sábado, 7 de julho de 2018

RETIRO DE ESPIRITUALIDADE CARMELITANA



Assessora: Liz Lelis Rocha – OCDS – Província São José – BR.

Tema: O silêncio com Maria
Lema: ( Compromisso na Ordem)

EM BH/ MG – CONVENTO SANTA TERESA DE JESUS – OCD (24/06/2018) .
Com a Venerável Ordem Terceira de Nossa Senhora do Monte do Carmo
Província Santo Elias – carmelitas da antiga observância. (Sabará/ MG.)
“A SENHORA DO SILÊNCIO”
Sob a graça do Espírito Santo, iniciamos o Retiro e formação, a pedido da Ordem Terceira do Carmo, da cidade de Sabará/ MG, no dia 24 de junho de 2018, no Convento Santa Teresa de Jesus – OCD. Rezamos a oração da Comissão de Espiritualidade para os Retiros da OCDS, e em alguns momentos posteriores, publicada nas pastas da OCDS, para os retiros carmelitanos, distribuídas para todos.
Recordando Maria na história, nos voltamos à experiência dos santos carmelitas, mais especialmente à de Santa Maria de Jesus Crucificado , nossa Florzinha árabe, título do livro com sua biografia escrito por Frei Patrício Sciadnni – OCD. Seu relato perpassa pela família de nossa Florzinha árabe, lembrando a perda de irmãozinhos prematuros e do pedido de seus pais, caminhando por 170 km até a gruta de Belém, para pedir a Nossa Senhora, uma filhinha, prometendo o peso da criança em dobro em velas, quando nascesse. Nasce a Mírian, nossa Florzinha árabe e em seguida um irmãozinho. Os pais faleceram logo e os irmãos são separados e nunca mais se encontram. Cada um será criado por um membro da família distantes, um do outro e passando de seus 10 anos de idade, o tio resolve de casar Mírian, a qual em sua infância devotada a Jesus, celebra e canta as maravilhas da natureza, incluindo o amor singular às criaturinhas, como pássaros e bichinhos que habitam seu entorno. Louva a Deus pela beleza das flores e o canto dos pássaros ... e tudo no céu lhe encanta lembrando o amor a cada ser humano e o cuidado especial concedido aos que a cercam. Portanto, corta suas tranças, envolve os presentes levados pelo futuro noivo escolhido pelo tio, e lhe diz ter casado há muito... com Jesus. O tio a coloca na cozinha para trabalhar com os escravos e ela escreve ao irmãozinho para salvá- la todos os dias. Sem retorno, procura um casal que conhece desde sua mais tenra idade e pede para salvarem- na, ao que lhe dizem que se se convertesse à religião muçulmana, lhe ajudariam. Ela diz que é casada com Jesus e isso nunca iria acontecer... o homem tira a cimitarra, corta- lhe a garganta e a deixa jogada em um beco.... surge então uma Senhora de azul... que cuida dela ao longo de meses com uma sopa deliciosa que mais tarde ela  diz... que antes de morrer gostaria de tomá- la novamente. Maria se faz presente em sua vida, cuidando, curando e conduzindo Mírian que continua sua jornada e mais tarde estará fundando conventos em Belém e Mangalore. Dinâmica, prestadora de serviços aos que mais necessitavam... foi muito feliz servindo ao Senhor que tanto amava. Aqui... ficou o gostinho de quero mais para toda a comunidade trabalhar e buscar mais da história da nossa santinha com sua formação peculiar, amorosa e repleta de um amor incondicional ao Senhor. Maria marca nossa história e aqueles que desejaram ... falaram e contribuíram para tal momento, com sua experiência singular.
A oração da SENHORA DO SILÊNCIO , de Inácio Larranãga, ilustrou e a rezamos, refletimos, e, rezamos novamente com o jeito carmelitano. Nos colocamos na oração e a trabalhamos em nossas vidas.
Partimos para um café – preparado com o carinho dos frades da casa, com músicas do Frei Marcos Matsubara para nos encantar: na sequência, o deserto no silêncio da casa, nos jardins e capela do Convento, enriqueceram cada instante com a beleza das cores, o som da fonte e o carinho de Maria; a reflexão com os acontecimentos em nossa história, “rezou” em nossos corações com a oração da SENHORA DO SILÊNCIO.
