sábado, 22 de maio de 2021

Novena de Pentecostes 2021 - 9º dia: “Vinde, Espírito glorificador!”


9º dia: “Vinde, Espírito glorificador!”


Orações iniciais (para todos os dias)

Sinal da Cruz

Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos Deus, Nosso Senhor, dos nossos inimigos. Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.


Vinde Espírito Criador

Vinde, Espírito Criador,
visitai as almas dos vossos fiéis;
enchei de graça celestial
os corações que vós criastes.

Vós sois chamado o Consolador,
dom do Deus Altíssimo,
fonte viva, fogo, caridade
e unção espiritual.

Vós, com vossos sete dons,
sois força da destra de Deus;
Vós, o prometido pelo Pai,
Ditai-nos os gemidos da oração.

Acendei a vossa luz em nossas almas,
infundi vosso amor em nossos corações;
e a fraqueza da nossa carne,
fortalecei-a com redobrada força.

O inimigo, afugentai-o para bem longe;
dai-nos a paz o quanto antes;
abrindo-nos caminho como guia,
venceremos todos os perigos.

Que por Vós conheçamos o Pai,
conheçamos igualmente o Filho,
e em Vós, Espírito de ambos,
creiamos sempre.

Glória a Deus Pai,
e ao Filho que venceu a morte,
e ao Espírito Consolador
pelos séculos dos séculos. Amém.

V/: Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.

R/: E renovareis a face da terra.

Ó Deus, que instruístes os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, dai-nos, pelo mesmo Espírito, amar o que é reto, e gozar sempre de sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém.

Intenções da novena (pessoais e comunitárias)


Oração da alma enamorada

(São João da Cruz – Ditos de luz e amor 26)

Senhor Deus, Amado meu, se ainda te recordas dos meus pecados, para não fazeres o que ando pedindo, faze neles, Deus meu, a tua vontade, pois é o que mais quero, e exerce neles a tua bondade e misericórdia e serás neles conhecido. Mas se esperas por obras minhas para, por esse meio, atenderes os meus rogos, dá-mas tu e opera-as tu por mim, assim como as penas que quiseres aceitar e faça-se. Mas se pelas minhas obras não esperas, por que esperas, clementíssimo Senhor meu? Por que tardas? Já que, enfim, há de ser graça e misericórdia o que em teu Filho te peço, toma as minhas moedinhas, pois as queres, e dá-me este bem, pois que tu também o queres. Quem se poderá libertar dos modos e termos baixos se tu não o levantas a ti em pureza de amor, Deus meu? Como se elevará a ti o homem, gerado e criado em torpezas, se não o levantares tu, Senhor, com a mão com que o fizeste? Não me tirarás, Deus meu, o que uma vez me deste em teu único Filho, Jesus Cristo, em quem me deste tudo quanto quero; por isso confio que não tardarás, se espero. Com que dilações, esperas, [oh alma], se desde já podes amar a Deus em teu coração? Os céus são meus e minha a terra; minhas são as criaturas, os justos são meus e meus os pecadores; os anjos são meus e a Mãe de Deus e todas as coisas são minhas; e o próprio Deus é meu e para mim, porque Cristo é meu e todo para mim. Que pedes, pois, e buscas, alma minha? Tudo isto é teu e tudo para ti. Não te rebaixes, nem atentes às migalhas caídas da mesa de teu Pai. Sai de ti e gloria-te da tua glória. Esconde-te nela e goza, e alcançarás o que pede teu coração.

***

9º dia: “Vinde, Espírito glorificador!”

Dai o mérito da virtude,
dai o êxito da salvação,
dai a eterna alegria. Amém.

Súplica: Inflama nossas almas, oh Chama viva de amor, e faz-nos participar da glória que Deus reservou para nós!


Texto bíblico

“Por essa razão dobro os joelhos diante do Pai – de quem toma o nome toda família no céu e na terra –, para pedir-lhe que conceda, segundo a riqueza de sua glória, que vós sejais fortalecidos em poder pelo seu Espírito no homem interior, que Cristo habite pela fé em vossos corações e que sejais arraigados e fundados no amor. Assim tereis condições para compreender com todos os santos qual é a largura e o comprimento e a altura e a profundidade, e de conhecer o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que sejais plenificados com toda a plenitude de Deus.” (Efésios 3, 14-19).

V/: Seremos fortalecidos em poder pelo Espírito Santo.

R/: Para gozar plenamente da plenitude de Deus.


Texto sanjuanista:

“A alma sente que, naquela força de deliciosa comunicação do Esposo, o Espírito Santo a está provocando e convidando com aquela imensa glória que lhe apresenta diante dos olhos (...). A alma sente todas estas coisas e as entende claramente em sublime sentido de glória, tal como o Espírito Santo lhe mostra naquele suave e terno cintilar, com vontade de introduzi-la nessa mesma glória. Por isso sente-se provocada e responde dizendo: acaba já se queres. Desta maneira apresenta ao Esposo as duas petições que Ele nos ensinou no evangelho: ‘Venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade’ (Mt 6, 10), que é como se dissesse: acaba de me dar esse reino, se queres, isto é, segundo a tua vontade. E para que assim suceda: rasga a tela deste doce encontro.” (Chama de Amor Viva 1, 28).

V/: Insere-nos, Espírito Santo, na imensa glória que vislumbramos em tuas comunicações.

R/: E prepara-nos para que um dia nos fartemos daquilo que agora degustamos.


Meditação:

O Espírito Santo é glorificador do ser humano, e isso implica dizer não apenas que Ele nos insere no gozo da visão beatífica e nos faz participar de sua vida divina no céu, mas, para além disso, significa dizer que Ele nos apresenta diante de Deus como louvor de sua glória, como expressão de sua vitória, de sua bondade, de sua misericórdia, de seu amor para com o ser humano. A final de contas, a vocação última do homem não é apenas gozar da glória, mas ser glória, não somente desfrutar do cântico eterno da Jerusalém Celeste, senão ser um próprio louvor a Deus, e, portanto, ser a expressão mais pura de que Ele é vencedor acima de tudo, de que Ele é fiel apesar de tudo, de que Ele ama para sempre.

***

Orações finais


Sequência do Espírito Santo

Vinde, Santo Espírito,
e enviai do céu
um raio de vossa luz.

Vinde, pai dos pobre,
vinde, doador dos dons,
vinde, luz dos corações.

Consolador magnífico,
doce hóspede da alma,
doce refrigério.

Descanso no trabalho,
no calor aragem,
consolo no pranto.

Ó luz santíssima,
enchei o íntimo dos corações
dos vossos fiéis.

Sem vosso auxílio
nada há no homem,
nada de inocente.

Lavai o que está sujo,
regai o que está seco,
curai o que está enfermo.

Dobrai o que é rígido,
aquecei o que está frio,
dirigi o que está desviado.

Dai aos vossos fiéis,
que confiam em vós,
os sete dons sagrados.

Dai o mérito da virtude,
dai o êxito da salvação,
dai a eterna alegria. Amém.

Oração final

Oh Chama de amor viva, Espírito de Deus, “és a divina luz do meu entendimento, com o qual agora posso te ver, és a força da minha vontade, com a qual posso te amar e gozar, estando eu todo transformado no amor divino, és a glória de minha alma, sua delícia e ampliação, pois a meu respeito pode-se dizer o que se diz no Cântico dos cânticos: Quem é esta que sobe do deserto, encostada em seu amado (Ct 8, 5), carregada de delícias e derramando amor por todos os lados?” (Ch 1, 26). Concede-nos, Espírito Divino, a docilidade de coração para que permitamos ser guiados por ti rumo ao centro mais profundo da Santíssima Trindade, em cujo abismo de glória e amor vives e reinas com o Pai e o Filho pelos séculos dos séculos. Amém.


Rainha do Céu

V/: Rainha do Céu, alegrai-vos, aleluia.

R/: Porque quem merecestes trazer em vosso seio, aleluia.

V/: Ressuscitou como disse, aleluia.

R/: Rogai a Deus por nós, aleluia.

V/: Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia.

R/: Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia.

Oremos: Ó Deus, que vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição do vosso Filho Jesus Cristo, Senhor nosso, concedei-nos, nós vos suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos as alegrias da vida eterna. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

***

Organização: Artur Viana, ocds.

sexta-feira, 21 de maio de 2021

Novena de Pentecostes 2021 - 8º dia: “Vinde, Espírito transformador!”


