

Carta Circular 02/2016
Fortaleza, 26 de fevereiro de 2016
Caros irmãos em Cristo e no Carmelo,

Temos a alegria de convidar as Comunidades e Grupos integrantes da Associação das Comunidades da Ordem dos Carmelitas Descalços Seculares no Brasil da Província São José para o nosso XXXII CONGRESSO, a ser realizado no período de 21 a 24/04/2016, em São Roque-SP, este ano com o tema: “Obras quer o Senhor” e lema: “Para que a minha alegria esteja em vós, e a vossa alegria esteja completa”.

Ressaltamos a grande importância da participação no Congresso, pois o encontro de várias comunidades das diversas regiões do país faz com que, além de podermos nos aprofundar na doutrina da Igreja e em nossa espiritualidade carmelitana, tenhamos a oportunidade de exercer concretamente a vivência fraterna, gerando assim valiosos frutos individuais e comunitários.

Por isso, desejamos imensamente que todas as comunidades e grupos animem seus membros e se façam representar nesse evento tão relevante.

Segue abaixo as informações necessárias para as inscrições, bem como o edital da Assembleia Ordinária que se realizará no dia 24/02/2016. A programação está sendo finalizada e será divulgada em breve.

Fraternalmente,


Luciano Dídimo Camurça Vieira
Presidente Provincial da OCDS – Província São José


INFORMAÇÕES

  • O Congresso terá início às 16h00min do dia 21/04/2016 e se encerrará às 12h00min do dia 24/04/2014 (após o almoço).
  • Acontecerá no Centro Teresiano de Espiritualidade, em São Roque – SP, localizado na Rodovia Raposo Tavares, KM 64 – CEP: 18130-970 - (Caixa Postal 57) - Telefone: 11-4712-2270.
  • As inscrições somente serão aceitas se efetuadas pelo presidente da Comunidade ou Coordenador do grupo e devem ser feitas por e-mail com:

Carmelita Maria S. da Silva
WhatsApp: 12-98201-1431

  • A taxa de inscrição é de R$ 390,00 (trezentos e noventa reais), que poderá ser depositada em duas parcelas, sendo a primeira até o dia 31/03/2016 no valor de R$ 195,00 (cento e quarenta e cinco reais), e a segunda em igual valor até 20/04/2016. Os depósitos deverão ser efetuados em nome da:

Associação das Comunidades da Ordem dos
 Carmelitas Descalços Seculares no Brasil da Província São José
CNPJ: 08.242.445/0001-90
Banco Itaú - Conta corrente: 06234-1 - Agência: 0156 

  • Para que seja realizada a inscrição basta que seja enviada o nome completo do participante e a idade (para divisão dos quartos), o nome da comunidade ou grupo e a cópia do comprovante de depósito (levar o comprovante original para o Congresso a fim de evitar qualquer imprevisto).
  • Serão disponibilizadas 03 vagas para cada Comunidade e 02 vagas para cada Grupo, para as inscrições efetuadas até 31/03/2016. A partir desta data, sobrando vagas, estas serão disponibilizadas para quem se inscrever primeiro.
  • Efetuada a inscrição e não havendo o comparecimento no evento, não haverá devolução das parcelas depositadas.
  • Solicitamos que levem, além dos objetos pessoais, Liturgia das Horas. Não é necessário levar roupa de cama e banho


Adquira o kit com os Dvds do Fórum 500 anos de Santa Teresa




Já estão disponíveis para venda os kits com 8 DVDs do Fórum 500 anos de Santa Teresa.

O kit inclui as palestras, shows, fotos e textos das palestras.

O preço da unidade do kit é de  R$40,00, no qual já está incluso o valor do frete.


Efetue o depósito na conta abaixo:

ASSOCIAÇÃO DAS COMUNIDADES DOS CARMELITAS DESCALÇOS SECULARES
CNPJ: 082.424.45/0001-90
BANCO ITAÚ - AG. 0156 - Conta 06234-1


Envie o comprovante de depósito para 

Vanessa Elizabete através do e-mail:
vanessaelisabeterocha@hotmail.com

ou através do whatsapp 85 996949304, que será providenciada a remessa do(s) kit(s) para o endereço indicado. 





segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

feliz aniversario Luciano , nosso querido Presidente!





