sábado, 5 de junho de 2010

DOMINGODA X SEMANA DO TEMPO COMUM = 05/06/2010

II semana do Saltério – ( II salmo = I Vésperas)

Ant 2 Junto a Vós, felicidade sem limites, aleluia.

Salmo 15 (16): O Senhor é minha herança.

O orante deste Salmo é um levita que sabe onde está o seu tesouro: não na multiplicidade dos ídolos, cujos serviços podem trazer a prosperidade, mas sim no Senhor de Israel, seu único refúgio. Fizeram-lhe propostas seguras de que dois deuses valem mais que um (v. 3). - Este versículo poderia dirigir-se aos que pretendem unir a adoração a Yahweh ao culto dos deuses pagãos, sincretismo religioso que foi a tentação de Israel durante muito tempo (cf. Is 57,5; 65,5; 66,3s). - Talvez tenham recorrido à pressão e à ameaça, o que explicaria as insônias do orante (v. 7) e seus temores (v. 10), porém este não se sente convencido. Está contente com a sorte que lhe coube. O Senhor é sua riqueza, sua taça, sua herança e seus ritos (vv. 5.4). Neste ambiente, o sacerdote fiel expõe suas convicções íntimas, em forma de súplica, de confiança e de entrega exclusiva ao Senhor de Israel.
Neste Salmo de confiança individual, o salmista suplica a proteção, abandona o serviço aos ídolos e faz uma profissão de confiança em Deus.
Quem abandona as falsas seguranças e os ídolos deste mundo encontra em Deus a certeza de que, para além das portas da morte, lhe está reservada uma vida de alegria sem fim, ao lado de Deus.
O texto dos versículos 2 e 3 é obscuro e a tradução dos mesmos é conjetural, porque varia segundo as versões. A Bíblia de Jerusalém dá a este Salmo o título de “Yah weh, minha parte na herança”.
O salmista elegeu Yahweh como seu único Deus. O realismo de sua fé e as exigências de sua vida mística pedem uma intimidade absoluta com Ele: necessita, pois escapar da morte que o separaria dEle, uma vez que, no Antigo Testamento, não havia a esperança e a fé na ressurreição. Sua aplicação messiânica, admitida pelo judaísmo, verificou-se com a Ressurreição de Cristo.
O salmista, tomando a pessoa do Messias, ora ao Senhor e expressa sua firme confiança de que o livrará do poder da morte e o fará conhecer os caminhos da vida eterna.
Os apóstolos Pedro e Paulo citam este Salmo, em seus discursos, como profecia da Ressurreição de Cristo, o Messias.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...