8º dia: “Vinde, Espírito transformador!”

Orações iniciais

Sinal da Cruz
Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos Deus, Nosso Senhor, dos nossos inimigos. Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.


Vinde Espírito Criador

Vinde, Espírito Criador,
visitai as almas dos vossos fiéis;
enchei de graça celestial
os corações que vós criastes.

Vós sois chamado o Consolador,
dom do Deus Altíssimo,
fonte viva, fogo, caridade
e unção espiritual.

Vós, com vossos sete dons,
sois força da destra de Deus;
Vós, o prometido pelo Pai,
Ditai-nos os gemidos da oração.

Acendei a vossa luz em nossas almas,
infundi vosso amor em nossos corações;
e a fraqueza da nossa carne,
fortalecei-a com redobrada força.

O inimigo, afugentai-o para bem longe;
dai-nos a paz o quanto antes;
abrindo-nos caminho como guia,
venceremos todos os perigos.

Que por Vós conheçamos o Pai,
conheçamos igualmente o Filho,
e em Vós, Espírito de ambos,
creiamos sempre.

Glória a Deus Pai,
e ao Filho que venceu a morte,
e ao Espírito Consolador
pelos séculos dos séculos. Amém.

V/: Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.

R/: E renovareis a face da terra.

Ó Deus, que instruístes os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, dai-nos, pelo mesmo Espírito, amar o que é reto, e gozar sempre de sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém.

Intenções da novena (pessoais e comunitárias)

Oração da alma enamorada

(São João da Cruz – Ditos de luz e amor 26)

Senhor Deus, Amado meu, se ainda te recordas dos meus pecados, para não fazeres o que ando pedindo, faze neles, Deus meu, a tua vontade, pois é o que mais quero, e exerce neles a tua bondade e misericórdia e serás neles conhecido. Mas se esperas por obras minhas para, por esse meio, atenderes os meus rogos, dá-mas tu e opera-as tu por mim, assim como as penas que quiseres aceitar e faça-se. Mas se pelas minhas obras não esperas, por que esperas, clementíssimo Senhor meu? Por que tardas? Já que, enfim, há de ser graça e misericórdia o que em teu Filho te peço, toma as minhas moedinhas, pois as queres, e dá-me este bem, pois que tu também o queres. Quem se poderá libertar dos modos e termos baixos se tu não o levantas a ti em pureza de amor, Deus meu? Como se elevará a ti o homem, gerado e criado em torpezas, se não o levantares tu, Senhor, com a mão com que o fizeste? Não me tirarás, Deus meu, o que uma vez me deste em teu único Filho, Jesus Cristo, em quem me deste tudo quanto quero; por isso confio que não tardarás, se espero. Com que dilações, esperas, [oh alma], se desde já podes amar a Deus em teu coração? Os céus são meus e minha a terra; minhas são as criaturas, os justos são meus e meus os pecadores; os anjos são meus e a Mãe de Deus e todas as coisas são minhas; e o próprio Deus é meu e para mim, porque Cristo é meu e todo para mim. Que pedes, pois, e buscas, alma minha? Tudo isto é teu e tudo para ti. Não te rebaixes, nem atentes às migalhas caídas da mesa de teu Pai. Sai de ti e gloria-te da tua glória. Esconde-te nela e goza, e alcançarás o que pede teu coração.

***

8º dia: “Vinde, Espírito transformador!”

Dai aos vossos fiéis,
que confiam em vós,
os sete dons sagrados.


Súplica: Transforma-nos em ti, Espírito de Amor, para que possamos chegar à nossa vocação de ser deuses por participação.


Texto magisterial:

“Sob a influência do Espírito Santo, este homem interior, quer dizer ‘espiritual’, amadurece e se fortalece. Graças à comunicação divina, o espírito humano que ‘conhece os segredos do homem’ encontra-se com o ‘Espírito que perscruta as profundezas do próprio Deus’ (1 Cor 2, 10-11). E neste Espírito, que é o Dom eterno, Deus uno e trino abre-se ao homem, ao espírito humano. O sopro recôndito do Espírito divino faz com que o espírito humano, por sua vez se abra, diante de Deus que se abre para ele, com desígnio salvífico e santificante. Pelo dom da graça, que vem do Espírito Santo, o homem entra ‘numa vida nova’, é introduzido na realidade sobrenatural da própria vida divina e torna-se ‘habitação do Espírito Santo’, ‘templo vivo de Deus’ (Rm 8, 9; 1 Cor 6, 19). Com efeito, pelo Espírito Santo, o Pai e o Filho vêm a ele e fazem nele a sua morada (Jo 14, 23). Na comunhão de graça com a Santíssima Trindade dilata-se ‘o espaço vital’ do homem, elevado ao nível sobrenatural da vida divina. O homem vive em Deus e de Deus, vive ‘segundo o Espírito’ e ‘ocupa-se das coisas do Espírito’”. (Dominum et Vivificantem 58, São João Paulo II).

V/: O espírito do homem se encontra com o Espírito de Deus.

R/: E dessa comunhão de graça, o homem é elevado ao nível sobrenatural da vida divina.


Texto sanjuanista:

“Esse aspirar da brisa é uma capacidade que a alma diz que Deus ali lhe dará na comunicação do Espírito Santo. É Ele que, à maneira de aspirar, naquela sua aspiração divina, ergue a alma com grande sublimidade, esclarece-a e capacita-a para que ela aspire em Deus a mesma aspiração de amor que o Pai aspira no Filho e o Filho no Pai. Nessa transformação, é o próprio Espírito Santo que a aspira no Pai e no Filho a fim de uni-la consigo. Na verdade, a transformação não seria verdadeira e total se a alma não se transformasse nas Três Pessoas da Santíssima Trindade de forma tão visível e clara.” (Cântico Espiritual 39, 3).

V/: Por uma sublime comunicação do Espírito Santo, somos inseridos no centro de Deus.

R/: E ali transformados nos Três, visível e claramente.


Meditação:

O Espírito Santo é transformador não apenas porque nos transforma em homens novos para uma vida de perfeição em Cristo. Segundo São João da Cruz, o Espírito Santo é o próprio modelo e fim da transformação humana. Não é desejo de Deus apenas nos transformar em novas criaturas – o que já seria muito –, mas, para além disso, é seu intuito nos transformar Nele mesmo, é de seu interesse partilhar conosco não um espaço paradisíaco onde viveremos como seus convidados, mas nos oferecer sua própria vida íntima, como faz um pai amoroso a seus filhos. Essa relação de amor, cada vez mais forte e qualificada, é que transforma o ser humano em amor oblativo, em sacrifício de suave odor, em louvor de glória, enfim, em deus por participação, como dirá o Santo: “A alma ama a Deus com a vontade e a força do próprio Deus, pois está unida à mesma força do amor com que é amada por Deus. Esta força encontra-se no Espírito Santo, no qual a alma é ali transformada; que, sendo Ele dado à alma para a força deste amor, supõe e excede nela, em virtude de tal transformação, o que nela falta.” (Cântico Espiritual 38, 3).

***

Orações finais

Sequência do Espírito Santo

Vinde, Santo Espírito,
e enviai do céu
um raio de vossa luz.

Vinde, pai dos pobre,
vinde, doador dos dons,
vinde, luz dos corações.

Consolador magnífico,
doce hóspede da alma,
doce refrigério.

Descanso no trabalho,
no calor aragem,
consolo no pranto.

Ó luz santíssima,
enchei o íntimo dos corações
dos vossos fiéis.

Sem vosso auxílio
nada há no homem,
nada de inocente.

Lavai o que está sujo,
regai o que está seco,
curai o que está enfermo.

Dobrai o que é rígido,
aquecei o que está frio,
dirigi o que está desviado.

Dai aos vossos fiéis,
que confiam em vós,
os sete dons sagrados.

Dai o mérito da virtude,
dai o êxito da salvação,
dai a eterna alegria. Amém.