Com os versos mais verdadeiros de Cora Coralina, eu desejo a você que sua vida seja pautada pelo dom de tocar o coração das pessoas, e que o sentido continue sendo hoje e sempre o de ser acolhida, abraço, amor e sempre um toque de alegria pra todos que te procuram em busca do Senhor jesus. Quebrando pedras e plantando flores!

E que este Cajado de Teresa nas suas mãos, seja sinal de seu lema como foi o de nosa Santa Madre: 
"AGORA QUE COMEÇAMOS , SIGAMOS ADIANTE!"

DEUS O ABENÇOE!

CONTE COM NOSSAS ORAÇÕES E CARINHO

PROVINCIA SÁO JOSÉ OCDS



terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Adquira os Livros de Formação da OCDS



Já estão disponíveis para venda os livros de Formação da OCDS:
- Livro 1 - Preparação para Admissão- 2ª edição
- Livro 2 - Preparação para Promessas Temporárias - 1° ano - 1ª edição

O preço da unidade de ambos os livros é de R$30,00, no qual já está incluso o valor do frete.

PROMOÇÃO: Na compra a partir de 10 unidades, o valor da unidade do livro ficará em R$25,00.

Efetue o depósito na conta abaixo:

ASSOCIAÇÃO DAS COMUNIDADES DOS CARMELITAS DESCALÇOS SECULARES
CNPJ: 082.424.45/0001-90
BANCO ITAÚ - AG. 0156 - Conta 062234-1


Envie o comprovante de depósito para Adriano Carlos através do e-mail carlinhosadriano.souza@gmail.com ou através do whatsapp 33 9105-0475, que será providenciada a remessa do(s) livro(s) para o endereço indicado.

domingo, 14 de fevereiro de 2016

"Já que vemos o caminho, corramos juntos"

O Grupo São Jose de Sete Lagoas retomou no dia 13 de fevereiro suas atividades trilhando o caminho da Pequena Via.
A característica principal da espiritualidade deixada por Santa Teresinha é a “pequena Via” ou pequeno caminho, que nos conduz de um modo mais simples ao Céu.
Seu “Pequeno Caminho” nos ensina que é necessário fazer coisas habituais da vida com extraordinário amor. Um sorriso, uma chamada ao telefone, animar uma pessoa, sofrer em silêncio, ter sempre palavras otimistas e tantas outras ações feitas com amor.
Uma pequena ação feita com amor é mais importante que grandes ações feitas para a glória pessoal. Teresinha nos convida a unir-nos a sua infância espiritual, isto é, ao seu “Pequeno caminho”.
A esse propósito, eis o que escreveu a Santa no seu afã de que muitos palmilhassem o seu “Pequeno Caminho”:
“Quero ensinar aos outros o caminho da confiança e do total abandono. Quero lhes ensinar os pequenos meios que me serviram tão bem, dizer-lhes que só há uma coisa a fazer nesta terra: jogar para Jesus as flores dos pequenos sacrifícios, pegá-lo mediante carícias, foi assim que o peguei e é assim que serei tão bem recebida”. “Que me importa que seja eu ou outra pessoa que dê esse caminho aos outros; contanto que ele seja apresentado, não importa o instrumento!”
O bem maior que Teresinha quer fazer a seus devotos, mais que os milagres alcançados por sua intercessão, é ensinar-lhes o caminho da santidade.
Incapaz de subir por própria conta os patamares da Montanha do Amor e de escalar a rude escada da santidade, pediu a Jesus que a levasse nos braços ao cume da perfeição. Jesus seria o seu elevador e ela, docilmente, se lançaria nele numa vida de entrega e submissão.
Esta Pequena Via poderá ter o efeito de uma bomba em sua vida. Prepare-se para uma explosão de alegria e de desejo de viver o Evangelho seguindo as pegadas da Padroeira das Missões.
Então, vamos, com coragem, trilhar este caminho, junto com a pequena Teresa.

Teresinha nos garante que seu caminho é todo de confiança e de amor. Por isso ela não compreende que ainda existam pessoas que tenham medo de um amigo tão terno. Se está difícil viver o evangelho, saiba que ele existe para todos, não para uns poucos privilegiados. A santidade é para todos. Alegre-se em ser pequeno e fraco: Sou de tal natureza que o temor me faz recuar; com o amor não somente avanço, mas vôo.








sábado, 13 de fevereiro de 2016

Comunidades compartilham suas atividades através dos grupos de WhatsApp

Várias comunidades da OCDS iniciaram hoje suas atividades e postaram fotos de suas reuniões nos grupos de WhatsApp da Província.

