sábado, 7 de agosto de 2010

SANTO ALBERTO DE TRÁPANI


Presbítero

Santo Alberto nasceu em Trápani no século XIII. Entrou na Ordem Carmelitana, destacou-se pelo ardor da pregação e pela fama dos milagres. Eleito Prior provincial para a Sicília, estabeleceu-se em Mesina. Em 1301, durante o assédio angioino, libertou a cidade da fome ... Brilhante exemplo de pureza e oração, morreu em Mesina no dia 7 de agosto de 1307.
Muito venerado pela Ordem toda, como primeiro santo carmelita declarado pela Igreja (Calisto III em 1457 e Sisto IV em 1476, Santo Alberto foi também considerado patrono e protetor da Ordem. Em 1524 , ordenou-se que sua imagem fosse estampada no capítulo geral e o Prior geral, Nicola Audef, quis que lhe fosse dedicado um altar em todas as igrejas carmelitas. Como testemunho desta difundida veneração, sabe-se, também, quanto foi devota a Santa Madre Teresa deste glorioso pai, bem como Santa Maria Madalena de Pazzi. Diversos testemunhos fidedignos falam-nos da grande devoção de Santa Teresa de Ávila a Santo Alberto. Padre Tomás Alvarez, ocd, dedicou um estudo a esta iniciativa singular de Santa Teresa (um empreendimento editorial de Santa Teresa. A vida e milagres de Santo Alberto (1582), em Monte Carmelo, Burgos 1993, no. 12)Com efeito, Santa Teresa comprometeu-se em tornar conhecida e divulgada a devoção ao santo carmelita siciliano, que ela venerava como “pai e advogado”, e encarregou o domenicano Padre Diego de Yanguas de escrever um livreto, “A vida e os milagres de Santo Alberto.” Este trabalho, destinado às suas monjas, deveria ser publicado junto com o “Caminho da Perfeição.” O volume projetado pôde ser publicado em Lisboa em fevereiro de 1583, mas “A vida de Santo Alberto”, inserida no volume, traz a data de 1582, pelo que o Padre Tomás Alvarez pergunta se talvez a Santa Madre já não o havia tido impresso em suas mãos. Durante o VII centenário se propôs publicar sua tradução italiana.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...