Oração final

Oh Chama de amor viva, Espírito de Deus, “és a divina luz do meu entendimento, com o qual agora posso te ver, és a força da minha vontade, com a qual posso te amar e gozar, estando eu todo transformado no amor divino, és a glória de minha alma, sua delícia e ampliação, pois a meu respeito pode-se dizer o que se diz no Cântico dos cânticos: Quem é esta que sobe do deserto, encostada em seu amado (Ct 8, 5), carregada de delícias e derramando amor por todos os lados?” (Ch 1, 26). Concede-nos, Espírito Divino, a docilidade de coração para que permitamos ser guiados por ti rumo ao centro mais profundo da Santíssima Trindade, em cujo abismo de glória e amor vives e reinas com o Pai e o Filho pelos séculos dos séculos. Amém.


Rainha do Céu

V/: Rainha do Céu, alegrai-vos, aleluia.

R/: Porque quem merecestes trazer em vosso seio, aleluia.

V/: Ressuscitou como disse, aleluia.

R/: Rogai a Deus por nós, aleluia.

V/: Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia.

R/: Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia.

Oremos: Ó Deus, que vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição do vosso Filho Jesus Cristo, Senhor nosso, concedei-nos, nós vos suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos as alegrias da vida eterna. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

***

Organização: Artur Viana, ocds.

quinta-feira, 20 de maio de 2021

Novena de Pentecostes 2021 - 7º dia: “Vinde, guia de nossas almas!”

 


7º dia: “Vinde, guia de nossas almas!”

Orações iniciais

Sinal da Cruz

Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos Deus, Nosso Senhor, dos nossos inimigos. Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.

Vinde Espírito Criador

Vinde, Espírito Criador,
visitai as almas dos vossos fiéis;
enchei de graça celestial
os corações que vós criastes.

Vós sois chamado o Consolador,
dom do Deus Altíssimo,
fonte viva, fogo, caridade
e unção espiritual.

Vós, com vossos sete dons,
sois força da destra de Deus;
Vós, o prometido pelo Pai,
Ditai-nos os gemidos da oração.

Acendei a vossa luz em nossas almas,
infundi vosso amor em nossos corações;
e a fraqueza da nossa carne,
fortalecei-a com redobrada força.

O inimigo, afugentai-o para bem longe;
dai-nos a paz o quanto antes;
abrindo-nos caminho como guia,
venceremos todos os perigos.

Que por Vós conheçamos o Pai,
conheçamos igualmente o Filho,
e em Vós, Espírito de ambos,
creiamos sempre.

Glória a Deus Pai,
e ao Filho que venceu a morte,
e ao Espírito Consolador
pelos séculos dos séculos. Amém.

V/: Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.

R/: E renovareis a face da terra.

Ó Deus, que instruístes os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, dai-nos, pelo mesmo Espírito, amar o que é reto, e gozar sempre de sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém.

Intenções da novena (pessoais e comunitárias)


Oração da alma enamorada

(São João da Cruz – Ditos de luz e amor 26)

Senhor Deus, Amado meu, se ainda te recordas dos meus pecados, para não fazeres o que ando pedindo, faze neles, Deus meu, a tua vontade, pois é o que mais quero, e exerce neles a tua bondade e misericórdia e serás neles conhecido. Mas se esperas por obras minhas para, por esse meio, atenderes os meus rogos, dá-mas tu e opera-as tu por mim, assim como as penas que quiseres aceitar e faça-se. Mas se pelas minhas obras não esperas, por que esperas, clementíssimo Senhor meu? Por que tardas? Já que, enfim, há de ser graça e misericórdia o que em teu Filho te peço, toma as minhas moedinhas, pois as queres, e dá-me este bem, pois que tu também o queres. Quem se poderá libertar dos modos e termos baixos se tu não o levantas a ti em pureza de amor, Deus meu? Como se elevará a ti o homem, gerado e criado em torpezas, se não o levantares tu, Senhor, com a mão com que o fizeste? Não me tirarás, Deus meu, o que uma vez me deste em teu único Filho, Jesus Cristo, em quem me deste tudo quanto quero; por isso confio que não tardarás, se espero. Com que dilações, esperas, [oh alma], se desde já podes amar a Deus em teu coração? Os céus são meus e minha a terra; minhas são as criaturas, os justos são meus e meus os pecadores; os anjos são meus e a Mãe de Deus e todas as coisas são minhas; e o próprio Deus é meu e para mim, porque Cristo é meu e todo para mim. Que pedes, pois, e buscas, alma minha? Tudo isto é teu e tudo para ti. Não te rebaixes, nem atentes às migalhas caídas da mesa de teu Pai. Sai de ti e gloria-te da tua glória. Esconde-te nela e goza, e alcançarás o que pede teu coração.

***

7º dia: “Vinde, guia de nossas almas!”

Dobrai o que é rígido,
aquecei o que está frio,
dirigi o que está desviado.

Súplica: Conduz-nos, Espírito Santo, para que cheguemos ao destino para o qual fomos criados.


Texto patrístico:

“É chamado Espírito de Deus, Espírito de verdade que procede do Pai, Espírito reto, Espírito principal, Espírito Santo, seu nome próprio e peculiar. Para Ele se voltam os que necessitam de santificação; quem deseja viver segundo a virtude, o busca; seu sopro como que irriga e auxilia para alcançar seu fim próprio e natural. (...) Assim é o Espírito Santo, presente como o sol, em cada um que tenha capacidade, derramando em todos a graça suficiente e íntegra. Desta gozam todos quantos dele participam, na medida em que sua natureza necessita, não na que Ele pode dar. Por Ele, os corações são levados, pela mão são conduzidos os fracos, os que adiantam chegam à perfeição.” (O Espírito Santo, São Basílio Magno).

V/: Espírito Santo, para ti nos voltamos necessitados de santidade.

R/: Conduze-nos, em teus desígnios, para que cheguemos à plenitude da perfeição.


Texto sanjuanista:

“Pensem bem os que guiam as almas e considerem que o principal agente, guia e inspirador das almas nesta obra não são eles, mas o Espírito Santo que nunca deixa de cuidar delas. Eles são apenas instrumentos para as dirigir na perfeição pela fé e a lei de Deus, segundo o espírito que Ele vai dando a cada alma. (...) Uma vez que a alma se esvaziou assim de todas as coisas, ficando mesmo vazia e limpa de todas elas – que é o que pode fazer de sua parte –, é impossível que Deus deixe de fazer a sua, comunicando-se a ela pelo menos em segredo”. (Chama de Amor Viva 3, 46).

V/: O Espírito Santo é o verdadeiro guia e inspirador das almas.

R/: Sob suas moções, avançamos na perfeição da fé e da lei de Deus.


Meditação:

O verdadeiro guia da vida espiritual é o Espírito Santo. Ele é o verdadeiro mestre, o autêntico diretor. Aquele que perscruta não só a intimidade de Deus, como também sonda as profundezas do homem, é que pode conduzi-lo ao fim para o qual a pessoa humana foi criada e salva. Sabemos que vida com Deus é uma aventura de amor, que conta com o progresso humano-espiritual de um sujeito aventureiro que tudo entrega para encontrar Aquele que está buscando, por um caminho incerto, possível de ser trilhado apenas pela fé. Muitas são as sendas que aparecem na estrada, muitos os atalhos, muitas as portas de acesso, que podem levar ao destino, mas que também podem perder o peregrino. Por isso precisamos de um guia que, do alto, vê todo o trajeto, conhece todo o percurso e, sobretudo, tem interesse de nos levar à meta. O Espírito de Deus, o mesmo que impulsionou Cristo em seu ministério e os apóstolos no início da Igreja e até hoje, é Ele o guia insubstituível e imprescindível de quem busca com sinceridade e determinação a posse de Deus.

***

Orações finais

Sequência do Espírito Santo

Vinde, Santo Espírito,
e enviai do céu
um raio de vossa luz.

Vinde, pai dos pobre,
vinde, doador dos dons,
vinde, luz dos corações.

Consolador magnífico,
doce hóspede da alma,
doce refrigério.

Descanso no trabalho,
no calor aragem,
consolo no pranto.

Ó luz santíssima,
enchei o íntimo dos corações
dos vossos fiéis.

Sem vosso auxílio
nada há no homem,
nada de inocente.

Lavai o que está sujo,
regai o que está seco,
curai o que está enfermo.

Dobrai o que é rígido,
aquecei o que está frio,
dirigi o que está desviado.

Dai aos vossos fiéis,
que confiam em vós,
os sete dons sagrados.

Dai o mérito da virtude,
dai o êxito da salvação,
dai a eterna alegria. Amém.