Comunidade Santa Teresa e Santa Myriam - Franca-SP
 
Comunidade Santa Teresinha - Passos-MG

Comunidade São João da Cruz
Belo Horizonte-MG

Os membros da OCDS que desejarem entrar nos grupos de WhatsApp, podem enviar suas solicitações para Luciano Dídimo: (85) 88955966

Grupos de WhatsApp da OCDS da Província São José:
  • OCDS PROVÍNCIA SÃO JOSÉ
  • OCDS PROVÍNCIA SÃO JOSÉ II
  • PRESIDENTES OCDS
  • ENCARREGADOS DE FORMAÇÃO
  • CARMELO JOVEM
  • CASAIS OCDS

A Caminho com Santa Teresa

 “Porque este tempo de oração não é um tempo perdido, mas é um tempo no qual se abre o caminho da vida...
... abre-se o caminho para aprender de Deus um amor ardente a Ele e à sua Igreja; e uma caridade concreta com nossos irmãos.”(Sua Santidade, Papa Bento XVI, mensagem durante a oração do Ângelus – 02/02/ 2011.)

"Conhecer Deus é aproximar-se dele, e só é possível se desejarmos caminhar com Ele..
Com Teresa , procuremos trilhar o caminho daquele que nosso coração deseja encontrar."

Com Teresa a caminho
Num constante caminhar
No desejo de ver Deus,
Buscar Deus,
Estar em colóquio com Ele
Ser seus amigos.
Essa é a amizade que é necessária para nós todos
E a que devemos buscar.
A oração é vida e se desenvolve gradualmente,
Em sintonia com o crescimento da vida cristã:
Começa com a oração vocal,
Passa pela interiorização
Através da meditação e do recolhimento,
Até chegar à união de amor com Cristo
E com a Santíssima Trindade.
Subir degraus não significa abandonar o tipo de oração anterior,
Mas um gradual aprofundamento da relação com Deus,
Que envolve toda a vida.
Guiados pelas palavras do Santo Padre,
Possamos cada vez mais seguir os exemplos de Santa Teresa,
Encorajando-nos a dedicar a cada dia o tempo adequado à oração,
A esta abertura a Deus,
A este caminho de busca de Deus,
Para vê-lo,
Para encontrar a sua amizade e,
Por conseguinte,
A vida verdadeira

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Casal carmelita secular se alegra com entrada do filho no Postulantado

O casal carmelita secular Alencastro Gonzaga da Silveira e Denise Maria de Oliveira e Silveira, membro da Comunidade Santa Teresa de Jesus, de Belo Horizonte-MG. enviou mensagem partilhando a alegria da entrada do filho FELIPE GONZAGA DE OLIVEIRA E SILVEIRA no Postulantado da Ordem dos Carmelitas Descalços da Província São José, em Brasília, no dia 11/02/2016.



NOSSO FILHO FELIPE INGRESSA NO CARMELO

Nosso filho Felipe viajou hoje, dia 11/02/2016 para o Carmelo de Brasília, iniciando assim sua entrada e experiência na sagrada Ordem do Carmelo de Nossa Santa Madre Teresa de Jesus. Nosso coração está alegre, com saudades, e chorando pela ausência física. No dia a dia teremos de aprender a conviver com esta nova realidade na família. Que Deus na sua misericórdia e bondade abençoe e o guarde junto de nossos irmãos do Carmelo. A benção de Deus esteja também com todos que estão entrando junto com ele nestes dias, lembrando de modo especial o Wilian e Paulo que ficaram hospedados em nossa casa. Pedimos orações de todos os frades, monjas e irmãos da OCDS.

Alencastro e Denize (pais),  Mateus e Tiago (irmãos do Felipe)

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Encontro de Carnaval Ocds –Carmelofolia 2016

As Comunidades Ocds de Fortaleza /Ce promoveram na última segunda-feira dia 08/02/2016 durante o feriado do Carnaval ,um momento de reflexão e confraternização, no intuito de preparar seus membros para viverem mais fervorosamente a Quaresma e ao mesmo tempo alargar os laços fraternos na convivência e Recreio Carmelitano com os irmãos.