Nos encontramos após a reflexão no silêncio, para partilhar e buscar em Maria, o compromisso com a ordem. Onde nos colocamos? Como vivemos tal compromisso com o Carmelo? Conhecemos os documentos e vivemos a fraternidade em nosso meio? Vivemos a oração – carisma fundamental do Carmelo? Qual é a experiência de cada carmelita presente. Sem a ORAÇÃO, não há compromisso com a ordem. Citamos Nossa Santa Madre Teresa de Ávila, em momentos para os quais ela ressalta seus pilares para a Oração e vida Comunitária, especialmente com Moradas e Caminho de Perfeição. Compromisso com os olhos sempre fixos em Jesus.
OCDS – OCD e Ordem Terceira
O próximo momento foi para as diferenças de OCDS, OCD e Ordem Terceira. A Partir dos documentos da OCDS, houve esclarecimento quanto à Associação que é OCDS, Monjas e o Frei Henrique – OCD, o anfitrião  desta data, nos diz qual é a diferença fundamental entre Ordem Terceira, dos carmelitas da antiga observância e Descalços. Santa Madre Teresa, é nossa fundadora, é nossa mãe, portanto, somos Teresianos. Com o pai João da Cruz, vivemos o carisma do Carmelo Descalço com singularidade. A oração, a formação e o lazer fazem diferença singular no viver de cada um de nós. Somos carmelitas orantes na vocação, portanto, momentos diferentes para a oração e vivência de fraternidade. Mesmo carisma, uma só espiritualidade.
Os documentos e organização seculares, foram-lhes apresentados e também a Estrutura OCDS como a melhor no mundo secular no momento, de acordo com o padre geral a partir do capítulo em 2014, com os frades - OCD. Informei que outras províncias estão adotando nossa organização para formação de seus membros e mesmo outras instituições, participam da Escola de Formação Edith Stein, pólos sudeste e norte/ nordeste.
Conselho Nacional do Laicato no Brasil e o Carmelo
CNLB – ano do laicato como carmelita: O Conselho Nacional do Laicato no Brasil ( nossa região pertence ao leste dois) – Estive presente com o Luciano Dídimo, a Ruth Leite e a Liliane Rocha, na XXXVII Assembléia representando o Carmelo 2018 abrangendo os temas propostos para a unidade da Igreja e governo. No Carmelo optamos por missão com as relíquias que possuímos, em especial as de Zélia Guérim e Luís Martin, pais de Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face, para viajar pelo Brasil. Agendamos visitas com Comunidades e Grupos até concluirmos visitas e ação missionário a todos que procurarem. É o rosto do Carmelo na Igreja do Brasil.
Maria na vida do Carmelita Secular
A vida “MARIFORME” do Carmelo: Cada um apresentou sua forma de viver e de conhecer Maria no mundo ... desde sua casa, família cristã até onde vivemos hoje nas Igrejas para celebrar seus diversos nomes no mundo cristão.
“FAZEI TUDO O QUE ELE DISSER”: oração diária no Carmelo secular de acordo com o ramo teresiano. Continuando a conferência anterior, vivemos o que Maria nos pede, para compromisso junto ao Carmelo em seus diversos ramos, para melhores atividades e vida fraterna. Surgiram cobranças quanto ao tempo para a formação na Ordem e no momento em que o Frei Henrique – OCD, falou para nós, a questão foi exposta da seguinte forma: Posso estar no momento de “tempo” determinado para minha profissão solene para sacerdote, e, observar que não possuo tempo com maturidade para tal finalidade.... por que com os leigos seria diferente?
Portanto, com os olhos fixos em Jesus, trabalharemos por Ele o quanto seja possível, o quanto seja necessário, para, a construção do Reino de Deus.
Que o Espírito Santo nos conduza, instrua e que Maria, Mãe admirável do silêncio, “(...)envolva – nos em teu manto de silêncio e comunica- nos a fortaleza de tua Fé, a altura de tua Esperança e a profundidade de teu Amor. Fica com os que ficam e vem com os que partem. Ó mãe admirável do Silêncio!”Amém!
Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!











Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...