Oração final

Oh Chama de amor viva, Espírito de Deus, “és a divina luz do meu entendimento, com o qual agora posso te ver, és a força da minha vontade, com a qual posso te amar e gozar, estando eu todo transformado no amor divino, és a glória de minha alma, sua delícia e ampliação, pois a meu respeito pode-se dizer o que se diz no Cântico dos cânticos: Quem é esta que sobe do deserto, encostada em seu amado (Ct 8, 5), carregada de delícias e derramando amor por todos os lados?” (Ch 1, 26). Concede-nos, Espírito Divino, a docilidade de coração para que permitamos ser guiados por ti rumo ao centro mais profundo da Santíssima Trindade, em cujo abismo de glória e amor vives e reinas com o Pai e o Filho pelos séculos dos séculos. Amém.


Rainha do Céu

V/: Rainha do Céu, alegrai-vos, aleluia.

R/: Porque quem merecestes trazer em vosso seio, aleluia.

V/: Ressuscitou como disse, aleluia.

R/: Rogai a Deus por nós, aleluia.

V/: Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia.

R/: Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia.

Oremos: Ó Deus, que vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição do vosso Filho Jesus Cristo, Senhor nosso, concedei-nos, nós vos suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos as alegrias da vida eterna. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.


***

Organização: Artur Viana, ocds.

quarta-feira, 19 de maio de 2021

Novena de Pentecostes 2021 - 6º dia: “Vinde, Espírito purificador!”



6º dia: “Vinde, Espírito purificador!”

Orações iniciais

Sinal da Cruz

Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos Deus, Nosso Senhor, dos nossos inimigos. Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.


Vinde Espírito Criador

Vinde, Espírito Criador,
visitai as almas dos vossos fiéis;
enchei de graça celestial
os corações que vós criastes.

Vós sois chamado o Consolador,
dom do Deus Altíssimo,
fonte viva, fogo, caridade
e unção espiritual.

Vós, com vossos sete dons,
sois força da destra de Deus;
Vós, o prometido pelo Pai,
Ditai-nos os gemidos da oração.

Acendei a vossa luz em nossas almas,
infundi vosso amor em nossos corações;
e a fraqueza da nossa carne,
fortalecei-a com redobrada força.

O inimigo, afugentai-o para bem longe;
dai-nos a paz o quanto antes;
abrindo-nos caminho como guia,
venceremos todos os perigos.

Que por Vós conheçamos o Pai,
conheçamos igualmente o Filho,
e em Vós, Espírito de ambos,
creiamos sempre.

Glória a Deus Pai,
e ao Filho que venceu a morte,
e ao Espírito Consolador
pelos séculos dos séculos. Amém.

V/: Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.

R/: E renovareis a face da terra.

Ó Deus, que instruístes os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, dai-nos, pelo mesmo Espírito, amar o que é reto, e gozar sempre de sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém.


Intenções da novena (pessoais e comunitárias)


Oração da alma enamorada

(São João da Cruz – Ditos de luz e amor 26)

Senhor Deus, Amado meu, se ainda te recordas dos meus pecados, para não fazeres o que ando pedindo, faze neles, Deus meu, a tua vontade, pois é o que mais quero, e exerce neles a tua bondade e misericórdia e serás neles conhecido. Mas se esperas por obras minhas para, por esse meio, atenderes os meus rogos, dá-mas tu e opera-as tu por mim, assim como as penas que quiseres aceitar e faça-se. Mas se pelas minhas obras não esperas, por que esperas, clementíssimo Senhor meu? Por que tardas? Já que, enfim, há de ser graça e misericórdia o que em teu Filho te peço, toma as minhas moedinhas, pois as queres, e dá-me este bem, pois que tu também o queres. Quem se poderá libertar dos modos e termos baixos se tu não o levantas a ti em pureza de amor, Deus meu? Como se elevará a ti o homem, gerado e criado em torpezas, se não o levantares tu, Senhor, com a mão com que o fizeste? Não me tirarás, Deus meu, o que uma vez me deste em teu único Filho, Jesus Cristo, em quem me deste tudo quanto quero; por isso confio que não tardarás, se espero. Com que dilações, esperas, [oh alma], se desde já podes amar a Deus em teu coração? Os céus são meus e minha a terra; minhas são as criaturas, os justos são meus e meus os pecadores; os anjos são meus e a Mãe de Deus e todas as coisas são minhas; e o próprio Deus é meu e para mim, porque Cristo é meu e todo para mim. Que pedes, pois, e buscas, alma minha? Tudo isto é teu e tudo para ti. Não te rebaixes, nem atentes às migalhas caídas da mesa de teu Pai. Sai de ti e gloria-te da tua glória. Esconde-te nela e goza, e alcançarás o que pede teu coração.

***

6º dia: “Vinde, Espírito purificador!”

Lavai o que está sujo,
regai o que está seco,
curai o que está enfermo.

Súplica: Envia sobre nós, Senhor, teu Santo Espírito, para que Ele nos purifique de nossas maldades e nos prepare para a união contigo.


Texto bíblico

“Derramarei uma água limpa sobre vós e ficareis puros; sim, vou purificar-vos de todas as vossas imundícies e de todos os vossos ídolos imundos. Dar-vos-ei um coração novo, porei um espírito novo dentro de vós, tirarei do vosso peito este coração de pedra e vos darei um coração de carne. Porei meu Espírito dentro de vós e farei com que andeis de acordo com meus estatutos e guardeis minhas normas e as pratiqueis.” (Ezequiel 36, 25-27).

V/: O Senhor nos libertará de nossos ídolos.

R/: E nos purificará com seu Espírito.


Texto sanjuanista:

“Convém saber que, antes deste fogo divino se introduzir e unir à substância da alma na completa e perfeita purificação e pureza, esta chama, que é o Espírito Santo, vai ferindo a alma para lhe desgastar e destruir as imperfeições dos seus maus hábitos. Esta é a obra do Espírito Santo, que a dispõe para a divina união e transformação de amor em Deus. Também é bom lembrar que este fogo de amor, que depois se une à alma glorificando-a, é o mesmo que antes investia nela purificando-a. É o que acontece com o fogo no madeiro: primeiro investe contra ele e atinge-o com a sua chama para o enxugar e libertar dos seus feios acidentes; depois, com o seu calor, vai dispondo-o para nele entrar e transformá-lo em fogo.” (Chama de Amor Viva 1, 19).

V/: Esta Chama, que é o Espírito Santo, purifica a alma com fogo doloroso.

R/: E assim a vai dispondo para a união e transformação de amor em Deus.


Meditação:

A chama do Espírito Santo que agora glorifica é a mesma que antes purgava. E essa chama, que sempre foi de um vivo amor, querendo incendiar o ser humano com o fogo ardente de suas comunicações deleitáveis, não hesitou em antes purificá-lo com o fogo doloroso que aplana toda imperfeição, retira toda mancha e transforma em si tudo o que não é fogo. Pois, como diz São João da Cruz: “O que Deus pretende é fazer-nos deuses por participação, sendo-o Ele por natureza, como o fogo que tudo converte em fogo” (Ditos de luz e amor 106). Assim, para chegar à experiência saborosa da fruição de Deus, é necessário passar pela experiência amarga da purificação de Deus. Ambas as experiências são labaredas da mesma chama, operações do mesmo Espírito.


***

Orações final

Sequência do Espírito Santo

Vinde, Santo Espírito,
e enviai do céu
um raio de vossa luz.

Vinde, pai dos pobre,
vinde, doador dos dons,
vinde, luz dos corações.

Consolador magnífico,
doce hóspede da alma,
doce refrigério.

Descanso no trabalho,
no calor aragem,
consolo no pranto.

Ó luz santíssima,
enchei o íntimo dos corações
dos vossos fiéis.

Sem vosso auxílio
nada há no homem,
nada de inocente.

Lavai o que está sujo,
regai o que está seco,
curai o que está enfermo.

Dobrai o que é rígido,
aquecei o que está frio,
dirigi o que está desviado.

Dai aos vossos fiéis,
que confiam em vós,
os sete dons sagrados.

Dai o mérito da virtude,
dai o êxito da salvação,
dai a eterna alegria. Amém.