No período da manhã houve após Café da Manhã um momento de meditação e reflexão ,cujo tema foi “Tira as sandálias dos pés”-Descalça-te,texto de autoria do Frade Carmelita Descalço, Frei Marcos  Matusbara  , Província São José.Os participantes forma levados a meditar na necessidade preemente de "descalçar-se" constantemente do orgulho,da ambição, do egoísmo,  das rivalidades, das fofocas, da covardia diante do mal.Enfim ,das coisas que nos afastam para longe de Deus.


Em seguida foram apresentadas 15 Perguntas ,texto proposto por Frei Wilson, Ocd,frade Carmelita Descalço,também da Província Sudeste, Ex -Delegado Provincial Ocds,sobre a Centralidade em Cristo .”Deus habita o mais profundo da nossa alma,mas será que de fato O colocamos no centro de nossas vidas? Percebemos a distância que existe entre aquilo que somos e o que falamos, vivemos e agimos?





Após esses momentos de reflexão e partilha,almoço festivo e confraternização.No período da tarde adoração na capela diante  do Santíssimo Sacramento em conjunto com as monjas do Carmelo Santa Teresinha.

Encerramento  às 17:00hs com bailinho,danças,paródias carmelitanas, muita alegria e descontração .Bem ao estilo do Recreio Carmelitano que Santa Madre sempre promovia com sua filhas.

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Mensagem do Papa para a Quaresma 2016



Cidade do Vaticano (RV) - Leia na íntegra a mensagem do Papa Francisco para a Quaresma 2016:


«“Prefiro a misericórdia ao sacrifício” (Mt 9, 13). As obras de misericórdia no caminho jubilar»



1. Maria, ícone duma Igreja que evangeliza porque evangelizada


Na Bula de proclamação do Jubileu, fiz o convite para que «a Quaresma deste Ano Jubilar seja vivida mais intensamente como tempo forte para celebrar e experimentar a misericórdia de Deus» (Misericordiӕ Vultus, 17). Com o apelo à escuta da Palavra de Deus e à iniciativa «24 horas para o Senhor», quis sublinhar a primazia da escuta orante da Palavra, especialmente a palavra profética. Com efeito, a misericórdia de Deus é um anúncio ao mundo; mas cada cristão é chamado a fazer pessoalmente experiência de tal anúncio. Por isso, no tempo da Quaresma, enviarei os Missionários da Misericórdia a fim de serem, para todos, um sinal concreto da proximidade e do perdão de Deus.


Maria, por ter acolhido a Boa Notícia que Lhe fora dada pelo arcanjo Gabriel, canta profeticamente, no Magnificat, a misericórdia com que Deus A predestinou. Deste modo a Virgem de Nazaré, prometida esposa de José, torna-se o ícone perfeito da Igreja que evangeliza porque foi e continua a ser evangelizada por obra do Espírito Santo, que fecundou o seu ventre virginal. Com efeito, na tradição profética, a misericórdia aparece estreitamente ligada – mesmo etimologicamente – com as vísceras maternas (rahamim) e com uma bondade generosa, fiel e compassiva (hesed) que se vive no âmbito das relações conjugais e parentais.



2. A aliança de Deus com os homens: uma história de misericórdia


O mistério da misericórdia divina desvenda-se no decurso da história da aliança entre Deus e o seu povo Israel. Na realidade, Deus mostra-Se sempre rico de misericórdia, pronto em qualquer circunstância a derramar sobre o seu povo uma ternura e uma compaixão viscerais, sobretudo nos momentos mais dramáticos quando a infidelidade quebra o vínculo do Pacto e se requer que a aliança seja ratificada de maneira mais estável na justiça e na verdade. Encontramo-nos aqui perante um verdadeiro e próprio drama de amor, no qual Deus desempenha o papel de pai e marido traído, enquanto Israel desempenha o de filho/filha e esposa infiéis. São precisamente as imagens familiares – como no caso de Oseias (cf. Os 1-2) – que melhor exprimem até que ponto Deus quer ligar-Se ao seu povo.


