sexta-feira, 22 de maio de 2015

Capítulo Geral da Ordem - 21 de Maio: Encontro e Festa da Família Carmelitana.

O Capítulo Geral viveu um dia de festa. Celebramos um Encontro da Família Carmelitana que começou com uma saudação de acolhida do Geral da Ordem, Frei Savério Cannistrà. Posteriormente, o encargo de serem apresentados os distintos grupos que foram representados no dia de hoje coube ao Frei Pedro Tomás Navajas, Vigário Provincial da nova Província Ibérica.
Na primeira parte da jornada intervieram distintos grupos pertencentes à ampla família teresiana. Intervieram carmelitas seculares de Espanha e de Portugal, formandos carmelitas descalços, membros dos Grupos de Oração Teresiana (GOT), integrantes do Carmelo Ecumênico (*), responsáveis do Instituto de Espiritualidade à distância e do Centro de Iniciativas Pastorais, do editorial Monte Carmelo, representantes de colégios carmelitas, leigos, representantes do Carmelo Jovem e da ONG “Solidários com o mundo”.
Além disso, assistiram ao encontro representantes de várias instituições religiosas afiliadas à Ordem, como as Carmelitas de São José, as Carmelitas Missionárias Teresianas, as Carmelitas Missionárias, as Carmelitas Teresas de São José, as Teresianas de Henrique de Ossó, as Escravas Carmelitas da Sagrada Família, as Aliadas Carmelitas Descalças da Santíssima Trindade, as Carmelitas Mensageiras do Espírito Santo e as Religiosas de Notre Dame de Vie (do Ven. Marie-Eugéne). 
Posteriormente, interveio o Prior Geral dos Carmelitas, Frei Fernando Millán, O.Carm., que destacou a grande colaboração que existe entre ambas as Ordens. Além disso, detalhou algumas atividade que ambas Cúrias realizaram conjuntamente nos últimos anos. Neste sentido, destacou que todos os trabalhos conjuntos nasceram e se desenvolvem com um profundo sentimento de família.
Neste sentido, Frei Fernando assegurou que o Carmelo por essência tende a ser familiar. Uma realidade que convidou a ser mantida e cuidada.
Em sua intervenção, o Prior Geral dos Carmelitas nos apresentou algumas “chaves” que hão de se ter em conta na vida religiosa. Entre elas, sublinhou que o diálogo deve ser um pilar básico para a vida religiosa. Por sua vez, destacou a importância das reuniões de comunidade.
Também convidou aos capitulares a não perderem a capacidade de surpresa e de desterrar o chamado “discurso pessimista”.
Finalmente, compartilhou com os presentes a esta jornada a alegria que sente cada vez que se dá conta da riqueza tão grande que tem o carisma do Carmelo.
Já pela tarde, os participantes do Encontro da Família Carmelitana puderam participar de uma atividade lúdica musical e acabaram a jornada com a celebração da Eucaristia na igreja da Casa da Santa. 

* Nota do tradutor: causou-me surpresa a existência do Carmelo Ecumênico. Até o presente momento, desconhecia sua existência. 



















Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...