Oração final

Oh Chama de amor viva, Espírito de Deus, “és a divina luz do meu entendimento, com o qual agora posso te ver, és a força da minha vontade, com a qual posso te amar e gozar, estando eu todo transformado no amor divino, és a glória de minha alma, sua delícia e ampliação, pois a meu respeito pode-se dizer o que se diz no Cântico dos cânticos: Quem é esta que sobe do deserto, encostada em seu amado (Ct 8, 5), carregada de delícias e derramando amor por todos os lados?” (Ch 1, 26). Concede-nos, Espírito Divino, a docilidade de coração para que permitamos ser guiados por ti rumo ao centro mais profundo da Santíssima Trindade, em cujo abismo de glória e amor vives e reinas com o Pai e o Filho pelos séculos dos séculos. Amém.


Rainha do Céu

V/: Rainha do Céu, alegrai-vos, aleluia.

R/: Porque quem merecestes trazer em vosso seio, aleluia.

V/: Ressuscitou como disse, aleluia.

R/: Rogai a Deus por nós, aleluia.

V/: Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia.

R/: Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia.

Oremos: Ó Deus, que vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição do vosso Filho Jesus Cristo, Senhor nosso, concedei-nos, nós vos suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos as alegrias da vida eterna. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

***

Organização: Artur Viana, ocds.


terça-feira, 18 de maio de 2021

Novena de Pentecostes 2021 - 5º dia: “Vinde, ajuda do alto!”


5º dia: “Vinde, ajuda do alto!”

Orações iniciais

Sinal da Cruz

Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos Deus, Nosso Senhor, dos nossos inimigos. Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.


Vinde Espírito Criador

Vinde, Espírito Criador,
visitai as almas dos vossos fiéis;
enchei de graça celestial
os corações que vós criastes.

Vós sois chamado o Consolador,
dom do Deus Altíssimo,
fonte viva, fogo, caridade
e unção espiritual.

Vós, com vossos sete dons,
sois força da destra de Deus;
Vós, o prometido pelo Pai,
Ditai-nos os gemidos da oração.

Acendei a vossa luz em nossas almas,
infundi vosso amor em nossos corações;
e a fraqueza da nossa carne,
fortalecei-a com redobrada força.

O inimigo, afugentai-o para bem longe;
dai-nos a paz o quanto antes;
abrindo-nos caminho como guia,
venceremos todos os perigos.

Que por Vós conheçamos o Pai,
conheçamos igualmente o Filho,
e em Vós, Espírito de ambos,
creiamos sempre.

Glória a Deus Pai,
e ao Filho que venceu a morte,
e ao Espírito Consolador
pelos séculos dos séculos. Amém.

V/: Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.

R/: E renovareis a face da terra.

Ó Deus, que instruístes os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, dai-nos, pelo mesmo Espírito, amar o que é reto, e gozar sempre de sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém.


Intenções da novena (pessoais e comunitárias)


Oração da alma enamorada

(São João da Cruz – Ditos de luz e amor 26)

Senhor Deus, Amado meu, se ainda te recordas dos meus pecados, para não fazeres o que ando pedindo, faze neles, Deus meu, a tua vontade, pois é o que mais quero, e exerce neles a tua bondade e misericórdia e serás neles conhecido. Mas se esperas por obras minhas para, por esse meio, atenderes os meus rogos, dá-mas tu e opera-as tu por mim, assim como as penas que quiseres aceitar e faça-se. Mas se pelas minhas obras não esperas, por que esperas, clementíssimo Senhor meu? Por que tardas? Já que, enfim, há de ser graça e misericórdia o que em teu Filho te peço, toma as minhas moedinhas, pois as queres, e dá-me este bem, pois que tu também o queres. Quem se poderá libertar dos modos e termos baixos se tu não o levantas a ti em pureza de amor, Deus meu? Como se elevará a ti o homem, gerado e criado em torpezas, se não o levantares tu, Senhor, com a mão com que o fizeste? Não me tirarás, Deus meu, o que uma vez me deste em teu único Filho, Jesus Cristo, em quem me deste tudo quanto quero; por isso confio que não tardarás, se espero. Com que dilações, esperas, [oh alma], se desde já podes amar a Deus em teu coração? Os céus são meus e minha a terra; minhas são as criaturas, os justos são meus e meus os pecadores; os anjos são meus e a Mãe de Deus e todas as coisas são minhas; e o próprio Deus é meu e para mim, porque Cristo é meu e todo para mim. Que pedes, pois, e buscas, alma minha? Tudo isto é teu e tudo para ti. Não te rebaixes, nem atentes às migalhas caídas da mesa de teu Pai. Sai de ti e gloria-te da tua glória. Esconde-te nela e goza, e alcançarás o que pede teu coração.

***

5º dia: “Vinde, ajuda do alto!”

Sem vosso auxílio
nada há no homem,
nada de inocente.


Súplica: Envia-nos, Senhor, teu Santo Espírito, para que nos fortaleça e nos ajude em nossas debilidades.

Texto patrístico:

“O Senhor prometeu enviar o Paráclito que nos faria dignos de Deus. Assim como a farinha seca não pode, sem água, tornar-se uma só massa, nem um só pão, não poderíamos também tornar-nos um só em Cristo Jesus sem a água que vem do céu. E assim como a terra seca não pode frutificar sem receber água, também nós, que éramos antes lenho seco, jamais daríamos frutos de vida, sem a chuva benignamente enviada do alto. Com efeito, nossos corpos receberam, pelo banho do batismo, a unidade que os torna incorruptíveis; nossas almas, porém, a receberam pelo Espírito.” (Tratado contra as heresias, Santo Irineu de Lyon).

V/: Enviaste-nos, Senhor, uma chuva torrencial da água viva do Espírito Santo.

R/: E, banhados por essas águas divinas, fomos fortificados pelo teu Espírito.


Texto sanjuanista:

“Aqui se invoca o Espírito Santo, como Aquele que há de afugentar esta secura da alma, manter e aumentar nela o amor do Esposo, exercitando-a interiormente nas virtudes; e tudo isso para que o Filho de Deus, seu Esposo, goze e se deleite mais nela, pois a sua única pretensão é contentar o Amado.” (Cântico Espiritual 17, 2).

V/: Vem, Espírito Santo, força e ajuda do alto.

R/: E ensina-nos a sermos agradáveis ao Amado.

Meditação:

O Apóstolo nos diz que o Espírito é enviado, em auxílio à nossa fraqueza, quando não sabemos o que pedir (Rm 8, 26), no entanto Ele nos é dado também quando não sabemos o que fazer ou como proceder, quando não sabemos que rumo tomar, que decisão optar. O Espírito Santo nos auxilia em nossa ignorância, em nossa impotência, em nossas confusões e indecisões. Ele é a luz do céu que ilumina nosso caminho, a força do braço de Deus que nos capacita para as batalhas, o animador e principal agente de nosso progresso espiritual. Sem seu apoio, sucumbimos; sem sua ajuda, esmorecemos; sem seu sustento, fracassamos. “Sem seu auxílio – dirá a oração da Sequência – nada há de inocente no homem”.

***

Orações finais

Sequência do Espírito Santo

Vinde, Santo Espírito,
e enviai do céu
um raio de vossa luz.

Vinde, pai dos pobre,
vinde, doador dos dons,
vinde, luz dos corações.

Consolador magnífico,
doce hóspede da alma,
doce refrigério.

Descanso no trabalho,
no calor aragem,
consolo no pranto.

Ó luz santíssima,
enchei o íntimo dos corações
dos vossos fiéis.

Sem vosso auxílio
nada há no homem,
nada de inocente.

Lavai o que está sujo,
regai o que está seco,
curai o que está enfermo.

Dobrai o que é rígido,
aquecei o que está frio,
dirigi o que está desviado.

Dai aos vossos fiéis,
que confiam em vós,
os sete dons sagrados.

Dai o mérito da virtude,
dai o êxito da salvação,
dai a eterna alegria. Amém.


Oração final

Oh Chama de amor viva, Espírito de Deus, “és a divina luz do meu entendimento, com o qual agora posso te ver, és a força da minha vontade, com a qual posso te amar e gozar, estando eu todo transformado no amor divino, és a glória de minha alma, sua delícia e ampliação, pois a meu respeito pode-se dizer o que se diz no Cântico dos cânticos: Quem é esta que sobe do deserto, encostada em seu amado (Ct 8, 5), carregada de delícias e derramando amor por todos os lados?” (Ch 1, 26). Concede-nos, Espírito Divino, a docilidade de coração para que permitamos ser guiados por ti rumo ao centro mais profundo da Santíssima Trindade, em cujo abismo de glória e amor vives e reinas com o Pai e o Filho pelos séculos dos séculos. Amém.