Este drama de amor alcança o seu ápice no Filho feito homem. N’Ele, Deus derrama a sua misericórdia sem limites até ao ponto de fazer d’Ele a Misericórdia encarnada (cf. Misericordiӕ Vultus, 8). Na realidade, Jesus de Nazaré enquanto homem é, para todos os efeitos, filho de Israel. E é-o ao ponto de encarnar aquela escuta perfeita de Deus que se exige a cada judeu pelo Shemà, fulcro ainda hoje da aliança de Deus com Israel: «Escuta, Israel! O Senhor é nosso Deus; o Senhor é único! Amarás o Senhor, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças» (Dt 6, 4-5). O Filho de Deus é o Esposo que tudo faz para ganhar o amor da sua Esposa, à qual O liga o seu amor incondicional que se torna visível nas núpcias eternas com ela.


Este é o coração pulsante do querigma apostólico, no qual ocupa um lugar central e fundamental a misericórdia divina. Nele sobressai «a beleza do amor salvífico de Deus manifestado em Jesus Cristo morto e ressuscitado» (Evangelii gaudium, 36), aquele primeiro anúncio que «sempre se tem de voltar a ouvir de diferentes maneiras e aquele que sempre se tem de voltar a anunciar, duma forma ou doutra, durante a catequese» (Ibid., 164). Então a Misericórdia «exprime o comportamento de Deus para com o pecador, oferecendo-lhe uma nova possibilidade de se arrepender, converter e acreditar» (Misericordiӕ Vultus, 21), restabelecendo precisamente assim a relação com Ele. E, em Jesus crucificado, Deus chega ao ponto de querer alcançar o pecador no seu afastamento mais extremo, precisamente lá onde ele se perdeu e afastou d'Ele. E faz isto na esperança de assim poder finalmente comover o coração endurecido da sua Esposa.



3. As obras de misericórdia


A misericórdia de Deus transforma o coração do homem e faz-lhe experimentar um amor fiel, tornando-o assim, por sua vez, capaz de misericórdia. É um milagre sempre novo que a misericórdia divina possa irradiar-se na vida de cada um de nós, estimulando-nos ao amor do próximo e animando aquilo que a tradição da Igreja chama as obras de misericórdia corporal e espiritual. Estas recordam-nos que a nossa fé se traduz em atos concretos e quotidianos, destinados a ajudar o nosso próximo no corpo e no espírito e sobre os quais havemos de ser julgados: alimentá-lo, visitá-lo, confortá-lo, educá-lo. Por isso, expressei o desejo de que «o povo cristão reflita, durante o Jubileu, sobre as obras de misericórdia corporal e espiritual. Será uma maneira de acordar a nossa consciência, muitas vezes adormecida perante o drama da pobreza, e de entrar cada vez mais no coração do Evangelho, onde os pobres são os privilegiados da misericórdia divina» (Ibid., 15). Realmente, no pobre, a carne de Cristo «torna-se de novo visível como corpo martirizado, chagado, flagelado, desnutrido, em fuga... a fim de ser reconhecido, tocado e assistido cuidadosamente por nós» (Ibid., 15). É o mistério inaudito e escandaloso do prolongamento na história do sofrimento do Cordeiro Inocente, sarça ardente de amor gratuito na presença da qual podemos apenas, como Moisés, tirar as sandálias (cf. Ex 3, 5); e mais ainda, quando o pobre é o irmão ou a irmã em Cristo que sofre por causa da sua fé.


Diante deste amor forte como a morte (cf. Ct 8, 6), fica patente como o pobre mais miserável seja aquele que não aceita reconhecer-se como tal. Pensa que é rico, mas na realidade é o mais pobre dos pobres. E isto porque é escravo do pecado, que o leva a utilizar riqueza e poder, não para servir a Deus e aos outros, mas para sufocar em si mesmo a consciência profunda de ser, ele também, nada mais que um pobre mendigo. E quanto maior for o poder e a riqueza à sua disposição, tanto maior pode tornar-se esta cegueira mentirosa. Chega ao ponto de não querer ver sequer o pobre Lázaro que mendiga à porta da sua casa (cf. Lc 16, 20-21), sendo este figura de Cristo que, nos pobres, mendiga a nossa conversão. Lázaro é a possibilidade de conversão que Deus nos oferece e talvez não vejamos. E esta cegueira está acompanhada por um soberbo delírio de omnipotência, no qual ressoa sinistramente aquele demoníaco «sereis como Deus» (Gn 3, 5) que é a raiz de qualquer pecado. Tal delírio pode assumir também formas sociais e políticas, como mostraram os totalitarismos do século XX e mostram hoje as ideologias do pensamento único e da tecnociência que pretendem tornar Deus irrelevante e reduzir o homem a massa possível de instrumentalizar. E podem atualmente mostrá-lo também as estruturas de pecado ligadas a um modelo de falso desenvolvimento fundado na idolatria do dinheiro, que torna indiferentes ao destino dos pobres as pessoas e as sociedades mais ricas, que lhes fecham as portas recusando-se até mesmo a vê-los.