Rainha do Céu

V/: Rainha do Céu, alegrai-vos, aleluia.

R/: Porque quem merecestes trazer em vosso seio, aleluia.

V/: Ressuscitou como disse, aleluia.

R/: Rogai a Deus por nós, aleluia.

V/: Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia.

R/: Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia.

Oremos: Ó Deus, que vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição do vosso Filho Jesus Cristo, Senhor nosso, concedei-nos, nós vos suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos as alegrias da vida eterna. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

***

Organização: Artur Viana, ocds.

segunda-feira, 17 de maio de 2021

Novena de Pentecostes 2021 - 4º dia: “Vinde, luz santíssima!”


4º dia: “Vinde, luz santíssima!”

Orações iniciais

Sinal da Cruz

Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos Deus, Nosso Senhor, dos nossos inimigos. Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.


Vinde Espírito Criador

Vinde, Espírito Criador,
visitai as almas dos vossos fiéis;
enchei de graça celestial
os corações que vós criastes.

Vós sois chamado o Consolador,
dom do Deus Altíssimo,
fonte viva, fogo, caridade
e unção espiritual.

Vós, com vossos sete dons,
sois força da destra de Deus;
Vós, o prometido pelo Pai,
Ditai-nos os gemidos da oração.

Acendei a vossa luz em nossas almas,
infundi vosso amor em nossos corações;
e a fraqueza da nossa carne,
fortalecei-a com redobrada força.

O inimigo, afugentai-o para bem longe;
dai-nos a paz o quanto antes;
abrindo-nos caminho como guia,
venceremos todos os perigos.

Que por Vós conheçamos o Pai,
conheçamos igualmente o Filho,
e em Vós, Espírito de ambos,
creiamos sempre.

Glória a Deus Pai,
e ao Filho que venceu a morte,
e ao Espírito Consolador
pelos séculos dos séculos. Amém.

V/: Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.

R/: E renovareis a face da terra.

Ó Deus, que instruístes os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, dai-nos, pelo mesmo Espírito, amar o que é reto, e gozar sempre de sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém.

Intenções da novena (pessoais e comunitárias)

Oração da alma enamorada

(São João da Cruz – Ditos de luz e amor 26)

Senhor Deus, Amado meu, se ainda te recordas dos meus pecados, para não fazeres o que ando pedindo, faze neles, Deus meu, a tua vontade, pois é o que mais quero, e exerce neles a tua bondade e misericórdia e serás neles conhecido. Mas se esperas por obras minhas para, por esse meio, atenderes os meus rogos, dá-mas tu e opera-as tu por mim, assim como as penas que quiseres aceitar e faça-se. Mas se pelas minhas obras não esperas, por que esperas, clementíssimo Senhor meu? Por que tardas? Já que, enfim, há de ser graça e misericórdia o que em teu Filho te peço, toma as minhas moedinhas, pois as queres, e dá-me este bem, pois que tu também o queres. Quem se poderá libertar dos modos e termos baixos se tu não o levantas a ti em pureza de amor, Deus meu? Como se elevará a ti o homem, gerado e criado em torpezas, se não o levantares tu, Senhor, com a mão com que o fizeste? Não me tirarás, Deus meu, o que uma vez me deste em teu único Filho, Jesus Cristo, em quem me deste tudo quanto quero; por isso confio que não tardarás, se espero. Com que dilações, esperas, [oh alma], se desde já podes amar a Deus em teu coração? Os céus são meus e minha a terra; minhas são as criaturas, os justos são meus e meus os pecadores; os anjos são meus e a Mãe de Deus e todas as coisas são minhas; e o próprio Deus é meu e para mim, porque Cristo é meu e todo para mim. Que pedes, pois, e buscas, alma minha? Tudo isto é teu e tudo para ti. Não te rebaixes, nem atentes às migalhas caídas da mesa de teu Pai. Sai de ti e gloria-te da tua glória. Esconde-te nela e goza, e alcançarás o que pede teu coração.

***

4º dia: “Vinde, luz santíssima!”

Ó luz santíssima,
enchei o íntimo dos corações
dos vossos fiéis.

Súplica: Envia-nos, Senhor, teu Santo Espírito, raio poderoso de teu esplendor, para que afugente nossas trevas.

Texto magisterial:

“Os esforços do coração humano, os esforços da consciência, graças aos quais se opera esta metanóia ou conversão, são o reflexo do processo pelo qual a reprovação é transformada em amor salvífico, que sabe sofrer. O dispensador escondido desta força de salvação é o Espírito Santo: Ele, que é chamado pela Igreja «luz das consciências», penetra e enche as profundezas dos corações humanos. Mediante esta conversão no Espírito Santo, o homem abre-se ao perdão e à remissão dos pecados, como testemunham as palavras pronunciadas por Jesus na tarde da Páscoa. E em todo este admirável dinamismo da conversão-remissão, é confirmada a verdade daquilo que escreve Santo Agostinho sobre o mistério do homem, ao comentar as palavras do Salmo: «Um abismo chama outro abismo» (Sl 42, 8). É exatamente em relação a esta profundidade abissal do homem, da consciência humana, que se cumpre a missão do Filho e do Espírito Santo”. (Dominum et Vivificantem 45, São João Paulo II).

V/: Clamamos por ti, dispensador da salvação, luz das consciências.

R/: Como um abismo clama por outro abismo.


Texto sanjuanista:

“Como essa Chama é imensa luz, quando investe na alma a sua luz brilha nas trevas da alma (Jo 1, 5), que também são imensas. Então, a alma vê as suas trevas naturais e viciosas oporem-se à luz sobrenatural; e não sente a luz sobrenatural porque não a possui dentro de si como às próprias trevas; mas as trevas não recebem a luz (Jo 1, 5). Assim, a alma vê as suas trevas enquanto a luz nelas investe, porque as almas não podem ver as suas trevas se nelas não investir com força a luz divina. Quando a luz divina as expulsa, a alma fica iluminada e se vê transformada em luz, depois de ter purificado e fortalecido o olhar espiritual com a luz divina.” (Chama de Amor Viva 1, 22).

V/: Oh Chama de amor viva, com tuas luzes benfazejas.

R/: Afugenta nossas trevas e transfigura-nos em teus resplendores.


Meditação:

Um dos símbolos mais característicos atribuídos ao Espírito Santo é o da luz, do fogo, e igualmente os verbos que fazem referência a Ele que apontam para a luz, como iluminar, resplandecer, incendiar. Desta maneira, uma experiência verdadeira com o Espírito Santo é necessariamente uma experiência luminosa, na qual prevalecem o brilho, o fulgor, as chamas; na qual se afugentam as trevas, as escuridões, as noites. A experiência em que os contrários duelam e que vence a Chama viva, com todo o seu esplendor. Assim, o Espírito Santo é luz por revelar e é fogo por aquecer. Diante Dele não há nada que persista em suas trevas, nem frio que suporte suas inflamações.

***

Orações finais


Sequência do Espírito Santo

Vinde, Santo Espírito,
e enviai do céu
um raio de vossa luz.

Vinde, pai dos pobre,
vinde, doador dos dons,
vinde, luz dos corações.

Consolador magnífico,
doce hóspede da alma,
doce refrigério.

Descanso no trabalho,
no calor aragem,
consolo no pranto.

Ó luz santíssima,
enchei o íntimo dos corações
dos vossos fiéis.

Sem vosso auxílio
nada há no homem,
nada de inocente.

Lavai o que está sujo,
regai o que está seco,
curai o que está enfermo.

Dobrai o que é rígido,
aquecei o que está frio,
dirigi o que está desviado.

Dai aos vossos fiéis,
que confiam em vós,
os sete dons sagrados.

Dai o mérito da virtude,
dai o êxito da salvação,
dai a eterna alegria. Amém.

Oração final

Oh Chama de amor viva, Espírito de Deus, “és a divina luz do meu entendimento, com o qual agora posso te ver, és a força da minha vontade, com a qual posso te amar e gozar, estando eu todo transformado no amor divino, és a glória de minha alma, sua delícia e ampliação, pois a meu respeito pode-se dizer o que se diz no Cântico dos cânticos: Quem é esta que sobe do deserto, encostada em seu amado (Ct 8, 5), carregada de delícias e derramando amor por todos os lados?” (Ch 1, 26). Concede-nos, Espírito Divino, a docilidade de coração para que permitamos ser guiados por ti rumo ao centro mais profundo da Santíssima Trindade, em cujo abismo de glória e amor vives e reinas com o Pai e o Filho pelos séculos dos séculos. Amém.