Portanto a Quaresma deste Ano Jubilar é um tempo favorável para todos poderem, finalmente, sair da própria alienação existencial, graças à escuta da Palavra e às obras de misericórdia. Se, por meio das obras corporais, tocamos a carne de Cristo nos irmãos e irmãs necessitados de ser nutridos, vestidos, alojados, visitados, as obras espirituais tocam mais diretamente o nosso ser de pecadores: aconselhar, ensinar, perdoar, admoestar, rezar. Por isso, as obras corporais e as espirituais nunca devem ser separadas. Com efeito, é precisamente tocando, no miserável, a carne de Jesus crucificado que o pecador pode receber, em dom, a consciência de ser ele próprio um pobre mendigo. 


Por esta estrada, também os «soberbos», os «poderosos» e os «ricos», de que fala o Magnificat, têm a possibilidade de aperceber-se que são, imerecidamente, amados pelo Crucificado, morto e ressuscitado também por eles. Somente neste amor temos a resposta àquela sede de felicidade e amor infinitos que o homem se ilude de poder colmar mediante os ídolos do saber, do poder e do possuir. Mas permanece sempre o perigo de que os soberbos, os ricos e os poderosos – por causa de um fechamento cada vez mais hermético a Cristo, que, no pobre, continua a bater à porta do seu coração – acabem por se condenar precipitando-se eles mesmos naquele abismo eterno de solidão que é o inferno. Por isso, eis que ressoam de novo para eles, como para todos nós, as palavras veementes de Abraão: «Têm Moisés e o Profetas; que os oiçam!» (Lc 16, 29). Esta escuta ativa preparar-nos-á da melhor maneira para festejar a vitória definitiva sobre o pecado e a morte conquistada pelo Esposo já ressuscitado, que deseja purificar a sua prometida Esposa, na expectativa da sua vinda.

Não percamos este tempo de Quaresma favorável à conversão! Pedimo-lo pela intercessão materna da Virgem Maria, a primeira que, diante da grandeza da misericórdia divina que Lhe foi concedida gratuitamente, reconheceu a sua pequenez (cf. Lc 1, 48), confessando-Se a humilde serva do Senhor (cf. Lc 1, 38).


Vaticano, 4 de Outubro de 2015


Festa de S. Francisco de Assis


[Franciscus] 


Fonte: http://www.news.va/pt/news/mensagem-do-papa-para-a-quaresma-2016

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

NOTÍCIAS DA ESCOLA DE FORMAÇÃO EDITH STEIN

A Escola de Formação Edith Stein, órgão vinculado à Comissão de Formação da OCDS - Província São José, promoveu nesse mês de janeiro/2016 dois módulos, sendo o primeiro no polo Fortaleza e o segundo no polo São Roque.


Em Fortaleza, de 07 a 10/01 aconteceu o Módulo III - Dimensão Carmelitana, onde foram abordados os temas: História da Ordem, História e Conhecimento da OCDS e Introdução Geral aos pais do Carmelo. 


O primeiro tema, História da Ordem, foi ministrado por Giovani Carvalho Mendes, ocds, o qual é formado em Medicina pela Universidade Federal do Ceará em 1993, com residência médica em Pediatria em 1999. É Membro da Cooperativa dos Pediatras do Estado do Ceará (COOPED), foi membro da Comunidade Rainha do Carmelo desde novembro de 2009 e atualmente está na nova fundação de Fortaleza, a Comunidade Flor do Carmelo de Santa Teresinha. Fez Promessas Definitivas em novembro de 2015.

  
No segundo dia, o tema História e Conhecimento da OCDS ficou no encargo do nosso Presidente Provincial Luciano Dídimo, que tem graduação em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Cerá e em Direito pela Universidade de Fortaleza. É Pós-graduado em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho. É Servidor Público Federal no cargo de Analista Judiciário do TRT da 7ª Região, sendo atualmente Diretor de Secretaria da 7ª Vara do Trabalho de Fortaleza.