Rainha do Céu

V/: Rainha do Céu, alegrai-vos, aleluia.

R/: Porque quem merecestes trazer em vosso seio, aleluia.

V/: Ressuscitou como disse, aleluia.

R/: Rogai a Deus por nós, aleluia.

V/: Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia.

R/: Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia.

Oremos: Ó Deus, que vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição do vosso Filho Jesus Cristo, Senhor nosso, concedei-nos, nós vos suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos as alegrias da vida eterna. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

***

Organização: Artur Viana, ocds.

domingo, 16 de maio de 2021

Novena de Pentecostes 2021 - 3º dia: “Vinde, consolo no pranto!”

 

3º dia: “Vinde, consolo no pranto!”

Orações iniciais

Sinal da Cruz


Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos Deus, Nosso Senhor, dos nossos inimigos. Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.


Vinde Espírito Criador

Vinde, Espírito Criador,
visitai as almas dos vossos fiéis;
enchei de graça celestial
os corações que vós criastes.

Vós sois chamado o Consolador,
dom do Deus Altíssimo,
fonte viva, fogo, caridade
e unção espiritual.

Vós, com vossos sete dons,
sois força da destra de Deus;
Vós, o prometido pelo Pai,
Ditai-nos os gemidos da oração.

Acendei a vossa luz em nossas almas,
infundi vosso amor em nossos corações;
e a fraqueza da nossa carne,
fortalecei-a com redobrada força.

O inimigo, afugentai-o para bem longe;
dai-nos a paz o quanto antes;
abrindo-nos caminho como guia,
venceremos todos os perigos.

Que por Vós conheçamos o Pai,
conheçamos igualmente o Filho,
e em Vós, Espírito de ambos,
creiamos sempre.

Glória a Deus Pai,
e ao Filho que venceu a morte,
e ao Espírito Consolador
pelos séculos dos séculos. Amém.


V/: Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.

R/: E renovareis a face da terra.

Ó Deus, que instruístes os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, dai-nos, pelo mesmo Espírito, amar o que é reto, e gozar sempre de sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém.


Intenções da novena (pessoais e comunitárias)

Oração da alma enamorada

(São João da Cruz – Ditos de luz e amor 26)

Senhor Deus, Amado meu, se ainda te recordas dos meus pecados, para não fazeres o que ando pedindo, faze neles, Deus meu, a tua vontade, pois é o que mais quero, e exerce neles a tua bondade e misericórdia e serás neles conhecido. Mas se esperas por obras minhas para, por esse meio, atenderes os meus rogos, dá-mas tu e opera-as tu por mim, assim como as penas que quiseres aceitar e faça-se. Mas se pelas minhas obras não esperas, por que esperas, clementíssimo Senhor meu? Por que tardas? Já que, enfim, há de ser graça e misericórdia o que em teu Filho te peço, toma as minhas moedinhas, pois as queres, e dá-me este bem, pois que tu também o queres. Quem se poderá libertar dos modos e termos baixos se tu não o levantas a ti em pureza de amor, Deus meu? Como se elevará a ti o homem, gerado e criado em torpezas, se não o levantares tu, Senhor, com a mão com que o fizeste? Não me tirarás, Deus meu, o que uma vez me deste em teu único Filho, Jesus Cristo, em quem me deste tudo quanto quero; por isso confio que não tardarás, se espero. Com que dilações, esperas, [oh alma], se desde já podes amar a Deus em teu coração? Os céus são meus e minha a terra; minhas são as criaturas, os justos são meus e meus os pecadores; os anjos são meus e a Mãe de Deus e todas as coisas são minhas; e o próprio Deus é meu e para mim, porque Cristo é meu e todo para mim. Que pedes, pois, e buscas, alma minha? Tudo isto é teu e tudo para ti. Não te rebaixes, nem atentes às migalhas caídas da mesa de teu Pai. Sai de ti e gloria-te da tua glória. Esconde-te nela e goza, e alcançarás o que pede teu coração.

***

3º dia: “Vinde, consolo no pranto!”

Descanso no trabalho,
no calor aragem,
consolo no pranto.


Súplica: Envia sobre nós, Senhor, teu Espírito consolador, para que nossas dores sejam curadas pela ternura de teu amor.


Texto patrístico:

“Chama-se também Paráclito porque consola, anima e ‘fortalece nossa debilidade, porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inefáveis’ (Rm 8, 26), evidentemente diante de Deus. Muitas vezes, alguém pode ser injuriado e desprezado injustamente por causa de Cristo, e eis o martírio, tormentos por toda parte: fogo, espada, feras selvagens, precipícios, mas o Espírito Santo sussurra em seu ouvido e lhe diz: ‘espera no Senhor’ (Sl 26, 14), o que fazem a ti é pequeno, mas é grande o que te será dado.” (O Espírito Santo, São Cirilo de Jerusalém).

V/: Eu rogarei a meu Pai, para que lhes envie um outro Paráclito.

R/: E Ele enxugará todas as lágrimas de seus olhos.


Texto sanjuanista:

“E porque esta Chama é em si mesma extremamente amorosa, acomete na vontade com ternura e amor; a vontade por sua vez é extremamente seca e dura. A dureza se experimenta perto da ternura e a secura perto do amor. Esta Chama, ao investir amorosa e ternamente na vontade, faz com que ela experimente a sua natural dureza e secura para com Deus. Ela, portanto, não sente o amor e a ternura da Chama porque se preveniu com a dureza e a secura, contrários onde a ternura e o amor não têm lugar. O amor e a ternura de Deus só reinarão na vontade quando aqueles contrários forem expulsos por estes.” (Chama de Amor Viva 1, 23).

V/: Oh Espírito Santo, tuas chamas já não me são mais danosas.

R/: Pois venceste minha dureza e secura com a ternura e o amor de Deus.


Meditação:

Diante de tantas atrocidades, perdas e flagelos que nos acometem todos os dias, neste mundo cada vez mais distante de Deus, só podemos contar e confiar na misericórdia Daquele que tudo conhece e tudo sabe, que viu o que nos precedeu, que nos acompanha no momento presente e que conhece o futuro e o mais além. Esse Deus que nos acompanha em nossa história é quem nos envia sua consolação, seu apoio, seu Paráclito. O Espírito Santo é esse outro Consolador que, com Cristo, nos reconforta em nossas noites escuras temporais e espirituais, pessoais e comunitárias. Ele é o ombro do Pai no qual choramos e a mão do Filho que enxuga as lágrimas de nossos olhos.

***

Orações finais

Sequência do Espírito Santo

Vinde, Santo Espírito,
e enviai do céu
um raio de vossa luz.

Vinde, pai dos pobre,
vinde, doador dos dons,
vinde, luz dos corações.

Consolador magnífico,
doce hóspede da alma,
doce refrigério.

Descanso no trabalho,
no calor aragem,
consolo no pranto.

Ó luz santíssima,
enchei o íntimo dos corações
dos vossos fiéis.

Sem vosso auxílio
nada há no homem,
nada de inocente.

Lavai o que está sujo,
regai o que está seco,
curai o que está enfermo.

Dobrai o que é rígido,
aquecei o que está frio,
dirigi o que está desviado.

Dai aos vossos fiéis,
que confiam em vós,
os sete dons sagrados.

Dai o mérito da virtude,
dai o êxito da salvação,
dai a eterna alegria. Amém.


Oração final

Oh Chama de amor viva, Espírito de Deus, “és a divina luz do meu entendimento, com o qual agora posso te ver, és a força da minha vontade, com a qual posso te amar e gozar, estando eu todo transformado no amor divino, és a glória de minha alma, sua delícia e ampliação, pois a meu respeito pode-se dizer o que se diz no Cântico dos cânticos: Quem é esta que sobe do deserto, encostada em seu amado (Ct 8, 5), carregada de delícias e derramando amor por todos os lados?” (Ch 1, 26). Concede-nos, Espírito Divino, a docilidade de coração para que permitamos ser guiados por ti rumo ao centro mais profundo da Santíssima Trindade, em cujo abismo de glória e amor vives e reinas com o Pai e o Filho pelos séculos dos séculos. Amém.


Rainha do Céu

V/: Rainha do Céu, alegrai-vos, aleluia.

R/: Porque quem merecestes trazer em vosso seio, aleluia.

V/: Ressuscitou como disse, aleluia.

R/: Rogai a Deus por nós, aleluia.

V/: Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia.

R/: Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia.

Oremos: Ó Deus, que vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição do vosso Filho Jesus Cristo, Senhor nosso, concedei-nos, nós vos suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos as alegrias da vida eterna. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.


***

Organização: Artur Viana, ocds.



sábado, 15 de maio de 2021

Novena de Pentecostes 2021 - 2º dia: “Vinde, hóspede da alma!”

 

2º dia: “Vinde, hóspede da alma!”

Orações iniciais

Sinal da Cruz


Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos Deus, Nosso Senhor, dos nossos inimigos. Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.


Vinde Espírito Criador

Vinde, Espírito Criador,
visitai as almas dos vossos fiéis;
enchei de graça celestial
os corações que vós criastes.

Vós sois chamado o Consolador,
dom do Deus Altíssimo,
fonte viva, fogo, caridade
e unção espiritual.

Vós, com vossos sete dons,
sois força da destra de Deus;
Vós, o prometido pelo Pai,
Ditai-nos os gemidos da oração.

Acendei a vossa luz em nossas almas,
infundi vosso amor em nossos corações;
e a fraqueza da nossa carne,
fortalecei-a com redobrada força.

O inimigo, afugentai-o para bem longe;
dai-nos a paz o quanto antes;
abrindo-nos caminho como guia,
venceremos todos os perigos.

Que por Vós conheçamos o Pai,
conheçamos igualmente o Filho,
e em Vós, Espírito de ambos,
creiamos sempre.

Glória a Deus Pai,
e ao Filho que venceu a morte,
e ao Espírito Consolador
pelos séculos dos séculos. Amém.

V/: Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.

R/: E renovareis a face da terra.

Ó Deus, que instruístes os corações dos fiéis com as luzes do Espírito Santo, dai-nos, pelo mesmo Espírito, amar o que é reto, e gozar sempre de sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém.

Intenções da novena (pessoais e comunitárias)

Oração da alma enamorada

(São João da Cruz – Ditos de luz e amor 26)

Senhor Deus, Amado meu, se ainda te recordas dos meus pecados, para não fazeres o que ando pedindo, faze neles, Deus meu, a tua vontade, pois é o que mais quero, e exerce neles a tua bondade e misericórdia e serás neles conhecido. Mas se esperas por obras minhas para, por esse meio, atenderes os meus rogos, dá-mas tu e opera-as tu por mim, assim como as penas que quiseres aceitar e faça-se. Mas se pelas minhas obras não esperas, por que esperas, clementíssimo Senhor meu? Por que tardas? Já que, enfim, há de ser graça e misericórdia o que em teu Filho te peço, toma as minhas moedinhas, pois as queres, e dá-me este bem, pois que tu também o queres. Quem se poderá libertar dos modos e termos baixos se tu não o levantas a ti em pureza de amor, Deus meu? Como se elevará a ti o homem, gerado e criado em torpezas, se não o levantares tu, Senhor, com a mão com que o fizeste? Não me tirarás, Deus meu, o que uma vez me deste em teu único Filho, Jesus Cristo, em quem me deste tudo quanto quero; por isso confio que não tardarás, se espero. Com que dilações, esperas, [oh alma], se desde já podes amar a Deus em teu coração? Os céus são meus e minha a terra; minhas são as criaturas, os justos são meus e meus os pecadores; os anjos são meus e a Mãe de Deus e todas as coisas são minhas; e o próprio Deus é meu e para mim, porque Cristo é meu e todo para mim. Que pedes, pois, e buscas, alma minha? Tudo isto é teu e tudo para ti. Não te rebaixes, nem atentes às migalhas caídas da mesa de teu Pai. Sai de ti e gloria-te da tua glória. Esconde-te nela e goza, e alcançarás o que pede teu coração.

***

2º dia: “Vinde, hóspede da alma!”

Consolador magnífico,
doce hóspede da alma,
doce refrigério.

Súplica: Ajuda-nos, Senhor, pelo Espírito Santo, a preparar nosso interior para ser digna morada tua.


Texto bíblico

“Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.” (1 Coríntios 6, 19-20).

V/: Glorifiquemos ao Senhor com tudo o que somos.

R/: Pois o Espírito de Deus habita em nós.


Texto sanjuanista:

“Nesse aspirar do Espírito Santo pela alma, o Esposo, Filho de Deus, comunica-se-lhe de maneira altíssima, porque se trata de uma visita de amor. Por isso, como aos apóstolos envia primeiro o seu Espírito que é o seu aposentador, para que lhe prepare a pousada da alma esposa elevando-a em deleites, arrumando-lhe o horto, abrindo suas flores, descobrindo seus dons, enfeitando-a com a tapeçaria das suas graças e riquezas. (...) Portanto, muito é para desejar este vento divino do Espírito Santo e que cada alma peça que aspire pelo seu horto, para que sejam derramados os divinos odores de Deus.” (Cântico Espiritual 17, 8.9).

V/: Soprai no meu jardim para espalhar seus perfumes.

R/: E que nele entre o meu Amado para comer de seus frutos.


Meditação:

O Espírito Santo é invocado como hóspede da alma, porque não dispensa de nós o convite para ser o morador do nosso interior. No entanto, sabemos bem que, para aquele que deseja progredir no caminho de Deus, o Espírito Santo precisa ser, verdadeiramente, senhor e dono do castelo interior. Para o doce hóspede da alma, habitar é possuir e possuir é santificar, e assim procede o Espírito Santo nas moradas íntimas de quem se abre às suas operações. Por meio de comunicações amorosas, Ele nos visita suavemente, habita-nos permanentemente, possui-nos progressivamente e nos santifica constantemente.

***

Orações finais

Sequência do Espírito Santo

Vinde, Santo Espírito,
e enviai do céu
um raio de vossa luz.

Vinde, pai dos pobre,
vinde, doador dos dons,
vinde, luz dos corações.

Consolador magnífico,
doce hóspede da alma,
doce refrigério.

Descanso no trabalho,
no calor aragem,
consolo no pranto.

Ó luz santíssima,
enchei o íntimo dos corações
dos vossos fiéis.

Sem vosso auxílio
nada há no homem,
nada de inocente.

Lavai o que está sujo,
regai o que está seco,
curai o que está enfermo.

Dobrai o que é rígido,
aquecei o que está frio,
dirigi o que está desviado.

Dai aos vossos fiéis,
que confiam em vós,
os sete dons sagrados.

Dai o mérito da virtude,
dai o êxito da salvação,
dai a eterna alegria. Amém.

Oração final

Oh Chama de amor viva, Espírito de Deus, “és a divina luz do meu entendimento, com o qual agora posso te ver, és a força da minha vontade, com a qual posso te amar e gozar, estando eu todo transformado no amor divino, és a glória de minha alma, sua delícia e ampliação, pois a meu respeito pode-se dizer o que se diz no Cântico dos cânticos: Quem é esta que sobe do deserto, encostada em seu amado (Ct 8, 5), carregada de delícias e derramando amor por todos os lados?” (Ch 1, 26). Concede-nos, Espírito Divino, a docilidade de coração para que permitamos ser guiados por ti rumo ao centro mais profundo da Santíssima Trindade, em cujo abismo de glória e amor vives e reinas com o Pai e o Filho pelos séculos dos séculos. Amém.

Rainha do Céu

V/: Rainha do Céu, alegrai-vos, aleluia.

R/: Porque quem merecestes trazer em vosso seio, aleluia.

V/: Ressuscitou como disse, aleluia.

R/: Rogai a Deus por nós, aleluia.

V/: Exultai e alegrai-vos, ó Virgem Maria, aleluia.

R/: Porque o Senhor ressuscitou verdadeiramente, aleluia.

Oremos: Ó Deus, que vos dignastes alegrar o mundo com a Ressurreição do vosso Filho Jesus Cristo, Senhor nosso, concedei-nos, nós vos suplicamos, que por sua Mãe, a Virgem Maria, alcancemos as alegrias da vida eterna. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

***

Organização: Artur Viana, ocds
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...