O Tema sobre a Introdução aos Pais do Carmelo foi dividido em dois dias, sendo o primeiro dia para São João da Cruz, ministrado por Frei Claudiano de Aragão Lima, frade carmelita descalço com especialização em Comunicação pela PUC Minas. É pregador de retiro e ministra cursos sobre a Teologia espiritual. Está desenvolvendo um estudo sobre DEPRESSÃO E NOITE ESCURA. Está desenvolvendo a "Escola do Carmelo", que é uma escola virtual com temas carmelitanos. Com ajuda de especialistas em São João da Cruz, desenvolveu um trabalho sobre Antropologia de São João da Cruz. Estudou música com o Maestro Dario de Belo Horizonte, sendo flautista.

Frei Claudiano Aragão palestrando
sobre São João da Cruz
O segundo dia do tema Introdução aos Pais do Carmelo foi dedicado ao estudo de Santa Teresa de Jesus, sendo ministrado por Maria Lairte Castro Alves de Lima, que é Master em Mística e em Ciências Humanas pelo Centro Internacional Teresiano Sanjuanista - Universidad de la Mística" - Ávila - Espanha (Curso reconhecido pela Universidade de Salamanca e Faculdade de Teologia do Norte da Espanha - Sede em Burgos ). É graduada em Farmácia – Bioquímica, Analista.

Nosso Delegado Provincial para a OCDS do Norte/Nordeste Frei André Severo visitando a Escola de Formação

Foto Oficial do Módulo III - Dimensão Carmelitana - Fortaleza-CE - JAN/2016

Em São Roque, de 21 a 24/01, a Escola de Formação promoveu o Módulo IV - Dimensão Espiritual, onde foram abordados os seguintes temas: Introdução à Vida Cristã,  Oração Cristã, Espiritualidade Cristã e Crescimento da Vida Espiritual.

Frei Deneval Januário, ocd palestrando sobre a Oração


Os três primeiros temas foram ministrados por Frei Deneval Januário de Sousa, frade carmelita descalço, bacharel em  Filosofia pela Faculdade de Filosofia São Bento - SP e estudos teológicos na PUC - MG de 1984 a 1987. Em 1985 foi ordenado diácono e em dezembro de 1987 foi ordenado sacerdote. Foi vigário paroquial em Travessão de Campos, BH. Foi Provincial da OCD e foi coordenador provincial do S.A.V.(Serviço de Animação Vocacional)  carmelitano.  Atualmente é vigário paroquial em Itabaiana- SE.

O último tema, Crescimento da Vida Espiritual foi ministrado por Francisco Renaldo Costa, formador da Comunidade Nossa Senhora do Carmo e Santa Teresa de Jesus (Higienópolis-SP). Ele tem Licenciatura em Filosofia; É Master Coach e Trainer do Instituto Coaching & Vida. Tem cursos de: T&D Comportamental, Coach de Performance Escolar e MBA em Gestão de Pessoas. É professor de Filosofia e Empreendedorismo.

Francisco Renaldo Costa, ocds, palestrando sobre o Crescimento da Vida Espiritual

Durante o curso, também houve momentos de oração da Liturgia das Horas e celebração eucarística.




Para os alunos da Escola de Formação Edith Stein que concluíram os quatro módulos do Curso, aconteceu a solenidade de formatura. Em estilo de recreio teresiano, os concludentes foram chamados solenemente para adentrarem ao recinto, cantaram o Hino Nacional, ouviram os pronunciamentos do Coordenador da Escola Moisés Faria, da Diretora da Escola Rose Piotto, do presidente provincial Luciano Dídimo, e do orador da turma Sebastião Silva. Em seguida houve a entrega dos certificados, seguida de um brinde, bolo e dança da valsa.

O coordenador da Escola Moisés Farias comanda o cerimonial da solenidade de formatura 
canto do Hino Nacional

Concludentes com seus certificados

brinde dos concludentes

Equipe da Escola de Formação: da esquerda para a direita Cidinha (diretora acadêmica), Vanessa (secretária), Rose
Piotto (Diretora), Liliane (secretária), Moisés (coordenador) e Carmelita (tesoureira)

Foto Oficial do Módulo IV - Dimensão Espiritual - São Roque-SP - JAN/2016

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...